08 outubro 2018

Resenha - Opostos (Saga Lux #5)



Livro: Opostos (Saga Lux #5)
Autora: Jennifer L. Armentrouth
Cortesia: Editora Valentina
Páginas: 344
Skoob
OndeComprar: Submarino / Lojas Americanas

Katy sabia que o mundo mudou na noite em que os Luxen chegaram.
Ela não podia acreditar que Daemon deu as boas-vindas à sua raça ou ficou de pé enquanto sua espécie ameaçava destruir todos os humanos e híbridos na Terra. Mas as linhas entre o bem e o mal se misturaram, e o amor se converteu em uma emoção que poderia destruí-la… destruir a todos.
Daemon fará qualquer coisa para salvar aos que ama, inclusive se isto implica em traição.
Eles deverão se unir a um inimigo improvável se quiserem ter alguma possibilidade de sobreviver à invasão. Mas quando rapidamente se torna impossível distinguir o amigo do inimigo e o mundo está desmoronando ao seu redor, eles podem perder tudo - inclusive aquilo que mais amam - para assegurar a sobrevivência de seus amigos... e da humanidade.
A guerra chegou à Terra. E não importa o resultado, o futuro nunca será o mesmo para os que ficarem.



NÃO CONTÉM SPOILER!

Livros Anteriores

Opala #3
Originais #4

 “Eu costumava ter um plano para a remota possibilidade de estar viva quando chegasse o fim do mundo. Ele consistia em subir no telhado de casa e botar para tocar ‘Its the end of the world as we know it (and I feel fine)’ do REM, o mais alto que os ouvidos conseguissem aguentar, mas a vida real nunca é tão legal.”

E eis que nos deparamos com a épica conclusão da Saga Lux, onde de fato somos apresentados ao apocalipse que esta por um fio de acontecer. E o futuro da humanidade nunca mais será o mesmo, tudo irá mudar... Agora se é para melhor ou pior, isso não posso lhes dizer.

Por alguma ironia do destino após o final catastrófico de Originais, Kat tem que assistir em silêncio Daemon receber sua raça de braços abertos, a deixando completamente sozinha e embasbacada com sua atitude. O porquê disso? Nem ela mesma consegue entender, o certo seria eles lutarem juntos para proteger o mundo, os humanos afinal, pois os luxen querem limpar a Terra e torná-la para eles um lar. Então como pode Daemon simplesmente aceitar isso? E as promessas que fizeram um para o outro? Nada valem? Ela não significa nada para ele? Com muitas perguntas e sem nenhuma resposta que justifique tal ato, ela esta determinada a lutar contra os luxen; pois ela era, ainda é humana e não dará as costas para humanidade.

As coisas estão difíceis, tempos difíceis por fim ameaça os dias de Kat e independente disso ela esta mais que preparada para enfrentar o futuro catastrófico que se aproxima; mas ela inicialmente só precisa encontrar Daemon e entender o porque dele ter abandonado ela, ela precisa mais que nunca de respostas e só irá parar quando obtê-las.

Daemon ainda não acredita que teve que deixar sua gatinha, mas sacrifícios precisam ser feitos se ele de fato quiser protegê-la. Mesmo que seja difícil se manter longe dela, sem ter a mínima ideia de como ela esta, ele fez o que deveria ser feito; vê-la machucada ou morta não é e nunca será uma opção, principalmente depois das atrocidades enfrentadas por ela quando esteve presa em Originais.
Tudo estava bem, até Daemon ver Kat entrar na toca dos leões, porque seria difícil para ela entender que o que ele fez foi para mantê-la em segurança? Mas ele sabia muito bem que ela não aceitaria sua decisão de boa, o problema agora era somente um: sobreviver. Mas com ela ali, eles eram capazes de qualquer coisa.

“Kat não era só linda, era muito mais do que isso. Era inacreditavelmente forte, e carregava as cicatrizes desa força como uma lutadora profissional. Além disso, era inteligente e teimosa, mas, acima de tudo, gentil. E me dera o maior presente que alguém poderia me dar ao retribuir o meu amor. Isso era o que havia de mais importante, algo que carregaria comigo para sempre. O amor  era um presente.”

A guerra se aproxima e cada vez mais está perto e pronta para tirar de nós o que amamos. Inimigos se tornam amigos, amigos se tornam inimigos, despedidas são necessárias apesar do buraco que estas deixam em nós. E o fim nunca esteve tão próximo. E Kat finalmente mostra para o que ela veio, apesar de todas as marcas deixadas, as dores sentidas e as lágrimas derramadas. Mas  temos uma guerreira, uma Girl Power que mostrará do que ela é capaz para proteger aqueles que amam. A ajuda virá do lugar onde menos imaginamos e a questão agora é: até que ponto deve-se confiar. Em tempos de guerra, pois confiança é algo poderoso e raro.

A cada página, cada capítulo a apreensão aumenta. É a hora de saber o desfecho dessa saga que veio para conquistar e roubar nosso coração; mas também é hora em que devemos nos despedir da história, de alguns personagens que marcaram a saga. E posso gritar ao mundo: nenhuma saga nunca na história finalizou tão bem; o momento de confiar, de perdoar, de superar as diferenças chegou e com ela será o fim do mundo e dos humanos ou de fato Kat, Daemon e seus aliados conseguirão de fato vencer?

Para saber vocês terão que conferir lendo esse livro...



[- Minhas Impressões -]

Então chegamos ao fim, nunca me despedir de uma saga doeu tanto. Nunca foi tão difícil simplesmente aceitar e dizer adeus, uma das melhores sagas que li de fato chegou ao fim e devo dizer: que fim meus queridos, que fim foi esse!!??

Opostos é o quinto e último livro da Saga Lux, uma saga que iniciou como mais um romance adolescente e que foi crescendo e evoluindo a cada livro; altos e baixos se fez presente afinal, porque nenhuma saga se mantém perfeita do inicio ao fim. E qual a minha surpresa quando finalizei esse livro e fui capaz de perceber que todas as pontas soltas foram fechadas, um livro bem finalizado, com acontecimentos que nos faz relembrar pontos abertos nos quatro volumes que antecedem esse livro.

Jennifer L. Armentrouth simplesmente fez um final digno, eu estava esperando me decepcionar com o final desse livro, afinal já me deparei com diversas séries e sagas que simplesmente foram mal finalizadas; mas não aqui, ao contrário: a autora finalizou tão bem que não tem como falar que poderia ter ido além. Um livro muito bem construído, muito bem conduzido e com um final que ao mesmo tempo nos faz chorar e nos deixa com um sorriso de orelha a orelha tamanho a satisfação.

A evolução da protagonista é além do perceptível, mesmo com tantos traumas ela se manteve forte e sem medo. As marcas e lágrimas derramadas serviram para deixá-la mais forte que nunca e suas cenas com Daemon eram hilárias por vezes, mesmo com momentos de tensão esses dois conseguiam dar aquele UP na história e nos arrancar boas risadas, afinal ironias e sacanagens são palavras que definiriam perfeitamente bem esse alien que iniciou a saga sendo o maior escroto de todos os tempos e acabou por se tornar o líder da minha lista de Crush (risos).


Mas confesso que ele não superou minhas expectativas, ele atendeu as mesmas. Acho que toda a adrenalina, emoção foi toda liberada em Originais; aqui foi nada mais que a finalização que todos esperavam, nada, além disso. Teve ação, momentos de tensão, momentos mais leves, cada cena de romance que uiui (cada olhar era uma faísca liberada); porém plot twists foram praticamente zero (ao menos para mim foi essa sensação). O grande bum da saga ocorreu no antecessor a Opostos, mas esses fatos não diminuem o valor desse livro, para mim continua sendo magnífico, tudo o que imaginei estavam ali, acontecendo no decorrer de 344 páginas, as páginas que mais me fizeram sofrer. Ri, chorei, xinguei, quis matar em alguns momentos; mas se não fosse esses sentimentos conflitantes poderia dizer que era um livro fadado ao fracasso, afinal os melhores livros são aqueles que nos fazem ter a sensação de estar em uma montanha russa.

Enfim, leiam essa saga, se apaixonem, se divirtam e estejam preparados para se apegar aos personagens e ao chegar no fim chorar por não sentir a mínima vontade de dizer adeus.

A autora conseguiu criar um universo que acabou indo além de tudo o que estava acostumada e essa é uma das características que me fez abraçar essa saga e gritar para todos que é o MELHOR que já li; chorei sim ao fechar o livro, a sensação de satisfação até hoje se faz presente e isso não tem preço. E pensar que esse amor começou antes mesmo de ter Obsidiana, a saga que me fez ler os três primeiros livros em inglês e ao lançar me fez reler e que agora estou pronta para reler. A sensação de satisfação se tornou mais forte na releitura e meu amor aumentou mais um pouquinho. Não estou dizendo que é uma saga perfeita, afinal em minha opinião perfeição não existe; tem falhas, tem evolução e tem sentimentos conflitantes sendo despertados a cada livro.  E no fim temos um fator crucial:  assim como nós, Katy é e sempre será uma blogueira e apaixonada por livros.

“Para mim, retomar o blog era um grande passo. Não se tratava de fingir que tudo estava bem ou de volta á normalidade, mas sim agarrá-lo pelas orelhas e fazê-lo sucumbir á minha vontade. Resenhar livros era algo que eu amava e sentia uma tremenda falta. Os livros eram uma parte de mim que eu estava, enfim, recuperando, a partir de agora.”

Inscrições Abertas - Participe !!

5 comentários:

  1. Taí uma saga que namoro faz um bom tempo e ainda não consegui ler nenhum dos livros. Muito bacana ver que a autora conseguiu construir cada livro melhor que o outro. E que os personagens, foram crescendo juntamente com o enredo.
    Sem contar outro detalhe lindo, as capas! Todas seguiram o mesmo padrão de "boniteza" e com certeza, trazem muito dos seus enredos.
    Espero ter e ler todos e ficar como você, com a sensação de dever cumprido.
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Eu já disse que quero ler essa saga? PORQUE DEPOIS DESSAS DUAS ÚLTIMAS RESENHAS EU NECESSITO DESSA SAGA.
    Tão bom saber que foi bem finalizado, pior coisa é terminar uma série com a sensação que está faltando algo.
    Concordo, é muito bom passar por essa montanha-russa de emoções; deixa a leitura mais prazerosa, empolgante.
    Já estou ansiosa para conhecer Daemon e essas cenas que prometem me arrancar suspiros.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá! Ahhhh é tão bom quando a gente chega ao fim de uma saga com aquele sorriso no rosto e lágrimas nos olhos por ter que dar adeus a personagens mais que especiais. Já passei por situações realmente traumatizantes (Sylvia Day que o diga). Estou louca para concluir a série, em pensar que quase não comecei a ler hein, sigo afirmando que essas capas são horrorosas, mas o que vale mesmo é o conteúdo e esse pelo jeito não deixou a desejar e supriu muito bem as expectativas do leitor, não vejo a hora de ler tudo e ter o meu momento de riso e choro.

    ResponderExcluir
  4. Nunca ouvi nada sobre essa saga, eu admito que uma série assim me deixa aflita, 5 livros da mesma história. .
    Mas pela resenha valeu a pena, a série conseguiu atingir as expectativas.
    É muito bom quando o autor(a) consegue fazer o desenvolvimento dos personagens de uma forma natural, se no primeiro livro era um romance adolescente nada mais justo que evoluir até o final.
    Acho que o mais importante é o escritor conseguir impactar o leitor, por terminar o livro de forma coerente,sem furos , e também por levar até as últimas páginas o interesse pelo destino dos personagens. E isso acontece aqui. Deu vontade de conhecer essa história.

    ResponderExcluir
  5. Dá pra perceber pela tua resenha que tu é bem apaixonada pelos livros rs
    Eu só li o primeiro livro dessa saga e confesso que não consegui ver todo o potencial dele. Achei a Kat bem enjoadinha na verdade e o Daemon me pareceu um pouco forçado demais. Mas acho que eu gostaria de ler os outros livros, principalmente pra acompanhar a evolução da saga, tanto em termos de enredo quanto de personagens. Acho que a autora foi feliz demais ao fechar a saga com sucesso, são poucos os escritores que conseguem essa façanha.

    ResponderExcluir