19 março 2018

Resenha - Serafina e a Capa Preta


Título: Serafina e a Capa Preta
Autor: Robert Beatty
Cortesia: Editora Valentina
Skoob
Páginas: 240
Onde comprar: Submarino / Amazon 

Serafina nunca teve motivos para desobedecer ao seu pai e se aventurar além da Mansão Biltmore. Há espaço de sobra para ser explorado naquela casa imensa, embora ela precise tomar cuidado para jamais ser vista. Nenhum dos ricaços lá de cima sabe da existência de Serafina; ela e o pai, o responsável pela manutenção das máquinas, moram secretamente no porão desde que a garota se entende por gente. Mas quando as crianças da propriedade começam a desaparecer, somente Serafina sabe quem é o culpado: um homem aterrorizante, vestido com uma capa preta, que espreita pelos corredores de Biltmore à noite. Após ela própria ter conseguido – depois de uma incrível disputa de habilidades – escapar do vilão, Serafina arriscará tudo ao unir forças com Braeden Vanderbilt, o jovem sobrinho dos donos de Biltmore. Braeden e Serafina deverão descobrir a verdadeira identidade do Homem da Capa Preta antes que todas as crianças... A busca de Serafina a levará ao interior da mesma floresta que tanto aprendeu a temer. Lá, descobrirá um esquecido legado de magia, que tem relação com a sua própria origem. Para salvar as crianças, Serafina deverá procurar as respostas que solucionarão o quebra-cabeça do seu passado.




Em 1899, na Mansão Biltmore, conhecemos a história de Serafina, uma menina de 12 anos que sempre viveu escondida em um porão. Serafina tinha um pai que vivia trabalhando fazendo manutenções que eram necessárias naquela mansão. Ele sempre alertava a filha para nunca ser vista andando por aí, pois temia muito que fossem descobertos e não pudessem mais ficar, já que eram clandestinos e não tinham para onde ir. 

Então, apesar de ninguém conhecer sua existência, Serafina aproveitava para dar suas escapadas no meio da noite e andar pelos grandes corredores da mansão. Ela também sempre dava uma olhadinha na grande Biblioteca da família Vanderbilt. Os proprietários já moravam ali há muito tempo junto do seu sobrinho Braeden que a menina só conhecia de longe, mas que quando o via, sempre pensava em como seria bom ter um amigo para se divertir e compartilhar suas aventuras.

‘’Ela adorava vaguear pelos infindáveis corredores e depósitos sombrios. Conhecia o toque e a sensação, o brilho e a escuridão de cada recanto e de fresta. À noite, esse domínio era dela, e somente dela.’’

Além disso, ela também tinha uma função muito importante de acordo com seu pai, pois ela era a caçadora oficial de roedores que sempre se escondiam em meio aos mantimentos do porão. Ela sempre obtinha sucesso em captura-los, pois além de esperta, era também muito habilidosa desde muito pequena.


Acontece que em uma dessas noites, enquanto Serafina está no porão fazendo suas caçadas, ela escuta um movimento estranho no porão e ela sabia muito bem que ninguém ia lá durante a noite. Por isso, curiosa, vai atrás a fim de descobrir do que se tratava e então se depara com a sombra de um homem de capa preta correndo atrás de uma menina que está de vestido amarelo. 

‘’As passadas do homem foram morrendo a distância à medida que ia no encalço da menina. Dava para Serafina perceber que ele não estava correndo a toda, mas avançando firme e implacavelmente, como se soubesse que a criança não conseguiria escapar.’’
‘’A criança era totalmente indefesa, leta e fraca, estava em pânico, e, acima de tudo, precisava de uma amiga para ajuda-la a lutar. Serafina queria ser essa amiga; queria ajudá-la, mas não conseguia sair do lugar.’’

Sua primeira reação é tentar ajudar a menina, mas pensando melhor, resolve fazer o que sabe de melhor: se esconder e pensar em algum plano. Porém, antes de tentar algo, acaba presenciando uma coisa terrível e surreal que a deixa bastante assustada e o pior, fazendo com que ela saia de seu esconderijo. Logo, ela é notada pelo homem da capa preta que começa a persegui-la também pelos corredores sem saber o tão esperta ela é. Sem ele perceber, ela se esconde novamente.


Ao amanhecer, Serafina tenta contar ao seu pai sobre o que aconteceu na última noite, porém ele acaba não acreditando em nada do que ela diz. Então, por conta própria ela decide resolver este problema e acaba presenciando uma discussão que citava uma busca pela menina desaparecida, mas ao se virar e ir embora antes de ser vista, ela se esbarra em Braeden Vanderbilt, seu mais novo amigo e aliado. Através de Braeden, Serafina descobre que já houve outros desaparecimentos envolvendo crianças e então, juntos resolvem entrar nessa busca perigosa para desvendar todo esse mistério. Será que Serafina e Braeden terão sucesso em sua busca e o mais intrigante, qual o propósito do homem da capa preta? 

Isso e muito mais vocês irão conferir nesta obra FANTÁSTICA, pois há muitas respostas para todas nossas perguntas. Além disso, a vida de Serafina também será contada detalhe a detalhe depois de todo este inicio empolgante.



[- Minhas Impressões -]


De inicio, tenho que dizer que o que mais chamou minha atenção para ler esse livro foi o Booktrailer que assisti quando a Editora Valentina o divulgou. Todo o mistério envolvendo a personagem e o homem da capa preta acabou me cativando de tal modo que fiquei curiosa e queria saber logo do que se tratava essa história fantástica.

Esse é o primeiro livro de uma trilogia que sem dúvida foi muito bem escrita. A trama no geral é muito bem desenvolvida e os personagens são muito bem construídos, o que nos prende muito ao enredo. Eu realmente fiquei muito fascinada com tudo que ia acontecendo. Adorei acompanhar Serafina em sua jornada para descobrir os mistérios que a rondavam na mansão. Adorei sua determinação em querer encontrar as crianças desaparecidas e saber realmente quem era o homem da capa preta; o que, aliás, eu não desconfiei em nenhum momento. 

O tempo todo até ficava me perguntando se as crianças desaparecidas estavam vivas ou mortas, porque eu percebi que o autor não dava nenhuma pista em momento algum e isso me angustiava bastante (risos). Houve momentos de sabermos um pouco mais sobre os mistérios do passado de Serafina, o que a fazia se sentir muito diferente das outras crianças e claro, sobre sua amizade com Braeden que achei muito fofa.  


Outro detalhe que me chamou atenção foram os ambientes. A floresta e também a mansão foram visitadas pelo autor. Lá, ele fez pesquisas a fim de enxergar onde Serafina viveria suas aventuras. Achei isso muito interessante, porque eu sinceramente não sabia que a mansão de fato existia realmente, mas assim que descobri, fiquei até com vontade de visitar o local que foram vividos por todos os seus personagens. 


Sabe quando um livro te agrada tanto que você não tem nem palavras para descrevê-lo? É isso que aconteceu comigo. A trama foi tão bem elaborada que acabei ficando assim, sem palavras. Mas o que me define em relação a esse livro realmente é ENCANTADA. Fiquei muito curiosa e ao mesmo tempo presa com tudo que acontecia e por isso, eu confesso que demorei de propósito para terminar a leitura. Optei por ir lendo aos poucos e aproveitar um pouco mais das surpresas que ainda estavam sendo reveladas. Mas o livro pode ser devorado em questão de minutos por qualquer leitor, pois a narrativa é muito fluida e de fácil entendimento, sem contar que todo o clima de mistério vai acabar te pegando realmente de jeito (risos)

Percebi que assim que cheguei ao desfecho, percebi a ótima conclusão que o autor propôs e mesmo sabendo que ainda existe uma continuação que com certeza vou querer ler, é saber que tipo de aventuras Serafina ainda irá viver e que mistérios ainda ela terá que desvendar em sua caminhada. 


Encerrando, é claro que eu super recomendo essa obra maravilhosa, pois além de ser uma história simplesmente cativante, vai também te chamar muita atenção para a edição incrível da Editora Valentina nos trás... A capa, gente, está simplesmente incrível e com detalhes a cada inicio de página dando um charme mais do que especial à obra, isso também acaba nos dando um gosto a mais na leitura.  Um livro que vale a pena ter na estante. Não vejo a hora de ler a continuação, pois quero saber que tipo de aventuras Serafina ainda irá viver e que mistérios ainda ela irá desvendar.



ASSISTA O BOOKTRAILER




Inscrições Abertas - Participe !!

8 comentários:

  1. Eu tinha achado essa capa tri fofinha mas nunca imaginei que pudesse ler um livro de suspense, tudo bem que não é nada aterrorizante ou policial eletrizante mas é de suspense, inda mais sendo o protagonista uma criança. Achei super criativo isso, e embora a sinopse nao parecesse algo tao envolvente, teus comentários mudaram minha visao. Gostei

    ResponderExcluir
  2. Gosto demais do carinho que a Valentina tem com suas capas. Ela sempre arrasa e com este livro não foi diferente!!
    Desde que vi seu lançamento, também já quis muito, só não tive oportunidade ainda.
    Esta é a segunda resenha que leio desta obra e ela me faz lembrar muito Coraline. Acredito que pelas próprias personagens serem tão meninas, tão aventureiras e donas de si, mesmo com o desconhecido.
    O livro já está na lista de desejados e espero conseguir ler em breve.
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oi Silvana.
    Mais um resenha positiva sobre esse livro. Quero muito ler esse livro e acompanhar a jornada de Serafina e as suas aventuras para descobrir quem é a pessoa de capa preta. Parece ser um bom livro de suspense, com algumas características sobrenaturais.
    Não sabia que era uma trilogia. Que bom que o primeiro livro tem um desfecho satisfatório.
    Adorei a capa! A editora realmente caprichou na edição.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Adoreeeei as fotos. Também Adoreeeei a capa desse livro, querooooo muuuuito comprar ou ganhar ele para ler, pois será minha primeira experiência lendo esse tipo de história. Adoreeeei a resenha. Bjs :-*

    ResponderExcluir
  5. Desde que vi esse livro tenho interesse em conhecer a escrita e o enredo, pela capa eu já leria sem problemas, parece uma história linda.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Silvana!
    Não sabia que faz paarte de uma trilogia.
    Adoro livros detalhasos, principalmente na ambientação.
    A capa é bela e pelo jeito, todo desenrolar da aventura ainda melhor.
    É por isso que amo os livros infanto juvenis, nos transportam para lugares que nem imaginávamos que poderíamos ir.
    E é tudo muito lúdico e descontraído.
    E quero descobrir quem é esse tal da capa preta.
    Quero ler.
    “Não acredite em tudo que ouvires! Há mentiras que sempre serão ditas, e verdades que jamais serão pronunciadas...” (Eliane Azevedo)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MARÇO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  7. Oi Silvana!
    Gostei da história do livro e o que eu achei mais interessante foi a Serafina, eu adoro livros narrados por personagens mais novos. Os ambientes serem reais é outro ponto positivo, mostra uma dedicação para pesquisa por parte do autor. A capa é maravilhosa também, com certeza vale a pena ler e ter na estante.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi Silvana. Esse livro parece ser uma gracinha mesmo. Não estou muito acostumada a ler livros mais infantis mas eu daria uma chance pra Serafina, com certeza. Fico curiosa com todos os segredos, e quem será esse homem da capa preta? Assim que der vou ler e descobrir, rs. Beijos.

    ResponderExcluir