29 setembro 2017

Observatório Literário #12 - Setembro Amarelo




Oi pessoal! Setembro está chegando ao fim, mas ainda está em tempo de fazer uma menção a essa campanha que vocês devem ter ouvido falar ao longo deste mês. O Setembro Amarelo é uma campanha de prevenção ao suicídio que existe desde 2015, foi iniciada por organizações de medicina e psiquiatria com o objetivo de divulgar informações e promover discussões a respeito do suicídio, quebrando tabus e estimulando a prevenção.


Resenha - Pines



Título: Pines
Autor: Blake Crouch
Cortesia: Editora Planeta
Skoob 
Páginas: 344
Onde comprar: Saraiva / Amazon

O agente secreto americano Ethan Burke chega à aparentemente pacata cidade de Wayward Pines, em Idaho, Estados Unidos, com a missão de descobrir o que ocorreu com dois de seus colegas, que sumiram sem deixar rastro. Mas, ao chegar, Burke se envolve em um violento acidente de carro e acorda, dias depois, em um hospital da cidade sem sua carteira, seu celular e a pasta que continha os papéis secretos que o levaram até a região. Sem nenhum documento que conforme sua identidade, o agente não convence os moradores da cidade de que é quem diz ser. Para piorar a situação, ele não consegue contatar sua mulher e filho. Rapidamente, Burke percebe que nem tudo é o que parece ser em Wayward Pines e que o cenário bucólico do lugar esconde algo sinistro.




Resenha - Tudo e Todas as Coisas

Título: Tudo e Todas as Coisas
Autora: Nicola Yoon
Editora: Arqueiro
Páginas: 280
Skoob / Goodreads 
Onde Comprar: Saraiva / Amazon 


A doença que eu tenho é rara e famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Não saio de casa. Não saí uma vez sequer em 17 anos. As únicas pessoas que eu vejo são minha mãe e minha enfermeira, Carla. Então, um dia, um caminhão de mudança para na frente da casa ao lado. Eu olho pela janela e o vejo. Ele é alto, magro e está todo de preto: blusa, calça jeans, tênis e um gorro que cobre o cabelo. Ele percebe que eu estou olhando e me encara. Seu nome é Olly. Talvez não seja possível prever tudo, mas algumas coisas, sim. Por exemplo, vou me apaixonar por Olly. Isso é certo. E é quase certo que isso vai provocar uma catástrofe.