26 junho 2017

Resenha - Marcada para morrer #1



Título: Marcada para morrer (Série Hollows)
Autora: Kim Harrison
Editora: Pavana
Páginas: 392
Onde comprar: Amazon

Durante séculos criaturas sobrenaturais viveram lado a lado com os seres humanos sem que estes percebessem seus poderes. Até que um acidente muda tudo. Um vírus letal escapa de um laboratório e aniquila grande parte da população mundial. Os impercebidos, porém, são resistentes à ameaça. Bruxas, fadas, pixies, lóbis e vampiros – todos sobrevivem. E não hesi­tam em aproveitar a oportunidade que o destino lhes oferece de se revelar diante de todos.






Resenha - Receio



Título: Receio
Autor: Débora S. Mattana
Cortesia: Arwen
Páginas: 398
Skoob / Goodreads
Onde comprar: Arwen Books

Megan selou parte de seu destino com um beijo. Mas ela e sua amiga foram raptadas por quem menos esperavam. Em sua prisão o que mais aflige Megan não é seu raptor, pois ao mesmo tempo em que se transforma em uma nova raça e aceita suas antigas raízes mágicas, seus sonhos e lembranças são invadidos por um demônio cruel e obcecado chamado Uric, que finalmente lhe apresenta sua antiga história e prova que suas escolhas tiveram sérias consequências. Agora esse demônio exige seu retorno. Almejando reencontrar seu amado sobrenatural Erick Drago, Megan, junto com Georgiana, busca uma maneira de fugir. Mas uma verdade a enfraquece e a assombra, como já fez com muitas outras que, assim como ela, possuiam os dons peculiares de uma lâmia. O mesmo dom que a torna um brinquedo nas mãos dos deuses e uma peça em seus jogos. Ela precisará enfrentar seu destino de lâmia, mas não será como os deuses querem... Não mais. O receio é o único aliado desse coração condenado...






Resenha: Apenas um Sonho



Título: Apenas um Sonho
Autor: Guilherme Gomes
Cortesia: Editora Coerência
Skoob / Goodreads
Páginas: 250
Onde comprar: Editora Coerência

Essa é a história de Gabriel, um garoto atormentado pelo seu subconsciente que ao descobrir uma espécie de doença psicológica com o poder de mudar o rumo de sua vida, é guiado para um futuro imutável.
Afogando-se em um mundo obscuro localizado em sua própria mente, o jovem culpa-se pelos acontecimentos já vistos nos quais não pode impedir ou interferir. Sentindo-se inútil e frágil diante do destino ganha um entendimento superficial em relação ao seu futuro: “A minha vida já foi escrita, não posso mudá-la”.
O garoto envelhece tentando ignorar as suas visões para não se culpar. Mas, nos seus atos de ignorância, percebe que mesmo que ignore o futuro, o futuro jamais o ignora. E assim, abandona as teorias e agarra-se a uma certeza absoluta: “É preciso acabar com isso, antes que isso acabe comigo. ”
Buscando na música uma forma de se agarrar à realidade, Gabriel vivencia suas aventuras de forma comum como qualquer outro adolescente. Até o momento em que seu subconsciente volta a interferir em sua sanidade, confundindo-o e o deixando desequilibrado, batalhando numa constante guerra emocional.