23 maio 2017

Luz, Câmera e Ação [32]


Chris (Daniel Kaluuya) é jovem negro que está prestes a conhecer a família de sua namorada caucasiana Rose (Allison Williams). A princípio, ele acredita que o comportamento excessivamente amoroso por parte da família dela é uma tentativa de lidar com o relacionamento de Rose com um rapaz negro, mas, com o tempo, Chris percebe que a família esconde algo muito mais perturbador.

Título: Corra! (Get Out)
Lançamento: 2017 (1h 44min)
Dirigido por: Jordan Peele
Com: Daniel Kaluuya, Allison Williams, Catherine Keener...
Gênero: Terror, suspense
Nota: 




Chris (Daniel Kaluuya) é um fotógrafo bem-sucedido que namora Rose (Allison Williams) há poucos meses. Ele irá viajar com ela para conhecer seus sogros e está preocupado e se sentindo um pouco ansioso, já que é negro e, além de sua namorada não ter avisado os pais, jamais apresentou um outro namorado afrodescendente a eles. Ao chegar na casa, Chris é bem recebido por Dean (Bradley Whitford), um neurocirurgião simpático e por Missy (Catherine Keener), uma excelente psiquiatra. Apesar de ouvir uns comentários estereotipados ali e aqui, ele já está habituado a ouvi-los e sente que seu relacionamento com os pais da Rose pode dar certo.

De início, não há algo no tratamento da família para com Chris que o acabe incomodando. O que chama sua atenção são os dois empregados negros da casa, que manifestam expressões faciais um pouco estranhas que não condizem com o que dizem e apresentam comportamentos suspeitos, fazendo com que Chris não se sinta bem-vindo naquela grande casa. Ao sentir vontade de fumar à noite, ele se depara com Missy, que fazendo um pouco de pressão ao demonstrar preocupação com a filha, convence-o a tentar a hipnose para fazer com que largue o vício do cigarro.



Resenha - A menina que não acredita em milagres


Título: A menina que não acredita em milagres
Autor: Wendy Wunder
Cortesia: Editora Novo Conceito
Ano: 2017
Páginas: 288
Skoob / Goodreads
Onde comprar: Amazon

Campbell tem 17 anos.
Ela não acredita em Deus.
Muito menos em milagres
Cam sabe que tem pouco tempo de vida, por isso quer viver intensamente e fazer tudo o que nunca fez, no tempo que lhe resta. Mas a mãe de Cam não aceita o fato de perder a filha, assim, ela a convence a fazer uma viagem com ela e a irmã para Promise um lugar conhecido por seus acontecimentos miraculosos.
Em Promise, Cam se depara com eventos inacreditáveis, e, também, com o primeiro amor. Lá encontra, finalmente, o que estava procurando mesmo sem saber.
Será que ela mudará de ideia em relação à probabilidade de milagres?
A Menina que não Acredita em Milagres vai fazer você rir, chorar e repensar sua conduta de vida.







Resenha - Desejo à Meia-Noite - Os Hathaways #1



Título: Desejo à Meia-Noite
Autora: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Skoob
Onde comprar: Amazon / Livraria Cultura

Após sofrer uma desilusão amorosa, Amelia Hathaway perdeu as esperanças de se casar. Desde a morte dos pais, ela se dedica exclusivamente a cuidar dos quatro irmãos uma tarefa nada fácil, sobretudo porque Leo, o mais velho, anda desperdiçando dinheiro com mulheres, jogos e bebida. Certa noite, quando sai em busca de Leo pelos redutos boêmios de Londres, Amelia conhece Cam Rohan. Meio cigano, meio irlandês, Rohan é um homem difícil de se definir e, embora tenha ficado muito rico, nunca se acostumou com a vida na sociedade londrina. Apesar de não conseguirem esconder a imediata atração que sentem, Rohan e Amelia ficam aliviados com a perspectiva de nunca mais se encontrarem. Mas parece que o destino já traçou outros planos.
Quando se muda com a família para a propriedade recém-herdada em Hampshire, Amelia acredita que esse pode ser o início de uma vida melhor para os Hathaways. Mas não faz ideia de quantas dificuldades estão a sua espera. E a maior delas é o reencontro com o sedutor Rohan, que parece determinado a ajudá-la a resolver seus problemas. Agora a independente Amelia se verá dividida entre o orgulho e seus sentimentos.
Será que Rohan, um cigano que presa sua liberdade acima de tudo, estará disposto a abrir mão de suas raízes e se curvar à maior instituição de todos os tempos: o casamento?