18 dezembro 2017

Resenha - A Soma de Todos os Beijos

Resultado de imagem para A Soma de Todos os Beijos
Título: A Soma de Todos os Beijos #3
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Skoob
Onde Comprar: Saraiva / Amazon

Lorde Hugh Prentice é um gênio da matemática e teve sua perna (e sua vida) arruinada por causa de um duelo com seu amigo, Daniel Smythe-Smith.
Nesse livro, conheceremos um pouco da história de Hugh, antes e depois do acontecido. Sua família, o desespero de seu pai para conseguir que um de seus filhos lhe desse um herdeiro, visto que um não é chegado à mulheres e o outro, provavelmente terá dificuldades em encontrar uma esposa, e principalmente em ter filhos.
E, claro, sua relação de amor e ódio com Sarah Pleinsworth, prima mais velha de Daniel, que mesmo antes de conhecê-lo, já odiava Hugh por ter arruinado sua família através desse duelo.
Mas, as coisas começam a mudar quando Honoria, sua prima, pede para Hugh substituir seu padrinho no casamento e para Sarah ser sua acompanhante durante sua estadia, para que ele ficasse mais confortável diante dos familiares de Daniel. E esse tempo se prolonga, já que Daniel se casará duas semanas depois da irmã e resolve torná-los uma única festa...
É claro que eles não se dão no início, mas com o tempo, ainda mais depois do primeiro casamento, quando ela fica impossibilitada de andar, eles deixam as diferenças de lado e começam a se conhecer realmente, e, o que era ódio, acaba se tornando uma paixão avassaladora.
Mas as limitações de Hugh vão ser apenas um dos problemas que o casal enfrentará pelo caminho...



Resenhas Anteriores




A Soma de Todos os Beijos é o terceiro volume da série Quarteto Smythe-Smith, escrito pela incrível Julia Quinn, publicado aqui no Brasil pela Editora Arqueiro. Eu não acho que é possível eu adorar ainda mais a escrita dessa autora, nesse volume ela trouxe uma bonita história de amor e de aceitação.

No livro anterior, conhecemos a história de Daniel Smythe-Smith, que durante uma noite de bebedeira, foi desafiado por um de seus amigos a um duelo, que terminou de maneira trágica, com o mesmo tendo que fugir e abandonar sua família para mante-se com vida.

Nesse livro, iremos conhecer o segundo protagonista daquela noite trágica, Lorde Hugh Prentice. Ele é um homem muito inteligente, porém, naquela noite não estava em um bom estado, ele se sente culpado por tudo o que aconteceu, afinal, foi ele que desafiou o amigo para um duelo que tinha tudo para dar errado.

Ele olhou para a própria perna. Era justo. Fora ele quem começara tudo, portanto era ele quem deveria arcar com as consequências permanentes.

Ele está feliz que enfim conseguiu convencer seu pai a desistir da vingança, porém, apesar de tudo, o peso do passado ainda está sobre seus ombros, ele não consegue se perdoar pelo que fez, por arruinar a vida do seu amigo e consequentemente a sua também.

Com a volta iminente de Daniel, Hugh é convidado para o casamento de Honoria e Marcus, personagens principais de Simplesmente o Paraíso, e cabe a Sarah Pleinsworth, prima de Daniel entreter Hugh durante as festas entre ambos os casamentos, tanto o de Marcus como o de Daniel que só irá acontecer dali a algumas semanas.

Hugh não estava preparado para o olhar de Sarah. Ela ergueu a cabeça na direção da dele, os lábios afastando-se como se ela tomasse fôlego, e naquele momento Hugh teria jurado que o sol nascia e se punha no sorriso dela.
Sarah Pleinsworth é conhecida como a personagem mais dramática da série, e isso é comprovado nesse livro, ela nutre um ódio bem profundo pelo Hugh, já que na sua opinião, ele foi o responsável pela ruína de sua família e o culpado por ela não ter se casado ainda, já que na época em que Daniel foi exilado ela não pôde debutar. O amor não estava em seus planos, mas, até o mais ferido dos corações, tem a capacidade inacreditável de amar.



[ - Minha Impressões - ]

A Soma de Todos os Beijos foi sem sombra de dúvidas o meu livro preferido até aqui, porque a autora não só trouxe uma história de superação e um romance fofo, ela abordou as consequências de nossas escolhas e como elas afetam a nossa vida e a vida das pessoas que estão ao nosso redor.

Eu não nego que Sarah foi uma personagem bem egoístas no começo e eu até a entendo, querendo ou não de maneira indireta, ela foi realmente afetada pelas atitudes de Hugh e Daniel. Porém algo que me surpreendeu muito em relação a essa personagem, foi o seu amadurecimento na trama, a maneira como ela se entregou ao amor e como ela verdadeiramente se doou em prol dele.

O ponto alto da trama para mim foi conhecer o Hugh, desde o livro anterior foi despertado em mim uma certa curiosidade de conhecer mais profundamente esse personagem e eu não poderia ter uma experiência mais positiva em relação a ele. Hugh é bem inteligente e perceber como sua mente funciona me fascinou, porém, me deixou triste também, porque vi como ele usava o humor negro para mascarar sua dor, tanto física quanto emocional.

Daquele momento em diante, Sarah não se perguntou mais por que ele não sorria com muita frequência. Em vez disso, passou a se admirar por ele ainda sorrir.

O relacionamento dos personagens vai se desenrolando de maneira gradativa, não é imediato, afinal, eles não têm uma boa impressão em relação ao outro, eu adorei que tudo acontece devagar, que eles se conhecem e percebem que nada daquilo é o que imagina, aprende a amar coisas no outro que antes não gostava e essas lições foi algo que mexeu muito comigo. 

Uma personagem que na minha opinião se destacou muito nesse livro, foi Frances, ela é a irmã mais nova de Sarah e se mostrou uma pessoa muito perspicaz e inteligente, um tanto que precoce para sua idade, confesso, todavia isso não e torna menos encantadora. 

A Soma de Todos os Beijos é um livro que fale sobre amor, perdão e redescobertas pessoais, é sobre aprender amar as pessoas pelo que elas são e aprender a perdoar o que elas foram ou fizeram. Recomendo essa leitura com certeza.

Se Inscreva e Participe!!!!

7 comentários:

  1. Namoro essa saga desde que saiu o primeiro livro. Não há como passar despercebida em algum livro da Julia. E a autora tem trazido personagens fortes e que com certeza, tem deixado marcas em todos nós.
    Já li uma resenha deste livro e fala também não só do romance, mas da superação. E quero muito poder conferir tudo desde o começo!
    Uma coisa que sempre me encanta nas letras da autora, é a forma bem humorada e as mulheres fortes e decididas que ela sempre coloca em seus enredos!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Marlene!
    Que bom ver que achou o melhor livro de todos da série porque traz uma história de superação e um romance fofo!
    Tão lindo poder ver um casal que no princípio não se aturavam e de repente, surge um amor improvável, ele pela deficiência e ela por se achar superior e no final acaba por defendê-lo com unhas e dentes.
    Quero ler.
    Que a semana seja abençoada!
    “Desejo a você e à sua família um Natal de Luz! Abençoado e repleto de alegrias. Boas Festas!” (Priscilla Rodighiero)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA dezembro 3 livros + 2 Kits papelaria, 4 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  3. Olá Marlene!
    Como disse na resenha do outro livro da autora, tive somente uma experiência com a escrita dela e já amei. Esta parece ser uma série que também promete ser muito boa, também com umas pitadinhas de humor (como ocorreu em "Como agarrar uma herdeira")
    Aqui, neste volume, muito interessante também é o peso de nossas escolhas em nossas consciências e, muito claramente como dito na resenha, o ideal de superação. Não imagino como a autora trabalhou isto no romance, mas com certeza conseguiu um ótimo efeito na estória! Este box é um dos meus sonhos de consumo!

    ResponderExcluir
  4. Oi Marlene ;)
    Ai ai, estava aguardando a resenha desse livro amorzinho! Com certeza foi meu favorito da série, como disse nas outras resenhas, e para mim um dos mais fofos que a Julia já escreveu e tive o prazer de ler!
    A Sarah realmente dava nos nervos as vezes, com a teimosia e arrogância dela em algumas situações, mas achei que ela evoluiu bastante durante o livro. E o Hugh, o que falar dele S2 adorei a personalidade dele, e como ele é inteligente e sarcástico com a Sarah e todo mundo haha
    E simplesmente AMEI como a Julia construiu o relacionamento deles, de forma gradual, e não aquele romance instantâneo!
    Adorei a resenha ;)
    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Nossa eu não aguento mais ler resenhas destes livros sem ter lido nenhum! Meu Deus kkkk preciso ler pelo menos um desses livros! Gostei dessa resenha também, os livros são ligados e os personagens parecem ter cada um, uma personalidade diferente. A autora deve ter trabalhado muito para conseguir fazer essa criação.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Marlene. Não gosto muito de romances, especialmente os de época, tenho algumas restrições a ler esse gênero. Não me senti atraída pela leitura por questão pessoal mesmo, mas achei interessante que o livro fale também sobre perdão, sobre conhecer mais profundamente as pessoas e a si mesmo, são reflexões bem legais independentemente do teor da história. Que bom que você gostou da leitura! Acredito que os fãs de romances de época devem adorar também.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Fiquei bem impressionada com esse Quarteto da Júlia Quinn mas n cheguei a terminar o quarteto por falta de tempo

    ResponderExcluir