18 novembro 2017

Resenha - O Risco


Título: O Risco
Autora: Rachel Van Dyken
Editora: Cia das Letras / Suma de Letras
Páginas: 296
Skoob
Onde Comprar: Submarino

Beth nunca fez nada de arriscado. De inconsequente. De divertido. Isso é, até acordar em um quarto ao lado de Jace, um senador sexy, que ela reencontrou em uma festa de casamento na noite anterior.
O problema é que sua última lembrança da noite é estar na cama, abraçada a uma caixa de biscoitos, chorando copiosamente. E Jace também não se recorda de muito mais. Outro problema? Eles foram fotografados entrando juntos no hotel, e agora a mídia está em polvorosa, especulando quem é a misteriosa acompanhante do senador. Uma amiga? Uma antiga namorada? Uma... prostituta?
O que deveria ser um encontro casual transforma-se em uma aventura de seis dias: a fim de que escapem do assédio dos repórteres, vovó Nadine os envia para um resort no Havaí. Para Beth são seis dias de conto de fadas junto ao homem por quem é apaixonada desde a adolescência. Para Jace são seis dias para esquecer as mágoas do passado e aprender que, às vezes, o amor exige atos de coragem.
                                 





Pois bem, eis que chegamos ao terceiro e último livro da série, que teve seu início com A Aposta, passando por O Desafio e culminando com O Risco. E o que posso dizer dessas histórias, a não ser que todas elas a seu modo único e particular me agradaram em cheio e me fizeram dar muitas gargalhadas acompanhadas de muitos suspiros também, é claro (risos). Então vamos ao que realmente interessa, vamos à resenha de mais uma história apaixonante e hilária, essa última parte fica a cargo da incrível e admirável vovó Nadine.

Beth é uma linda mulher e por incrível que pareça não se dá conta de sua beleza, já que em seu tempo de ensino médio era considerada por todos os alunos da escola como a nerd da turma, e por isso ninguém se deu conta e nem mesmo a própria Beth de que por trás de seus óculos havia uma bela garota esperando por desabrochar. Mas o impensável parece prestes a acontecer quando ela é convidada a ir ao baile de formatura pelo garoto mais lindo da escola e por quem todas as meninas suspiram apaixonadas.

"Formatura do ensino médio, 2000
Não conseguia conter a empolgação. Eu iria ao baile de formatura com Brett Xander. que era simplesmente o cara mais gato da escola. E ele tinha me convidado! Quer dizer, eu não era uma completa nerd, mas também não estava no topo da pirâmide social da escola. Tinha sido escolhida como oradora e era presidente dos Futuros Líderes de Negócios dos Estados Unidos. Mas ele havia reparado em mim, tinha me convidado, e, no dia anterior, quando me ligou para confirmar tudo, eu quase morri."

Porém, a noite que tinha todo o potencial para ser lembrada como uma das melhores noites de sua vida acaba mais cedo do que Beth poderia imaginar quando ela fica a par das reais intenções por trás do inesperado convite feito por Brett. E tudo o que ela mais deseja no momento é nunca ter aceitado o maldito  covite para ir ao baile de formatura.

"De repente meu vestido parecia apertado demais e eu me sentia uma idiota.
Afinal de contas, quem iria  querer ficar com uma supernerd controladora com uma predileção por gatos? Não Brett Xander. Eu devia estar louca em pensar, por um segundo que fosse, que ele prestaria atenção em mim."

Depois dessa traumática experiência Beth está decidida a encontrar o cara certo para ela, só que ela não faz a menor ideia de onde começar a procurar. Mas o destino decide dar uma mãozinha quando coloca em seu caminho e ainda na mesma noite do baile um cara que será motivo de muitas emoções e surpresas inesperadas ao longo de sua vida.

Dias atuais...

Após Beth participar da festa de casamento dos irmãos Titus, sendo que sua irmã Char acaba de se casar com Jake, ela não faz a menor ideia do que aconteceu na noite passada e, ao acordar, leva um grande susto ao se ver em uma cama em um quarto de hotel com Jace, um político bonitão, que também estava presente ao casamento e o qual ela já conhecia. Beth nem imagina o quanto sua vida está prestes a tomar um rumo totalmente inesperado e cheio de reviravoltas. E o que é pior, ou melhor no caso em questão, ela nem imagina que vovó Nadine seja a grande responsável por colocá-los nesta situação para lá de complicada.

"-Isso é um sonho - murmurei, minha voz soando rouca e estranha. - Sou um produto da sua imaginação. Juro. Em dois segundos você vai sentir...
- Vergonha - completou a voz. - Não era isso que você ia dizer? Uma vergonha gigantesca e avassaladora?"

Jace é um um senador em ascensão e por conta disso evita a todo custo se ver envolvido em escândalos, mas sabe que é praticamente impossível que os repórteres não estejam tentando a todo o custo descobrir quem é a mulher com quem ele foi visto entrando no hotel. Por isso mesmo ele precisa o quanto antes se livrar da enrascada na qual se meteu. E assim como Beth, ele também não tem a menor ideia de que vovó Nadine seja a grande responsável por tudo o que está acontecendo e ainda acontecerá em suas vidas, já que a velhinha tem por seu lema de vida juntar pessoas que ela julga estarem sedentas em busca do verdadeiro amor.

Jace e Beth tem uma história, embora pareça que somente ele se lembre dela, já que Beth não parece recordar que os dois se conheceram há dez anos, quando Jace acompanhou a prima ao mesmo baile de formatura em que Beth estava presente. E desde o momento em que ele colocou os olhos nela ficou muito claro para ele que ela não era igual a todas as outras garotas que ali estavam, mas quis o destino e também vovó Nadine (sempre ela), que eles viessem a se reencontrar na festa de casamento e, como se não bastasse, se vissem no meio de um escândalo que pode levá-los a um final feliz.

                                                       

[ - Minhas Impressões - ]

Então, por se tratar do último livro da série (ou não) eu criei uma grande expectativa quanto à história, por ser este o derradeiro fim das mirabolantes armações de vovó Nadine e o "viveram felizes para sempre" de cada casal, motivo pelo qual eu esperei um final épico (risos). Foi bom? Foi. Me diverti? Sim. No entanto, por eu ter gostado tanto dos outros dois livros, ainda mais do segundo (O Desafio) fiquei ansiando por algo que não aconteceu, mas de jeito nenhum eu me arrependi de ter lido, muito pelo contrário. O romance estava presente em toda a história, assim como o dilema do casal protagonista Jace e Beth, e por eu já conhecê-los dos livros anteriores minha torcida era muito grande a favor de vê-los juntos e felizes.

Senti falta de ver vovó Nadine mais atuante, já que nas histórias anteriores ela era um personagem mais presente e muito maquiavélica, num bom sentido, é claro (risos). E como não poderia deixar de ser todos os personagens de seus respectivos livros deram o ar da graça também em "O Risco" e eu adorei saber da vida de cada um mais um pouquinho. Jace é muito galante e um belo homem na minha opinião e Beth é forte, inteligente, linda e bastante engraçada.

 Como em todos os livros da autora, ela retrata seus personagens de um jeito humano e real, e com isso há uma identificação imediata com um ou mais personagens, tornando-os mais próximos de seus leitores e eu acho isso tremendamente importante para que aconteça uma empatia instantânea com o livro. Me deliciei com tudo o que li e espero que assim como eu outras pessoas também tenham tido uma agradável experiência com os livros de romance da Rachel.

Não encontrei nenhum erro ortográfico no livro e a capa, devo dizer, é encantadora e muito romântica, assim como as capas dos livros anteriores que compuseram uma trilogia com um enredo muito bem construído e desenvolvido. E para finalizar e chegar ao fim desse meu caso de amor com os livros da Rachel não poderia deixar de citar que o epílogo desse último livro, está simplesmente maravilhoso, emocionante e muito sensível. Gostei tanto que li e reli várias vezes. Foi de uma sensibilidade tamanha que me trouxe lágrimas aos olhos. Por conta disso eu recomendo a leitura dos três livros para todos que tem um coração sensível batendo forte no peito.

SE INSCREVA E PARTICIPE!!








5 comentários:

  1. Kaline!
    Acredito que o que mais me chama a atenção nessa série é poder conhecer Vovó Nadine, ela parece esperta, vívida e ama os netos. Embora você tenha dito que nesse exemplar ela não apareceu tanto.
    O ruim de criarmos expectativas para o livro final de uma série é esse, né? Acabamos nos decepcionando um pouco, porque esperávamos mais.
    Muito curiosa pela leitura desse livro/série.
    Um final de semana carregado de luz e paz!
    “A arte de ser sábio é a arte de saber o que ignorar.” (William James)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA novembro 3 livros, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  2. Mesmo não tendo lido nenhum dos livros da trilogia, claro que fui acompanhando tudo dos livros anteriores. Aliás, estão na listinha de desejados tem um tempo.
    Eu sou uma romântica incurável e os enredos foram me pegando pouco a pouco.Um misto de suspiros e vontade conhecer a vovó, que com seu jeito único de ser, consegue ir arquitetando e "juntando" os casais já prováveis.
    Quero muito ler todos os livros!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Achei a premissa diferente e clichê ao mesmo tempo. Gostei do cenário do livro e da situação que os personagens se encontram mas a sequencia da historia fica muito igual as outras. O mocinho se regenera e se apaixona pela mocinha que ja erra crazy nele.

    ResponderExcluir
  4. Oii Kaline!
    Adorei conhecer o livro, nunca tinha ouvido flar dle...
    Curto bastante o gênero e espero conseguir ler me breve.
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  5. Oii Kaline ;)
    Só li o primeiro da série, como disse na outra resenha, mas tenho muita vontade de ler ele, e nem sabia que tinha esse terceiro! Gosto de romances com clichês, e essa de a nerdzinha cresce e fica linda é um clássico haha
    A Vovó Nadine apronta demais, Meu Deus... se não fosse por ele acho que nenhum dos três casais dos livros teriam ficado juntos no final kkkkk
    Que pena que o livro não te surpreendeu, e que você não gostou tanto quanto os outros. Mas eu também adoro a narrativa da Rachel, os livros dela são divertido e românticos ao mesmo tempo, e ela faz o leitor se apegar aos personagens desde o primeiro capítulo!
    Obrigada pela dica de leitura ;)
    Bjos

    ResponderExcluir