14 setembro 2017

Resenha - Os Deuses da Culpa


Título: Os Deuses da Culpa
Autor: Michael Connelly
Cortesia: Editora Cia das Letras / Suma de Letras
Páginas: 344
Skoob
Onde Comprar: Saraiva / Submarino

Quando o advogado Mickey Haller recebe a mensagem Me liga urgente 187, o código penal para assassinato logo chama sua atenção. Casos assim são sempre os mais complicados e os que pagam melhor, o que significa que ele não pode falhar.Mas quando descobre que a vítima é uma ex-cliente, uma prostituta que ele ajudou a tirar das ruas, Mickey sente que sua reputação está em jogo. A vítima estava de volta a Los Angeles e de volta à prostituição mas por quê de repente, Mickey percebe que, em vez de salvá-la, pode ter sido ele a colocá-la em perigo. É hora de confrontar seu passado, e Haller precisará de todo seu talento e esperteza para cuidar de um caso que pode ser sua redenção ou a prova de toda a sua culpa.

 





O nosso protagonista Michael Haller está de volta, só que desta vez para resolver um caso de homicídio de uma prostituta chamada Glória Dayton. Ela era uma antiga cliente que já o havia contratado para resolver alguns de seus problemas e também criara certa afeição lhe ajudando a sair da vida em que estava nas ruas. Porém, ele também descobre que apesar de saber que ela estava bem de vida, infelizmente havia mentido sobre seu paradeiro e continuava na mesma vida, o que lhe tirou a vida de maneira bastante trágica. 

‘’Eu assumira pelo menos seis casos dela ao longo dos anos. Todos envolviam prostituição, drogas, aliciamento e por aí afora. Ela estava profundamente mergulhada nessa vida, mas sempre me pareceu merecer uma chance de se erguer e escapar. Não fui nenhum herói, mas fiz o que pude.’’
‘’Na verdade, nem tenho certeza se poderia chamar aquilo de amizade: nos víamos muito pouco para sermos amigos. Mas eu gostava dela e por isso doía agora saber que estava morta.  Nos últimos sete anos, achava que ela saíra daquela vida e que eu tinha contribuído para isso.’’

O acusado de tê-la matado se chama Andre La Cosse, um cafetão digital que recebia certa porcentagem em dinheiro pelos programas realizados e por isso acabara sendo um dos principais suspeitos do assassinato, pois o crime ocorreu no próprio apartamento de Glória.

Só que Andre é um homem que o tempo todo se diz inocente e, por isso, Haller acredita que tudo não passou de uma armação para que o verdadeiro culpado pudesse fugir e encobrir seus rastros.

‘’Eu sabia que, para dar voz de prisão, os policiais precisavam de evidência física ou de testemunhas ligando de algum modo La Cosse ao homicídio. Além do mais, alguma coisa do relato de La Cosse não deve ter batido. Assim que mentiu, ou acharam que mentiu, foi preso.’’

Assim, Haller e sua equipe investigam o caso a fundo e acabam descobrindo que,  como sempre, estão entrando em um terreno bastante perigoso e que vão ter que ser muito cuidadosos se quiserem encontrar provas. Terão inclusive, que se atentarem para que percebam que outro caso muito importante que ocorreu no passado, está ligado a esse.

Por isso, Haller percebe que sempre tem alguém em especial que não quer vê-lo revirar certas coisas, mas dessa vez, ele acredita que seu cliente seja inocente e por causa disso, vai fazer o possível para defende-lo e colocar o verdadeiro culpado atrás das grades.


Quando terminei a leitura desse livro, me senti bastante satisfeita porque mais uma vez o autor Michael Connelly me conquistou com mais uma de suas belíssimas obras. Esta, aliás, preciso dizer que foi simplesmente BRILHANTE, pois a trama conseguiu me prender do começo ao fim, sempre despertando minha curiosidade, por isso tenho de confessar que estou ficando praticamente fascinada por esses casos que estão sendo apresentados em seus livros. 

Mas o ponto forte nos livros de Michael Connelly realmente são os dois personagens principais, pois aqui nesse livro acompanhamos o Advogado Mickey Haller e em alguns outros títulos vemos Harry Bosh nas Investigações, ou vez ou outra vemos ambos trabalhando juntos como foi no livro A REVIRAVOLTA (Resenha aqui) que simplesmente AMEI!!

Posso dizer que ambos os personagens são simplesmente envolventes, por isso preciso lhes dizer que ambos já se tornaram os meus queridinhos literários (risos)

Mas não posso deixar de citar também que todos os personagens secundários foram muito bem desenvolvidos, principalmente a equipe investigativa que ajuda Mickey Haller a chegar à verdade sobre o caso. Eles são bastante cativantes e até dois dos personagens me chamaram bastante atenção: Cisco, o investigador e Jennifer (Bullocks) a advogada novata que me surpreendeu positivamente ajudando a desvendar muitas coisas sobre o caso, sem contar que ela é muito inteligente também.


Além de tudo isso, Connelly consegue nos levar para dentro de um julgamento e mostrar como é a rotina de um advogado em pleno trabalho.Vemos também que apesar das dificuldades perante a um julgamento, passamos a acompanhar também um pouco da vida pessoal de Mickey Haller, que não é nada fácil. Vemos a relação com sua filha, que não é das melhores devido ele ter passado maior parte da sua vida “defendendo” criminosos e nesse caso, vemos que pode ser diferente. É o que ele tenta provar a sua filha.


Mas o mais legal das tramas desenvolvidas pelo o autor é que tudo que vai acontecendo durante as investigações e julgamentos acabam sendo tudo muito bem explicado e tudo sempre se interliga perfeitamente nos momentos certos. Assim, o leitor não se perde em nenhum detalhe apresentado e cria então suas próprias suspeitas e dúvidas sobre o que está acontecendo. Eu, particularmente, percebi que algumas coisas ficavam muito claras, porém mesmo assim não deixa de ser surpreendente!

Acreditem se quiser, mas acabei conhecendo as obras do autor meio que por acaso, pois eu tinha visto esse título e mais um outro na News da Cia das Letras, porém eu vi que fazia parte de uma série de livros, então busquei pesquisar no Youtube e não tinha muita gente falando dos livros do autor, porém após ver um vídeo que encontrei de uma moça citando, eu acabei me arriscando, até porque precisava sair da minha zona de conforto e começar a ler gêneros diferentes do que estou acostumada.

Então tive a chance de solicitar primeiro o livro A Reviravolta que de primeira me surpreendeu e a Quinta Testemunha (Resenha aqui) que também gostei muito, mas que não conseguiu de forma alguma superar Os Deuses da Culpa, pois este eu ADOREI em todos os sentidos.

Sem dúvida percebemos que Michael Connely tem um dom fantástico em criar suas histórias de investigação policial, até porque ele vivenciou isso trabalhando como repórter policial. E assim, ele utiliza toda a sua experiência das coberturas de crimes para estar criando uma base para seus outros livros que já até foram publicados e que hoje são best-sellers!


Quanto à diagramação, preciso confessar que está absolutamente IMPECÁVEL. A capa está muito bem trabalhada. As páginas são amareladas e a fonte é de um bom tamanho facilitando muito a leitura. O livro é dividido em 4 PARTES onde cada capitulo aborda um assunto ligado ao caso que está sendo investigado.

A Editora Cia das Letras está de parabéns por essa edição e espero que continue publicando mais de suas obras, pois quero acompanhar todos os casos, tanto do advogado Mickey Haller quanto de Harry Bosh que formam uma dupla completa, arrasadora! (risos)

Se todos já dizem que Harlan Coben é o Rei do Suspense, posso dizer que Michael Connelly está sendo o Rei do gênero Policial, por isso para quem gosta desse tipo de livro e é também estudante de DIREITO, RECOMENDO demais, pois vocês vão entrar nesse mundo querendo muito mais!



Se Inscreva e Participe !!


12 comentários:

  1. Oi Silvana, tudo bem?
    Ja ouvi falar do autor, mas ainda não li nenhum de seus livros. Eu gosto bastante de investigação, e a premissa deste livro é bem intrigante. Adoro essas reviravoltas que deixam a gente até meio tonto. Achei legal mostrar também toda essa parte da vida de advogado e o que acontece nos bastidores de um tribunal. Quero ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Silvana!
    Gosto muito de livros policiais bem escritos, mas os últimos que li no gênero, foram uma tremenda decepção.
    Fiquei feliz em ver que o autor escreve bem e criou uma dupla que trabalham em alguns livros em conjunto.
    Gosto de suspenses policiais e se ainda vem acompanhados de um protagonista que é advogado e leva os casos para os tribunais, fico ainda mais interessada, porque gosto de aprender tudo sobre casos jurídicos.
    E como falou que tudo é bem explicado, fica mais fácil a leitura e o entendimento.
    “Conhecimento sem transformação não é sabedoria.” (Paulo Coelho)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  3. Olá Silvana, tudo bem?
    Apesar de ser fã do gênero policial, ainda não tive a oportunidade de conhecer o autor. A série de livros com o protagonista Mickey Haller deve ser muito boa. Tanto o advogado, seu parceiro nas investigações e outros personagens parecem ser muito bem descritos e construídos.
    Neste livro, Mickey mostra ser um advogado que tem uma conexão com os casos que defende, ele chegava a se orgulhar de ter tirado a vítima do mundo da prostituição (apesar de não ser bem isso o que havia de verdade ocorrido). Parece sempre que ele quer fazer sua parte, exercendo mais do que o papel de um simples advogado e incorporando a imagem de um defensor.
    Gosto muito quando o mistério do livro é bem trabalhado, e nossa atenção fica tomada até a última página. Parece que estamos investigando junto com os personagens!
    Parabéns pela resenha, achei que foi uma ótima dica!

    ResponderExcluir
  4. Olá Silvana
    Ainda não tive a oportunidade de conhecer o autor, apesar de gostar bastante do gênero.
    Os advogados descritos parecem ser muito envolvidos com as pessoas que defendem, e geram bastante empatia com o leitor.
    Com certeza é um mistério muito bem construído, com certeza vou procurar conhecer melhor o autor!

    ResponderExcluir
  5. Oieeee!
    Uau, que resenha é essa!? Simplesmente fantástica.
    Confesso que não sou muito fã de suspense e livros policiais, mas agora estou curiosa, será que a culpa é de Haller???
    Uma coisa fantásticas em livros assim, é a capacidade de mexerem com o nosso psicológico, com a nossa criatividade e a capacidade de nos fazerem refletir sobre diversos aspectos.
    Apesar de gostar de um bom romance clichê (não me julguem kkkkkk) acho que se eu ganhasse esse livro de alguém eu leria, pois se tem uma coisa que eu sou, essa coisa é ser curiosa...
    Amei a forta que você descreveu o mistério abordado no livro. Parece ser uma leitura fascinante.
    Beijooooos

    ResponderExcluir
  6. OI Silvana.
    Que premissa mais intrigante.
    Eu fiquei animada para conhecer o livro, o fato que não sabem quem é o culpado e tem todo esse cenário de investigação já me animou, eu adoro quando os personagens principais são bem desenvolvidos e fazem toda a diferença na trama, outro ponto que me chamou a atenção é que esse não parece ser um livro parado o que eu particularmente amo, enfim eu não vejo a hora de ler, e se eu continuar nesse ritmo acabarei pobre de tanto comprar livros recomendados pelo blog.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Olha... acho que vocês amam esse tipo de livro né?! Ação, investigação, suspense e etc! Eu também!
    Gostei da resenha deste livro, me identifiquei, pois já trabalhei na área criminal "defendendo criminosos", me sentia muito mal com meu trabalho, mas graças a Deus nunca foi tenso, pois trabalhei na defensoria pública e os nossos assistidos sempre nos respeitaram (acho que porque não estavam pagando nada, pois se tivessem iam ser uns mal educados). Já peguei todo tipo de caso para resolver, mas infelizmente não somos nós que fazemos a investigação (a parte da ação mesmo! kkk). Creio que eu amaria ler este livro!

    ResponderExcluir
  8. Oi Silvana ;)
    Sempre gosto das suas indicações de livros do Michael Connelly, e toda vida adiciono mais livros dele a minha lista bem pequenininha kkkkk
    Fiquei muita interessada em ler Os Deuses da Culpa, e ver essa interação do Mickey com o Harry, eles parece trabalhar ótimo conjuntamente. E que demais saber que os personagens secundários foram bem desenvolvidos pelo autor, ele parece saber bem como fazer isso e evoluir um personagem.
    Sou estudante de Direito, e amo essas indicações por causa disso, ainda mais porque adoro direito penal! Então muito obrigada ;)
    Bjos

    ResponderExcluir
  9. Olá! Tudo bem?
    Ah estou amando as resenhas dos livros de Michael, não conheço o autor ainda, mas já quero ler todos os seus livros. Amo historias de investigação e que trás um mistério pra ser resolvido. Achei bem curioso a premissa do livro e gostei bastante de sua resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Gostei muito desse livro, uma historia que há investigação criminal, eu aprecio bastante, já que deixa os leitores bastante intrigado com a trama, procurando também resolve os mistério que há na historia. Não tinha conhecimento do autor mas gostei muito do livro e espero mas na frente conhecer essa escrita dele.

    ResponderExcluir
  11. Oi! Preciso urgentemente ler algum livro Michael Connelly! Segundo livro dele que leio resenha e fico empolgada para descobrir o final hahah To adorando as dicas! Beijoss

    ResponderExcluir
  12. Ainda não li nada do autor pois não gosto de gênero de policial, mas achei o livro bem interessante e uma capa bem sugestiva do que se trata o livro, adorei a resenha <3

    ResponderExcluir