16 agosto 2017

Resenha - O Elevador Ersatz




Título: O elevador ersatz #6
Autor: Lemony Snicket
Cortesia: Cia das Letras - Selo: Seguinte
Skoob / Goodreads
Páginas: 232
Onde comprar: Saraiva / Amazon

Como nos episódios anteriores, o sexto livro de Desventuras em Série está repleto de desgraças, desespero e mal-estar. Quando essa nova desilusão começa, os irmãos Baudelaire estão acompanhados do Sr. Poe, um executivo de banco que ficara encarregado das crianças depois da morte dos pais deles num horrível incêndio. Eles vão até a residência da família Squalor, os novos tutores do Baudelaire. O Sr. Poe acredita que ali Violet, Klaus e Sunny estarão a salvo do ganancioso e traiçoeiro Conde Olaf. A última maldade cometida por Olaf foi raptar os trigêmeos Quagmire, de quem os Baudelaire haviam ficado amigos no colégio interno. Na nova casa, os irmãos parecem bem instalados, mas uma nova aparição do Conde Olaf vem trazer mais pavor aos Baudelaire. Eles agora têm de descobrir um jeito de se livrar dessa pérfida ameaça. A resposta pode estar no elevador ersatz, uma escura e assustadora passagem secreta.









"Às vezes as palavras não são o bastante.".
Novamente aqui estão os irmãos Baudelaire, pulando de tutor em tutor, vendo suas vidas passarem e nada de bom acontecer.

Será que desta vez, com seus novos tutores, a vida vai começar a sorrir para os desafortunados órfãos?

Jerome e Ésme foram os selecionados para cuidar dos jovens Baudelaire. Jerome é uma boa pessoa, um sujeito legal. Porém Ésme tem aquela típica personalidade de só se importar com ela mesma e com o que é moda no momento, o que não é uma postura adequada para quem tem a responsabilidade de cuidar de três crianças órfãs.

E com uma tutora antenada na moda, os irmãos são obrigados a usar paletós 'risca de giz', mesmo não sendo adequado para idade, pois estão na moda. E são proibidos de utilizarem o elevador, pois, naquele momento, estavam fora de moda. Então com paletós inadequados eles eram obrigados a todos os dias subirem vários lances de escada.

"Todo problema tem a sua solução. (...) Só que às vezes leva um bom tempo para achar a solução, mesmo que ela esteja bem diante do seu nariz."
Mas nada destas adversidades seriam problemas difíceis de superar, contado que o Conde Olaf estivesse bem longe da vida dos irmãos.

Com um grande evento chegando, o Leilão In, Ésme espera um consultor para ajudá-la a classificar os objetos, o Sr. Gunther. Logo os órfãos percebem que aquele consultor tem mais características familiares do que eles gostariam, e novamente eles são assombrados por um velho inimigo.

 O elevador Ersatz é o sexto, dos treze livros da série que relata as Desventuras sofridas na vida dos irmãos Baudelaire. A narração segue conforme os primeiro cinco livros, continuando sendo um tanto quanto peculiar e ao mesmo tempo maravilhosa.

"Nunca é agradável discutir com alguém, mas às vezes é útil e necessário.".

A ambientação de cada um destes livros é tão bem descrita e os personagens tão bem introduzidos em uma personalidade única que em certos pontos até duvidei se esta história não teria realmente acontecido.

Aqui tivemos uma novidade. O significado de Ersatz nos é revelado no decorrer da obra. Não posso contar muito o que significa para não correr o risco de spoiler, mas garanto que quem ler vai se surpreender.

"As crianças sabiam, como estou certo de que vocês sabem, que normalmente não há motivo para ter medo do escuro, porém mesmo que a gente não sinta realmente medo de alguma coisa, pode não querer chegar perto dela.". 
A diagramação novamente está incrível. Páginas amareladas, ilustrações no início de cada capítulo e uma fonte extremamente agradável, o que nos proporciona uma leitura rápida.

Lemony nos encanta a cada volume com a sua maneira única em repassar os acontecimentos que faz o leitor adentrar na história de uma forma divertida, mesmo frente à inúmeras decepções.

Mesmo este sexto volume seguindo o mesmo padrão dos anteriores, em relatar as desventuras e os infortúnios sofridos pelos irmão, tem algo de especial em cada um que nos fazem sempre ansiar pelo próximo volume, esperando que, no final da série, tenha algo de bom a espera dos Baudelaires.

Recomendo totalmente a série para você, leitor, que assim como eu, é apaixonado por um humor cômico, cheio de aventuras e desventuras.

                                                                                                                                              PARTICIPE !! SE INSCREVA !!!



14 comentários:

  1. Amanda!
    Quem já anda ficando agoniada sou eu.
    Pobres crianças, quando achamos que terão um bom lar, tem de ter algo.
    Imagina deixar as crianças subirem tantas escadas, afffffffeeee!
    Tomara que o final do Conde Olaf seja bem trágico devido a todas as maldades que faz.
    “Para cultivar a sabedoria, é preciso força interior. Sem crescimento interno, é difícil conquistar a autoconfiança e a coragem necessárias. Sem elas, nossa vida se complica. O impossível torna-se possível com a força de vontade.” (Dalai Lama)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  2. Olá Amanda!
    Esta foi minha última leitura da série. Resolvi fazer uma pausa, estava achando a estória um pouco repetitiva. Acredito que espaçando melhor a leitura eu vá apreciar mais.
    Contudo, concordo que cada aventura traz uma nova peculiaridade, neste livro em questão aparecem os ternos em risca de giz e toda uma loucura sobre o que está na moda ou não.
    Também fiquei intrigada pelo título, e aprendi sobre seu significado ao longo da leitura. Na sua totalidade, a série é realmente muito boa. Logo volto à leitura!

    ResponderExcluir
  3. Vejo que em todos os livros o leitor tem a esperança de que desta vez o tutor será uma pessoa boa para estes irmãos, mas a cada livros eu mesmo tenho me surpreendido, como desta vez em que eles terão de usar terno, e subir lances de escada, pois não podem usar elevador, porque está fora de moda. Isto e algo instigante. Só quero que chega logo o ultimo livro, para saber qual será o desfecho desta obra.

    Participe do TOP COMENTARISTA de AGOSTO, para participar e concorrer Ao livro "Dois Mundos", o primeiro da série "Tesouros da Tribo de Dana" da escritora Simone O. Marques, publicado numa edição linda pela Butterfly Editora.
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi.
    Gostei muito do filme e tenho muita curiosidade para ler essa série. Apesar de todo drama que passam esses irmãos, acredito que o amor e união deles, é a mais bonita das mensagens. Também quero assistir a série na tv, pois deve ser bem produzida.
    Ótima resenha, parabéns.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Amo essa série, mas ainda não terminei. Parei de ler no quinto livro, mas pretendo voltar a ler o quanto antes!
    Amei a resenha <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá Amanda ;)
    Estou gostando das suas resenhas da série. Só vi o filme, mas tenho vontade de assistir a série do Netflix.
    Esse 6 volume parece melhor que o anterior, e essa narrativa ótima do autor que você diz sempre me deixa curiosa para ler os livros! Já que é tão bom assim, também ficaria na dúvida se a história realmente não aconteceu kkkk
    Depois das suas resenhas estou ficando muito interessada em ler a série, obrigada pela dica e parabéns pela resenha ótima.
    Bjos

    ResponderExcluir
  7. Uma coisa que me deirá desanimada é a quantidade de livros dessa série! Sem falar das críticas do último livro que não são muito boas. Claro que ainda desejo ler um dia, mas não está na minha lista de prioridadé. Uma coisa que chama a minha atenção nessa série, é a relação dos irmãos e o amadurecimento, que de certa forma foi forçada. E como cada irmão complementa o outro e como eles lidam com as dificuldades apresentadas!

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Já li varias resenhas dos livros anteriores dessa serie e sempre me deixa curiosa com cada aventura que essas crianças tem. A premissa é muito boa, tem aquele laço familiares que juntas essas três crianças para lutar juntas e nunca desistir. Gostei do livro e tem uma trama muito boa e espero ler ela algum dia.

    ResponderExcluir
  9. Olá!!
    Vejo todo mundo falando dessa série e eu não tinha a mínima ideia do que se tratava até ler essa resenha.
    Parece ser bem divertida !Quando eu puder eu vou querer ler a me aventurar com essas criancas.

    Bju

    ResponderExcluir
  10. Como não ficar morrendo de vontade de ler? Comentei com você que li até o 3° livro e realmente a historia é encantadora. Quero ler as continuações. O problema é que leio em PDF e não gosto muito, mas vou deixar este detalhe de lado, sua resenha me deixou cheia de curiosidade para acompanhar esta triste e infortuna historia.

    ResponderExcluir
  11. Gosto de suas resenhas para essa serie.
    Ainda nao li nenhum dos livros e sempre tenho medo de ler resenhas por causas dos spoilers.
    Assim que der vou ler os livros pq tenho muito curiosidade.

    ResponderExcluir
  12. Como comentei na resenha de "Inferno no colégio interno", perdi um pouco o interesse na série e tô dando espaço pra outros livros, mas confesso que suas resenhas me fazem sentir falta dos meus personagens queridos kkkkkk E fiquei curiosa pra descobrir o que significa 'ersatz", provavelmente será alguma sacada genial de Lemony! Ai,vou ter que ler logo pra descobrir haha
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  13. Que delícia ler essas resenhas Amanda, é puro nostalgia!
    Ainda não consegui começar a assistir a série produzida pela Netflix e como não vou poder adquirir o box Desventuras em Séries (que estou doida de desejos) vou acompanhando as desventuras dos irmãos através das suas resenhas ;)
    Como são desafortunados esse trio kkk. É uma leitura maravilhosamente peculiar acompanhar as aventuras dos irmãos, e o que mais anseio é conferir essa narrativa bem descrita, sem falar nesse estilo de humor sombrio de contar a história.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá! A cada nova resenha dessa série minha vontade ler só cresce, o enredo me agradou muito e a cada nova aventura e desventura fica a torcida para que os irmãos finalmente encontrem a felicidade.

    ResponderExcluir