09 agosto 2017

Resenha - Inferno no Colégio Interno #5



Título: Inferno no Colégio Interno #5
Autor: Lemony Snicket
Cortesia: Cia das Letras - Selo: Seguinte
Skoob Goodreads
Páginas: 200
Onde comprar: Saraiva / Amazon

Nada de aventuras emocionantes com final feliz: Violet, Klaus e Sunny Baudelaire são legais e inteligentes, mas a vida deles está repleta de má sorte e infelicidade. Neste livro, os órfãos mais azarados do mundo enfrentam caranguejos que mordem, exames hiper-rigorosos e os castigos duríssimos de um internato. O colégio se transformou em mais um desastroso episódio de suas vidas horríveis. Desta vez, eles precisam escapar de fungos gotejantes, assistir a recitais de violinos, domar o sistema métrico e sobreviver a exercícios de D.O.R. Violet, Klaus e Sunny têm o poder de atrair desgraças. Quem gosta de histórias alegres não deve nem abrir este livro, avisa o autor, pois as histórias de dos Baudelaire são sempre uma desventura pior do que a outra.




Não é novidade para ninguém que a vida dos jovens Baudelaire é sempre um infortúnio lamentável. Agora, no colégio interno, viverão um verdadeiro inferno.

"Você, leitor, sabe muito bem que uma boa noite de sono ajuda a ter um bom desempenho no colégio, e, se você é estudante, deveria cuidar para ter sempre uma noite bem-dormida, a não ser que esteja num capítulo interessante do livro que está lendo, e nesse caso o melhor é ficar acordado a noite inteira e que se dane o aproveitamento escolar.".

A Escola Preparatória Prufrock, ou apenas Prep Prufrock para os íntimos era novamente um refúgio para os irmãos Baudelaire. Ou era o que eles queriam acreditar que fosse. 

Um péssimo violoncelista que gosta de ser mal e com uma risada hilária, era o que os irmãos tinham como vice diretor. 

E novamente em meio ao caos, algo de bom surge na vida dos órfãos: amigos de verdade que também perderam seus pais num incêndio. Curioso, não?

"É um alívio, em tempos agitados e assustadores, encontrar verdadeiros amigos.". 

Na vida de todos meros mortais tudo que é bom dura pouco e com os desafortunados irmãos não foi diferente. Um misterioso professor de ginástica surge para atormentar a vida dos órfãos e tirar a pouca paz que lhes foi concedida. 

"Os poucos acontecimentos que encerram este capítulo da vida dos órfãos Baudelaire são incrivelmente infelizes e apavorantes; assim, se preferirem ignora-los por completo, devem fechar o livro agora e imaginar um final agradável para esta horrível história.". 

Inferno no Colégio Interno é o quinto livro da série que relata as Desventuras sofridas na vida dos irmãos Baudelaire. A narração continua sendo um tanto quanto peculiar e esta peculiaridade a torna maravilhosa. 

Novamente venho dizer que Lemony Snicket consegue transformar uma história trágica de três crianças em uma cômica história de humor (apesar de trágica hehe).

A ambientação de cada um destes livros é tão bem descrita e os personagens tão bem introduzidos em uma personalidade única que em certos pontos até duvidei se esta história não teria realmente acontecido. 

A diagramação novamente está incrível. Páginas amareladas, ilustrações no início de cada capítulo e uma fonte extremamente agradável, o que nos proporciona uma leitura rápida. 

A cada volume nos vimos cada vez mais apegados aos Baudelaire e mesmo não tendo nossas expectativas, de uma melhoria de vida para estas infelizes crianças, atendida, não nos decepcionamos (ou ao menos, não completamente).  

Lemony, ao final de cada volume nos transmite uma bela lição e com este não foi diferente. Mesmo diante de todos os abomináveis acontecimentos que passaram os Baudelaire nos últimos tempos e mesmo sabendo que, mesmo tendo algum outro tutor, eles encontravam forças uns nos outros. E era o que os mantinham bem. 
"Momentos felizes eram raros e inesperados na vida dos Baudelaire, e os três irmãos tinham aprendido a aceitar esse destino.". 


PARTICIPE !! SE INSCREVA !!!



12 comentários:

  1. Ahhh... como eu amo esses livrinhos!
    Ganhei o box no Natal passado de mim mesma! Por enquanto estou na metade, conclui o sexto livro, que é um depois desse.
    Simplesmente amo os comentários de Lemony Snicket ironizando a sorte dos Baudelaire... Oh família para atrair desventuras!
    Confesso que me decepcionei um pouco com este livro, achando que os irmãos iriam ser alunos e ter várias aulas diferentes... mas eu que criei expectativa com o título que não tinha nada a ver com a sorte desta família... o erro foi todo meu!
    Concordo que a cada livro nos apegamos mais aos irmãos, e o que achei de mais importante neste "episódio" foi o relacionamento com os "trigêmeos", que se tornam amigos de verdade.
    E por falar em episódio, achei a série da Netflix que estreou em janeiro muito boa. Claro que tem algumas mudanças em relação aos livros, mas pegaram bem a ideia da narrativa. Por enquanto, tem 8 episódios, dois para cada livro, indo somente até o livro quatro. Torcendo para a segunda temporada ser lançada brevemente!

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Simplesmente AMO Desventuras em Série, faz um tempinho que comecei a ler, mas ainda não terminei. Parei exatamente nesse livro, quero muito continuar a ler <3
    Sua resenha me deixou com saudade dos personagens (:
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Ainda não tive oportunidade de ler esta série, dos irmãos, ainda sim a cada resenha dos livros fico mais curiosa, e com vontade de me aventurar nesta leitura, apenas para saber qual será o desfecho destas crianças, que sofrem muito na mão desses tutores. Gosto da reflexão que no final do livro o narrador aborda, como desta vez, em que apesar de tudo que estão passando, os irmãos ainda permanecem unidos.

    Participe do TOP COMENTARISTA de AGOSTO, para participar e concorrer Ao livro "Dois Mundos", o primeiro da série "Tesouros da Tribo de Dana" da escritora Simone O. Marques, publicado numa edição linda pela Butterfly Editora.
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. De todos os volumes, este até agora foi o que menos gostei. Embora personagens novos tenham entrado na trama, a história parece ficar meio que se repetindo, sabe? Não sei se foi só comigo que isso aconteceu, mas parece que estou revendo praticamente a mesma história, e o que muda são os cenários e personagens novos, mas o desenvolvimento do enredo é o mesmo. Enfim, minha opinião.
    O final me pareceu promissor, mas depois de sentir o que expliquei no comentário, eu confesso que tenho sentido pouca vontade de continuar e estou dando espaço para outros livros.

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Não tinha conhecimento dessa série mas me pareceu super interessante, um livro que conta aventuras de crianças órfão para pode sobreviver e tenta seguir em frente é claro haver muita confusão. Gostei bastante do livro!

    ResponderExcluir
  6. Olá Amanda ;)
    Nunca me interessei em ler os livros de Desventuras em Série, mas quero muito ver a série do Netflix com o Neil Patrick Harris.
    Acho legal isso que o autor consegue fazer, de pegar uma história que era para ser trágica e colocar um certo humor e fazer dar certo! E adoro livros assim, em que o autor cria uma história tão real que nos faz ficar ligados na trama e apegados aos personagens! Se eu for ler sei que vou adorar o mundo que o Lemony criou ;)
    Bjos

    ResponderExcluir
  7. Olá !!
    Ainda não conhecia a série mas ela parece ser bastante divertida!!
    Fiquei curiosa sobre a narração ser um pouco peculiar,peculiar como ?!
    Enfim, fiquei intrigada!!

    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Sempre leio lindas resenha dessa série e cada vez fico mais ansiosa para fazer a leitura. O box de livros é tão bonito, como não querer na estante?
    Gostei muito do filme e suas atuações. Pretendo assistir a série, pois também deve ser bem interessante. E como adoro séries, com certeza será uma ótima diversão, apesar de ser um sofrimento ver o drama dessas crianças!
    Mas, minha maior expectativa é para com os livros e seus detalhes. Saber seus dramas, mas ver a união e o amor entre os irmão, é uma grande mensagem.
    Espero conseguir ler em breve!
    Ótima resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Amanda!
    Nem acredito que até no orfanato as crianças não tem sossego, além do Conde Olaf persegui-los novamente, ainda tem outras 'aventuras' não tão agradáveis, coitados...
    Fico imaginando se essas criança um dia terão alguma felicidade?!....
    Desejo uma semana de muita luz e paz!
    “Para cultivar a sabedoria, é preciso força interior. Sem crescimento interno, é difícil conquistar a autoconfiança e a coragem necessárias. Sem elas, nossa vida se complica. O impossível torna-se possível com a força de vontade.” (Dalai Lama)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  10. Sou louca de desejos pelo box Desventuras em Séries Amanda! É muita nostalgia esses livros!
    Adoro a forma como a história dos desafortunados irmãos é contada, com um humor sombrio e irônico (e trágico kkk). O que mais me fascina nesses livros – além da narrativa maravilhosamente peculiar - é a ambientação dos livros, o cenário bem detalhado e descrito dá a sensação de estarmos vivendo as aventuras juntamente com os irmãos.
    Como ainda vai levar um tempo para eu ter o box em mãos, vou matar a saudade e assistir a série produzida pela Netflix, que esta na meta desse ano.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Sempre tive curiosidade de ler essa serie, mas nunca consegui.
    Ja assisti o filme, mas nao assisti a serie da netflix (mas pretendo).
    Pelo visto nem quando as crianças estão em um colégio interno eles tem um pouco de sossego.

    ResponderExcluir
  12. Olá! Confesso que ainda não tive oportunidade para começar a leitura dessa série, mas o enredo me chamou muito atenção e cada novo livro a vontade de inicia-la só aumenta, quero conhecer mais sobre os infortúnios dos irmãos e descobrir se algum dia eles encontrarão a felicidade.

    ResponderExcluir