19 junho 2017

Resenha - 101 atrações de tv que sintonizaram o Brasil


Título: 101 atrações de tv que sintonizaram o Brasil
Autora: Patricia Kogut
Editora : Arqueiro / Sextante
Skoob
Páginas: 272
Onde Comprar: Saraiva / Amazon

Desde o primeiro beijo na boca transmitido pela Tupi, em 1951, até Avenida Brasil, em 2012, a última novela a hipnotizar o país, a TV brasileira não parou de evoluir. Quase 70 anos depois de sua primeira transmissão, segue emocionando, lançando moda e revelando talentos.
Passear pela história da TV brasileira, de seus criadores e suas melhores produções é como reencontrar velhos amigos. Nossas mocinhas e nossos galãs preferidos estão aqui; nossos vilões mais terríveis, também. Os humorísticos, as séries, os programas jornalísticos, os infantis...
Patrícia Kogut, uma das maiores especialistas no assunto, é quem nos conduz ao longo desta rica e fascinante viagem. Prepare seu coração. Aqui só tem nota 10.








"O Leblon de Manoel Carlos” existe, mas acrescido de ingredientes da ficção. Ele é um cruzamento de esquinas reais com um lugar mítico e só existe nos enredos. Maneco gosta de mencionar figuras do bairro nos diálogos, como o jornaleiro ou o dono da padaria, assim as gravações ali foram se tornando “acontecimentos”. O público, curioso, passou a se aglomerar para acompanhar. Isso acabou causando transtornos para os moradores e até impulsionou o preço dos imóveis. A tal ponto que na novela Em família evitou as externas e usou ruas da região reproduzidas no Projac, os estúdios da Globo no Rio. Muitas atrizes sonharam ser “uma Helena de Manoel Carlos” (normalmente, também uma moradora do “Leblon de Manoel Carlos”). Ele tem, portanto, uma assinatura forte que o telespectador comum é capaz de reconhecer na primeira cena."

A televisão, tão presente em nosso dia a dia atualmente, não existe a muito tempo. Ela só começou a se popularizar no século XX, e foi  trazida para o Brasil no ano de 1950, por Chatô, há apenas 77 anos atrás. Mas mesmo com tão pouco tempo de existência, a tv já apresentou pessoas, fatos e atos para todos os gostos. E parte de tudo que já foi visto nela, parte do que marcou nossas manhãs, tardes e noites e parte daquilo que se eternizou a partir das telinhas, nos é apresentado através do livro 101 atrações de tv que sintonizaram o brasil, de Patrícia Kogut.

"A história de sucesso da TV Globo foi construída por muitos e importantes personagens. Alguns deles, entretanto, foram inegavelmente mais fundamentais na trajetória de transformação da emissora, que começou local, em 1965, para se tornar, poucos anos depois, uma poderosa rede. Um desses nomes é José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, que chegou à Globo em 1967, levado por outro ator importante dessa história, Walter Clark, a quem conhecia desde 1958. Por 31 anos lá permaneceu, à frente de mudanças e inovações que ajudaram a consolidar a liderança da emissora."

Passando pela criação da tv, por chatô, abarcando o primeiro beijo dado nas telinhas, na novela em busca do sentido da vida, e por artistas marcantes e importantes como chico anisio, ebe camargo, lima duarte, fernanda montenegro, e também apresentando programas como a praça é nossa, fantástico, Jornal nacional, e falando sobre apresentadores que fizeram e fazem história, como Xuxa, Gugu, Pedro Bial, Falstão, dentre outros, além de mencionar novelas marcantes como Selva de Pedra, O rei do gado, Avenida Brasil, e muitas outras, bem como desenhos infantis como o sítio do pica-pau amarelo e  castelo ratinbum, temos um panorama completo do que foi e do que é a televisão brasileira, e ali, encontramos memórias para todos os gostos, e podemos fazer uma retrospectiva de tudo aquilo que foi importante em algum momento e aqui, Patrícia Kogut monta um legado histórico da televisão para se eternizar e para ser sempre lembrado, sendo tudo apresentado de forma inteligente, curta e instigante.

"Ele é o Homem do Baú da Felicidade, o Patrão, o dono do grito “Quem quer dinheiro?” e da risada comprida que começa com um “rarrái” e prolonga o “i” até o fim do fôlego. Um som familiar aos ouvidos de todo brasileiro há décadas. Silvio Santos tem muitas alcunhas. É avesso a entrevistas, o que reforça a lenda em torno de sua pessoa. Não que a sua trajetória não seja impressionante. Senor Abravanel nasceu em 1930, no Rio de Janeiro, filho de uma família de imigrantes judeus instalada no bairro do Rio Comprido, Zona Norte da cidade. Seu pai, o grego Alberto Abravanel, era comerciante. A mãe, a turca Rebeca, dona de casa. Não eram ricos, mas ele não teve uma infância de privações. Silvio se formou como técnico de contabilidade. Só interrompeu os estudos porque preferiu trabalhar como vendedor, vocação que descobriu ainda na adolescência."



[- Minhas impressões -]

Esse é um livro muito interessante. Desde que descobri seu lançamento, logo tive vontade de lê-lo, pois gosto de obras que trazem essa retrospectiva histórica, nos fazendo aprender e lembrar de muita coisa, e o que eu esperava ocorreu. Assim que iniciei a leitura, me senti em uma daquelas retrospectivas de final de ano que os canais de tv trazem, pois todas as atrações são apresentadas de uma forma concisa, mas ao mesmo tempo muito clara, e pude obter informações de coisas exibidas na tv antes mesmo de eu nascer, das quais eu só ouvia falar, mas agora pude saber mais detalhadamente. Também, pude relembrar atrações que eu mesma assisti, e isso me causou uma sensação de nostalgia imensa, como se eu estivesse mais uma vez perante a tela, assistindo o que era descrito.

Para mim, o ponto mais positivo dessa obra foi a mistura que a autora soube fazer, mesclando atores, novelas e programas, sem seguir uma ordem cronológica, mas sempre fazendo ligações entre eles, e não deixando a narração cansativa, pois trazia informações bastante diversificadas. Também, achei bem interessante ela trazer atrações que se relacionaram a diversos públicos, desde programa para crianças, até os para adultos, fazendo com que certamente quem realizar essa leitura se identifique com algo em algum momento. Ainda, achei bem instigante a inserção de fotos durante toda a obra, pois em muitos momentos, quando não lembra-se do nome mencionado, o leitor poderá observar a foto e então saber de que rosto se está falando naquele momento.

Confesso que não encontro pontos extremamente negativos para destacar, porém, em alguns momentos, a concisão do texto foi irritante para mim e fiquei querendo obter mais detalhes sobre aquilo que estava sendo falado, e cheguei até a separar alguns nomes para procurar se encontraria biografias deles para ler e ficar mais informada. Também, infelizmente, como tivemos espaço apenas para 101 atrações, várias que eram importantes acabaram ficando de fora, mas isso era esperado, pois se fosse mencionar todas, teríamos uma enciclopédia da tv. As atrações que mais gostei de acompanhar, foram àquelas que eu já havia assistido, ou sobre as quais eu já havia lido livros, como foi o caso do apresentador Pedro Bial, cuja biografia conheci há alguns anos, e o Jornal nacional, que traz em si uma grande história de coberturas importantes. Também, adorei saber como vários artistas que hoje em dia são consagrados começaram suas carreiras, e em alguns casos, esse conhecimento só fez com que eu desenvolvesse uma admiração ainda maior por alguns deles.

O livro, como já dito no título, traz 101 atrações que foram importantes nesses setenta e sete anos de televisão, e cada um desses textos não traz mais que seis ou sete parágrafos, embora a maioria seja menor. Esses textos, também trazem imagens sobre o que foi apresentado. Além disso, realizei a leitura em ebook e não encontrei erros.

Recomendo para os leitores que gostam de televisão e especialmente de história, pois nesse livro temos um verdadeiro baú do tempo que podemos guardar e voltar nele por muitas vezes ao longo dos tempos.


Resenha desenvolvida por Tamara Padilha  
( Não faz mais parte da Equipe )



PARTICIPE !! SE INSCREVA !!!


9 comentários:

  1. Eu tenho muita saudade de quando era pequena e passava tanta coisa legal na TV, hoje eu ando bem desanimada de assistir absolutamente tudo e por isso só assisto a jornais e olha lá, mas um livros que faz o leitor viajar no tempo eu já quero e vou achar muito bom de recordar tudo de bom que já foi apresentado.
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  2. Parece um livro interessante por dar essa ideia de muitas das coisas que a tv teve de importante, as atrações e o contexto histórico do momento, o que as pessoas assistiam e etc. Como foi essa evolução. Também achei legal porque com certeza vai ter ali coisas que já vi e é sempre bom relembrar, acho. Fica interessante.
    Acho que leria pra saber dessas coisas. Mas confesso que não me chama tanta atenção assim...seria um livro que leria mais por crise de curiosidade que por qualquer outra coisa...

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Parece muito interessante! Gostei muito da ideia e dos seus comentários sobre o livro. Eu não assisto muita televisão hoje, assisto mais Netflix ou coisas online mesmo. Mas antigamente assistia muito, principalmente programas infantis. Esse livro seria ótimo pra relembrar e sentir aquela nostalgia dos programas que eu tanto amava <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu não conhecia esse livro, mas também achei ele bem interessante. Achei a ideia dele muito legal, e acho que também iria gostar bastante de relembrar alguns programas que eu assista a algum tempo. Esse é um livro bem diferente, e fiquei com vontade de ler ele :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oi Tamara *--*

    Não conhecia o livro ainda, mas pra mim é meio complicado pois não conhece quase nada do que está aqui. Nasci na época em que a tv já não era lá essas coisas. Achei legal da parte do autor diversificar o conteúdo com essa mescla, assim não fica aquela coisa chata e maçante. Não é um livro que eu pegaria pra ler, mas com certeza o compraria pra dar de presente pra minha mãe.
    Bjos

    ResponderExcluir
  6. TAMARA!
    Bom ver uma retrospectiva do que foi feito de melhor durante o período do lançamento da televisão no Brasil.
    Imagino que tenha muita coisa boa e gostaria de apreciar, afinal, tenho a mesma idade da Globo e meus pais trabalharam em programas televisivos nos anos 70 e 80, então, acredito que apreciar as melhores obras desenvolvidas pela TV durante sua evolução, é imprescindível.
    Boas festas juninas!!!!
    “O que importa afinal, viver ou saber que se está vivendo?” (Clarice Lispector)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá !!
    É muito estranho eu não gostar de novelas ?! Prefiro livros e filmes.. Por isso não média esse livro !!
    Mas gostei e ideia do livro de trazer a retrospectiva histórica da TV brasileira

    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Olá! Parece ser um livro bem interessante, mostra tanto programas que marcaram a TV brasileira, como os atores e apresentadores que ajudaram o sucesso dessas atrações, realmente deve ser como assistir a uma retrospectiva, não seria um livro que compraria o físico, mas é uma boa opção para realizar a leitura em formato digital.

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Que livro mais interessante! São tantas memórias nostálgicas presentes em um livro, e apesar de serem apenas 101 atrações já dá pra relembrar de algumas novelas, desenhos e reportagens que marcaram muito na telinha. Gostei da proposta do livro de trazer uma retrospectiva dos 77 anos, mas não é um livro que investiria no momento.
    Beijos

    ResponderExcluir