19 abril 2017

Resenha - A Lista de Schindler


Título: A lista de Schindler
Autor: Thomas Keneally
Editora: BestBolso
Páginas:352
Skoob
Onde comprar: Saraiva

A história verdadeira deste homem que enfrentou perigos inacreditáveis e sacrificou tudo o que possuía, colocando em jogo a própria liberdade, para salvar mais de mil pessoas.
Partindo dos testemunhos dos Schindlerjuden - os judeus de Schindler -, Thomas Keneally compôs um romance notável e comovente, que retrata a coragem, a generosidade e a perspicácia de um herói em meio às cinzas do holocausto. Escrito com paixão, mas também com absoluta fidelidade aos fatos, A Lista de Schindler valeu a seu autor o cobiçado Prêmio Booker, da Inglaterra. Levado às telas com grande sucesso por Steven Spielberg, foi eleito o melhor filme de 1993 pela Associação dos Críticos de Nova York e de Los Angeles.









Livros com o pano de fundo da Segunda Guerra mundial, sempre chamaram a minha atenção. Em se tratando da guerra entre nazistas e judeus, o clima só fica melhor. Isto porque os relatos que temos sobre a "real" história da guerra e de como tudo sucedeu é trágico e, às vezes, parece ser um mito. Quando me deparo com as imagens dos campos de concentração, câmaras de tortura e holocaustos eu vejo a crueldade e frieza do ser humano ao tirar a vida do outro. A lista de Shindler tem seu panorama voltado para Segunda Guerra mundial, em que um homem muito rico arriscou a si mesmo para salvar pessoas em perigo. Essa edição foi lançada em 2007 pela editora Bestbolso e ganhou uma aclamada adaptação nos cinemas sob direção de Steven Spielberg.

Ao permear nossos olhos por capítulos e páginas desse livro, nós conhecemos a vida de Oskar Schindler, um grande homem de negócios que se apropriou da era da máquina para fazer dinheiro em meio a guerra. Apesar de influente no meio social, ele não se encaixava em nenhum dos lados, por isso preferiu assistir a todo o cenário sangrento entre nazistas e judeus de longe. Era dessa forma que ele se mantinha em cima do muro, pois entendia que quanto menos encrencas mais chances tinha de sobrevivência.

Schindler pensou que se os judeus se mantivessem unidos e otimistas, tudo aquilo iria passar e dessa forma eles conseguiriam fugir ou sobreviver a guerra e perseguição. Mas, os anos foram passando e, ele viu as aktions constantes que aconteciam no gueto de judeus, localizado na cidade de Varsóvia. Ao mesmo tempo que isto acontecia ele perdeu vários funcionários de sua fábrica. Em meio a um beco sem saída ele tem uma ideia genial e perigosa. É com a ajuda de Amom Goethe que mais de 300 mulheres são resgatadas de Auschwitz(em uma das rotas de fuga). 

Todo o plano traçado por Oskar é minucioso, desde a mudança na rota dos comboios até a fuga dessas pessoas. Será que em algum momento ele será pego?


(Cena do filme- A lista de Schindler)

O enredo contado por Thomas é brilhante, pois acompanhamos de perto a trajetória de vida desse homem que encontrou o real sentido de sua vida resgatando outra pessoas. Você pode esta se perguntando onde essas pessoas eram abrigadas?! No interior da fábrica do próprio Schindler, que mais de mil pessoas fizeram cabanas simples e, lá foram abrigadas. Com a ajuda de sua amada esposa, ele alimentava os judeus e em troca recebia a gratidão por ter se colocado em risco, em prol de uma causa maior.

É algo lindo de se ler e ainda mais imaginar. Há passagens que nos tocam de tal maneira que é quase impossível não chorar. Em meio a um cenário trágico, os Algozes nazistas levaram milhares e milhões de judeus, o maior massacre já visto pela humanidade. Com muita coragem e sabedoria Oskar Schindler pode salvar uma parcela desses judeus e dar-lhes esperança que outrora fora tirada.

A narrativa em si não é leve, o livro te choca com todas as imagens mostradas, descrições e também depoimentos arrecadados pelo próprio Schindler, das pessoas que salvou. É uma leitura tão incrível que faz parecer que Oskar está diante dos nossos olhos, sentado e, nos contando pedaço a pedaço, cena após cena. A necessidade de ler e saber o desfecho aumenta a medida que lemos as páginas.Por isso, todas as personagens com as quais temos acesso foram decisivas para que o plano de salvar os judeus desse certo. Se torna ainda maior porque compelimos e participamos do desenvolver da narrativa. 

Esta edição publicada pela Bestbolso é bem simples, mas as imagens anexadas e o conteúdo de alto teor descritivo tornam a obra brilhante com um todo. Não é a toa que o livro deu origem ao filme e foi tão aclamado quanto o original, sob a direção do Steven Spielberg. Ainda não tive coragem para assistir o filme por completo, pois algumas cenas nos chocam.


(Cena do filme- A lista de Schindler)

Quanto a escrita do autor ela complementa a obra, pois a fluidez e os detalhes por ele descritos só nos mostram o quanto estudou e buscou para escrever 352 páginas, sem deixar qualquer furo ou detalhe passar despercebido. Impossível não refletir e questionar sobre as atrocidades do ser humano. Em pleno século XXI essas imagens nos chocam e nos fazem perceber o quanto somos indignos de pena em certos momentos, como também precisamos amar ao outro piamente. A recomendação da obra está para as pessoas que já assistiram ao filme, bem como os apreciadores e curiosos da Segunda Guerra Mundial com pano de fundo voltado para Nazistas X Judeus.

"Aquele que salva uma só vida salva o mundo inteiro"

13 comentários:

  1. Ahim chega me arrepio! Kkkkkkkk
    Eu amo histórias sobre a guerra e esse é um livro que eu quero muito ler!!
    Eu comecei a ver o filme tem muuuuito tempo, mas acabei nem terminando.
    Mas eu quero ler assim que conseguir comprar.
    É bem triste né!

    Eu vou deixar aqui um livro que talvez você vá gostar! A vida em tons de cinza. Esse livro é muuuito bom. Vai até sair filme. Foi lançado pela editora Arqueiro.

    Beijoooos!!!

    Literatura Estrangeira

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Assim como você, adoro livros que se passam na segunda guerra. Sou um pouco masoquista, sofro, choro, fico angustiada, e choro mais... No entanto, são esses livros que me fazem pensar o quão frágeis somos. Basta apenas ferirmos o orgulho de governantes pra sermos aniquilados como baratas. Parece que estou vendo tudo isso acontecer novamente do outro lado do oceano... Tenho receio, temos pela humanidade.
    Abs
    nizete
    Cia do leitor

    ResponderExcluir
  3. Olá,

    Fiquei bem interessado pelo livro adoro história com esse cenário, fiquei mais surpreso em saber que o protagonista usou o tempo para fazer dinheiro,isso é uma novidade para mim. Adorei a sua resenha, vou fazer a leitura assim que possível, fiquei muito curioso pela obra! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bom?
    Eu nunca assisti o filme pois quero ler o livro primeiro, e parece ser deveras emocionante e MUITO perfeito em sua contextualização e cenário. Acredito que todos os livros que contenham a 2 guerra como tema principal se torna pelo menos 50% mais interessante automaticamente. Quero muito ler!

    ResponderExcluir
  5. Oi. :)
    Esse gênero não me chama em nada a atenção, não curto mesmo.
    Não vi o filme e não conhecia tb o livro, mas sua resenha ficou incrível. Parabéns.
    Obrigada pela visita no Blog As Meninas Que Leem Livros.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Oie amore,
    Já ouvi falar desse livro, mas não me atraiu nem um pouco no momento pra ser sincera.
    Passo a dica!
    Beijokas!

    ResponderExcluir
  7. Oie! Tudo bem?

    Somente assisti ao filme, e por ser um filme pesado acredito que o livro também o seja, mas tenho certa curiosidade em conhecer a leitura também, vou deixar anotada a dica, espero ler em breve!

    Bjss

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Eu não gosto muito de livros ambientados em tempos históricos, eu fico facilmente entediada com escritas assim. Mas o que me chamou atenção foi as imagens, eu vi esse livro a um tempinho, na casa de um amigo, eu fiquei encantada com as imagens, elas dão vida ao livro, ainda sim, não sei se leria, por mais que ele seja completinho, sem furos.
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  9. Olá Amanda,
    Essa leitura me ganhou completamente quando a fiz e, até hoje, não me esqueço do impacto que recebi ao lê-la. Fiquei muito contente por saber que você tenha curtido a leitura e a achado fluida, coisa que não achei, infelizmente, sua resenha me deixou nostálgica e com uma vontade absurda de reler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá Amanda,

    Nunca li esse livro, mas já tinha ouvido muita gente falar bem dele. O último que li sobre essa temática foi a Bibliotecária de Aushwitz, se nunca leu e gosta dessa tamática dá uma chance a ele porque é muito bom. A sua indicação já está anotada, entrou para fila de leitura.

    Beijos e obrigada pela resenha
    http://floraliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oie...
    Adorei sua resenha ;)
    Tenho certeza que a leitura não deve ser nada leve, pois, já assisti o filme e lembro de ter ficado muito chocada, tanto com as atrocidades nazistas quanto o desespero pela sobrevivência de cada personagem. A Lista de Schindler é um livro que está a muito tempo em meus desejados, mas, infelizmente ainda não tive oportunidade de ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá tudo bem?
    Livros com cenários de Segunda Guerra Mundial me encantam e esse tem uma história muito forte na qual eu adoraria ter a oportunidade de ler. Eu já cheguei a assistir a uma parte do filme e gostei muito e pelo livro ser mais detalhado, deve ser ainda melhor. Adorei a sua resenha. Não sabia que ele também era livro e já quero tê-lo na minha estante.

    beijinhos!

    ResponderExcluir
  13. Olá Amanda!

    Eu também gosto muito de livros que trazem a Segunda Guerra Mundial como plano de fundo e sempre fico muito sensibilizada com a tramas com as quais me deparo. Infelizmente não tive a oportunidade de ler esse livro, mas assim como todo o ser humano que já passou pelo ensino médio, eu já assisti ao filme. Quando o vi pela primeira vez, fiquei chocada com as cenas e como você bem disso, é duro perceber como o ser humano pode ser frio e mau.

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir