06 março 2017

Resenha - Dexter: A Mão Esquerda de Deus


Título: Dexter: A Mão Esquerda de Deus #1
Autor: Jeff Lindsay
Cortesia: Planeta
Skoob / Goodreads
Páginas: 260
Onde comprar: Amazon

Dexter Morgan é um educado lobo vestido em pele de ovelha. Ele é atraente e charmoso, mas algo em seu passado fez com que se transformasse numa pessoa diferente. Dexter é um serial killer. Na verdade, é um assassino incomum que extermina apenas aqueles que merecem. Ao mesmo tempo, trabalha como perito da polícia de Miami... Em Dexter, a Mão Esquerda de Deus, o livro que deu origem à aclamada série de TV, o adorável matador depara-se com um concorrente de estilo semelhante ao seu, encanta-se e incomoda-se com ele, prevê seus passos... A escrita requintada de Jeff Lindsay nos faz mergulhar na mente de um dos personagens mais ambíguos da história da literatura de suspense. Nunca o macabro foi tratado com tanto refinamento e leveza. Dexter Morgan é uma obra-prima.










Dexter Morgan é analista forense de padrões de dispersão de sangue da Polícia de Miami,ele é bonito, simpático, leva donuts para os colegas de trabalho, tem uma namorada conveniente, tudo aparentemente normal se não fosse o fato dele ser um serial killer. Dexter desenvolveu a psicopatia após um evento traumático na infância e foi posteriormente adotado pela família Morgan.

O pai adotivo de Dexter, Harry Morgan, policial de Miami, percebeu desde cedo o comportamento irregular do filho e, sabendo que não poderia mudar isso, o treinou para ser uma espécie de justiceiro, matando somente criminosos. Ele criou o que Dexter chama de O Código Harry, um conjunto de regras para ser seguido a fim de impedir que Dexter fosse pego.

Tome cuidado, ele disse. E me ensinou a tomar cuidado como só um tira poderia ensinar um assassino. Escolher com cuidado os que mereciam. Ter absoluta certeza. Depois, limpar tudo. Não deixar pistas. E sempre evitar envolvimento emocional, o que pode causar erros. Claro que tomar cuidado ia além do assassinato em si. Tomar cuidado queria dizer viver com cuidado também. Compartimentado. Interagir. Imitar a vida.

No primeiro livro da série, a polícia de Miami está investigando uma série de assassinatos em que as vítimas possuem os corpos cortados sem nenhum vestígio de sangue. Deborah (irmã adotiva de Dexter) pede ajuda ao irmão (que sempre tem um bom palpite a respeito de serial killers) para se destacar na resolução do caso, pois ela odeia seu trabalho no departamento de narcotráfico e quer ser transferida para o de homicídios.

O que Dexter não esperava era se deparar com assassinatos tão fascinantes ao ponto de se ver cada vez mais envolvido com o caso. No entanto, esta vai ser uma via de mão dupla pois, aparentemente, o tal serial killer também tem muito interesse em envolver Dexter nas suas aventuras. Isso tudo enquanto Dexter ainda precisa satisfazer as necessidades do seu lado sombrio seguindo as normas de Harry.


[ - Minhas Impressões - ]


Muitos de vocês já devem ter ouvido falar ou mesmo assistido a série de TV que por nenhuma coincidência recebe o mesmo nome da série de livros, já que os livros deram origem à série. Por sempre ter ouvido falar que os livros são mais arrastados quando você assiste a série primeiro, decidi ler antes de começar a ver e, apesar de eu só ter assistido os primeiros episódios, foi uma surpresa achar o livro bem mais dinâmico (totalmente ao contrário do que tinham me falado).

Jeff Lindsay (que na verdade é um pseudônimo para Jeffry P. Freundlich) criou um psicopata impossível de não se gostar. A narração em primeira pessoa conta com uma mistura de macabro e humor que tornam este o livro sobre psicopatia mais leve que eu já li. O senso de humor de Dexter me rendeu boas risadas ao longo da leitura e me fez ler o livro até mais rápido do que eu gostaria porque eu nem vi o tempo passar.

Outra coisa legal da narração em primeira pessoa foi estar completamente imersa na mente sistemática de Dexter, podendo acompanhá-lo planejando os próximos passos, pensando em todos os detalhes, avaliando as novas informações ou mesmo analisando friamente as pessoas. Para quem gosta da temática, é um prato psicológico cheio (e muito divertido, eu confesso).


Além de tudo, esta é uma ficção policial repleta de elementos imprevisíveis, o mistério me levou até o final sem nem desconfiar qual era a real verdade por trás daquilo tudo (o que dizer sobre as revelações do final?!). E ainda tem a grande questão, quem poderá dizer se Dexter é inteiramente mau ou se há algo bom sobre ele? De uma forma ou de outra, este é um anti-herói que te faz torcer pelo time dele.

Com certeza pretendo ler as continuações e continuar assistindo a série, que gostei muito mesmo que o livro tenha me conquistado mais. Quero descobrir os caminhos diferentes que ambos vão tomar (ou não) e depois de ver o Michael Hall no papel, não consigo imaginar o Dexter de outra maneira. Deixo aqui minha recomendação de um livro ao mesmo tempo sombrio e divertido. Ah e para quem se interessar, tem a série completa na Netflix!

19 comentários:

  1. Nunca assisti a serie e tenho bastante curiosidade para ler os livros. Uma coisa que você colocou na resenha e que me deixa bem curiosa é o fato de amarmos o psicopata e acho que isso deve ser bem interessante.
    Quero muito ler!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Já li inúmeros comentários positivos sobre este livro, na verdade eu nunca li nem assisti, mas todo mundo diz que é ótimo né ?! Poder acompanhar a mente de um psicopata é algo realmente assustador, mas imagino que a trama seja muito bem feita.
    Achei interessante.
    Beijos

    Sorteio do Livro Louco por Você

    ResponderExcluir
  3. Oie! Tudo bem?

    Ainda não assisti ou li nada sobre o Dexter e para falar a verdade nem sinto vontade de conhecer a trama em si, mas vou deixar a dica anotada para futuramente quem saber ler, até porque é sempre bom conhecer um pouco mais da mente de um psicopata!

    Bjss

    ResponderExcluir
  4. Eu adoro ler livros sobre serial killers, sou fascinada pra tentar entender a mente deles, mas já tentei assistir a série e não deu, mas o problema é que não tive paciência pra ela melhorar (como dizem que acontece), mas quem sabe não volto algum dia? E enquanto isso, eu leio esse livro, já que você disse que te conquistou mais que a série!
    É legal comparar os dois e ver quais caminhos irão tomar.

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  5. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro mas fiquei curioso! QUanto a serie nunca nutri grande interesse mas ainda abem que vais continuar a acompanhar!

    Bem, acho ótimo que seja um bom policial e também com tanto mistério e imprevisibilidade! Adoro ser ludibriado nas leituras!! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem? Já conhecia a série (mesmo não assistindo) e sabia que tinha um livro que deu origem a ela, mas não sabia seu nome ao certo. Fico feliz de conferir sua resenha, pois me animou bastante para ler esse livro. Gosto bastante do tema e adoraria conferir esse livro que me parece ter uma forma bem interessante de conduzir a trama de uma obra com esse tipo de tema, de forma sombria e divertida ao mesmo tempo, como você disse.Vou anotar a dica, beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oi.

    Eu tentei assisti a série, vi o primeiro episódio, mas não consegui assistir os outros. Não sei, mas acho que não me conquistou como eu pense que fosse acontecer. Por isso, não me interessei muito pelo livro. Se não gostei da série, acredito que também não vou gostar do livro.

    ResponderExcluir
  8. Olá, não sabia que a série provinha de uma série de livros. Adorei ser em primeira pessoa, assim o leitor consegue realmente imergir na mente dessa criatura. Dexter me aprece ser bastante dinâmico e com personagens bem fortes, apesar de nunca ter lido ou visto a série. Pela suas impressões trazidas, sei que o livro, ou a série, irão conseguir me conquistar. Anotado'

    ResponderExcluir
  9. Oie!
    Eu nunca cheguei a ler os livros, mas tenho curiosidade para conferir. Quanto a série de tv, lembro que assisti algumas temporadas, mas depois não continuei. Preciso fazer uma maratona no netflix e conferir todos os episodios.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Terminei de ver a série toda há poucos dias. Sou apaixonada pelo Dexter. Sempre me vi torcendo por ele, mesmo sendo um psicopata. Espero poder conhecer a série de livros em breve, e me apaixonar por ele mais uma vez...
    E veja a primeira e a segunda temporada para acompanhar o dinamismo dos livros... Não vai se arrepender.

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bom?
    Então, sou o ser mais atrasado do mundo, então não vi o seriado e não sabia do que se tratava. Não sabia que se tratava de um psicopata e que 'entramos" na mente dele já que o livro é narrado em primeira pessoa. Não sei como a série pode ser mais dinâmica que isso rs (e no seu caso não foi né?).
    Quero muito conhecer essa série de ficção policial, seu mistério e claro, esse personagem ímpar que faz o que faz e ainda consegue arrancar risadas do leitor. Esse questionamento sobre a maldade absoluta de Dexter ou se existe algo de bom nele também me chamou a atenção.
    Enfim! Amei a resenha e mal posso esperar para conferir esse livro. Sugestão mais que anotada ^^

    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  12. Oi, Luana

    Conheço a série, apesar de não ter assistido sequer a um episódio. Eu gosto muito de serial killers e psicopatas na literatura, mas em tela não costumo curtir, vai entender... então acredito que o livro funcionar melhor para mim do que a série, e o fato dele ser imprevisível muito me agrada.

    Bj

    ResponderExcluir
  13. Oi.
    Assisti alguns episódios da série mas acabei não dando continuidade por falta de tempo. Ainda bem que tenho a Netflix agora, torna tudo mais fácil.
    Eu via esse livro nas livrarias e não sabia se ele tinha dado origem a série ou se foi o contrário. Acho que vou ler o livro antes de voltar a assistir a série.
    Adoro a temática psicopatia e é muito bom saber que o bom humor deixa a leitura leve, mesmo o tema sendo pesado.
    Pretendo ler em breve.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Oie!
    Eu comecei a assistir série na Netflix mas não terminei, e confesso que não sabia da existência dos livros.
    Se alguma forma é quase impossível não se apaixonar pelo personagem, e pelo humor dele, é um livro que eu leria principalmente por conter mistério a serem revelados.

    Beijos!
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi Luana.
    Um bom livro de ficção policial tem mesmo que deixar o leitor curioso para descobrir como a história vai ser esclarecida no final. O mistério não pode ser deduzido do decorrer da história porque senão perde toda a graça e este é um livro que cumpre isso.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  16. Oiee Luana ^^
    Acompanhar os pensamentos e os passos do Dexter deve ser bem bacana. Eu tenho curiosidade de conhecer os livros e a série, mas estou enrolando porque o gênero não me chama muito a atenção...hehe' e também porque, confesso, estou com muitas séries na listinha para ver. E mais livros ainda!
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. A cada livro você vai se apaixonar ainda mais pelo personagem, sério, a escrita do autor é tão boa que você se pega adorando um assassino? Coisa tremendamente doida. Essa série tem um lugarzinho especial no meu coração.

    ResponderExcluir
  18. Oi Luana...
    Eu adoro romances policiais e por conta disso acompanho os seriados. Confesso que o Dexter não é um dos meus preferidos, por isso não assisti completo, mas dorei saber que os livros são melhores e isso aguçou a minha curiosidade.
    Anotei a sua dica e quem sabe, em breve não embarco nesse mundo ai.

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  19. Oi querida,
    Adorei a sua sinceridade com a obra. Mas não sou fã de romances policiais. Eu já li várias resenhas dos livro outros relacionados a série, mas nunca parei para ler nada do primeiro livro. Adorei o enredo, mas acho que ficaria com um pouco de receio de algumas partes. Quem sabe não dou uma chance futuramente...

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir