30 março 2017

Resenha - Amor Imenso


Título: Amor Intenso
Autor: Penelope Ward
Cortesia: Editora Planeta / Essência
Skoob
Páginas: 272
Onde comprar: Saraiva / Amazon

Desde garoto, Justin amava Amelia, que odiava Justin desde que ele se mudou para a casa vizinha à da sua avó, em Rhode Island. Não, nada disso. Amelia também amava Justin, mas um mal-entendido o fez pensar que a garota mais incrível do mundo não correspondia ao seu amor e, pior, o odiava.
Os anos se seguiram, e os dois tomaram caminhos distintos até que o destino – e um empurrãozinho de Nana, avó de Amelia – os reuniu novamente na casa onde se conheceram quando eram adolescentes. Obrigados a compartilhar o mesmo espaço, Justin – que aparece na casa de praia de Nana com a namorada – e Amelia vivem como cão e gato. Orgulhosa, a princípio ela não dá o braço a torcer ao amor que sempre sentiu pelo vizinho e reluta o quanto pode contra os encantos de um Justin, agora, mais maduro e... muito mais atraente. Será que ambos resistirão à paixão e ao desejo que os incita desde a adolescência?









"Era a calmaria antes da tempestade, sem dúvida. Eu só não sabia disso ainda."

Amelia está voltando para a casa da avó, local em que passou boa parte de sua infância e adolescência com seu melhor amigo, Justin. Inseparáveis desde o dia em que se conheceram, faziam tudo junto: escola, passeios, cinema, festinhas... Justin era tudo na vida de Amelia, a salvava nas situações mais complicadas que uma adolescente pode viver e estava sempre ali, para o que quer que fosse.

A cumplicidade durou anos, eles cresceram e começaram a nutrir um sentimento muito maior que amizade. Em uma situação delicada, a garota se sentiu traída e decepcionada. Amelia não deu chance a nenhum tipo de envolvimento entre eles e decidiu ir embora para morar com o pai em outra cidade. Partiu sem olhar para trás, sem conversar com Justin, sem ouvir seu lado da história.

"Um carro quase me atropelou quando eu atravessava a rua praticamente flutuando, depois de sair atordoada do escritório do advogado. Passei todos esses anos me esforçando para não pensar nele. Agora, era só nele em que conseguia pensar."

Uma década depois, após terminar um namoro que durou anos, ela herda a casa de sua avó e decide passar uns dias por lá. Só que nesse cenário existe um grande agravante, sua avó adorava o Justin como se fosse um neto, e deixou a casa para os dois. Assim, Amelia tem uma séria nostalgia no caminho de volta, e é marcada pelo medo de reencontrá-lo e pelo arrependimento de tê-lo deixado para trás sem dar notícia.

"Não sei quanto tempo fiquei ali olhando para ele. Estava atordoada demais para dizer qualquer coisa, mas meu coração gritava. No fundo, eu sabia que minha reação não era só por causa da atração física que sentia por ele. Era porque, apesar de todas as mudanças, uma coisa continuava exatamente igual: seus olhos. Eles refletiam a mesma dor da última vez que o vi."

Na casa, ela se acomodou e está bem tranquila, sozinha. Até o dia em que Justin chega para passar férias. Lindo, de tirar o fôlego, muito mais gato do que era antes. E traz a namorada. Linda, loira, magra... e um amor de pessoa. Quando o vê, Amelia percebe que o sentimento que sentia nunca tinha sido superado e, por isso, e por respeito à namorada, tenta ser simpática e recuperar o clima pacífico em que eles viviam antes. Porém, Justin reage da pior forma possível, rancoroso, rude e estúpido. Esnoba Amelia em todas as situações e faz comentários constrangedores sempre que ela tenta conversar. Não bastasse tudo isso, à noite, Amelia precisa suportar os ruídos apaixonados e sem fim do casal...




[ - Minhas Impressões - ]


O livro começa com uma situação complicada entre dois grandes amigos de infância que tiveram um problema e não souberam lidar com a situação quando ele aconteceu. Na verdade, quem não soube foi Amelia, mas não entrarei em detalhes. Trata-se de um romance de amor e ódio de tirar o fôlego, com cenas eróticas que... bem... nem vou comentar. Por isso, impróprio para alguns leitores, ok?

Eu gosto muito dos livros da Penelope Ward e já tinha lido esse livro em inglês. Quando vi que seria lançado no Brasil, fiquei esperando ansiosa para ler novamente. O enredo, por si só, já apresenta algumas características que eu amo em romances: amor de infância e amor e ódio. Sei que são temas clichês, mas um clichê bem escrito é muito bom de acompanhar. E a autora sabe trabalhar a história de forma divertida e viciante. Tanto que li duas vezes.

E, claro, ele não é só clichê. Apresenta situações interessantes de serem acompanhadas. Na verdade, aproxima o livro da realidade, tanto as escolhas de Amelia quando era adolescente, quanto o que vive após reencontrar o amigo de longa data. Amelia é uma personagem forte que precisou fazer escolhas complicadas. Ela está em um momento de adaptação e aparenta muita fragilidade. Momento de fragilidade não implica em fraqueza, na realidade, é o que a deixa ainda mais forte. Conheço várias mulheres que seriam perfeitas Amelias. Eu, inclusive.

Já Justin, é o personagem que foi criado para ser um crush literário. Ponto. A leitora - ou o leitor - o quer como amigo, como namorado, como marido, como pai de seus filhos. Tirando a raiva e a explosão direcionada exclusivamente à Amelia, que te leva a crer que ele é um babaca, ele é um personagem muito legal. Compreensivo, carinhoso, músico, interessante.

Sobre a diagramação, está simples, com páginas amareladas e fonte com tamanho perfeito para uma leitura confortável. Notei alguns erros de revisão e algumas partes estranhas na tradução do texto, como problemas com regência verbal, travessões em lugares errados, verbos escritos de forma estranha, lembrando um pouco o português de Portugal... enfim, foi o que me levou a baixar a nota. O título da obra também foi alterado, e, apesar de gostar do título original, entendo que ficaria sem nexo em português. Ainda bem que não mexeram na capa! ;)

É uma leitura divertida, rápida e gostosa de acompanhar. Indico para quem gosta de romances intensos com cenas hot.


14 comentários:

  1. Heloisa, Tenho uma resistência muito grande com livros com capas assim e pela capa eu não leria. Lendo as suas considerações, fiquei bem curiosa com esta aproximação da realidade que você diz que o enredo traz e talvez, eu aprecie a leitura.
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oiee Heloísa ^^
    Já tinha visto sobre outros livros da autora antes, mas ainda não conhecia esse. Não fiquei curiosa, confesso...haha' livros com uma pegada um tanto erótica não são para mim. E sabe que eu não gostei da capa? *-* Uma pena que a editora não caprichou muito na diagramação :/
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  3. Olá amore,
    OMGGG que capa perfeita... parece se tratar de uma história deliciosa de ler. Dica anotada aqui já!
    Adoro romances intensos e ainda mais literatura hot, então acho que vou curtir a leitura.
    Beijokas!

    ResponderExcluir
  4. Oie, tudo bem?
    A premissa me agradou, gosto de romances como esse mesmo sabendo que é um clichê. Parece que mesmo apresentando algumas partes estranhas na tradução do texto, a leitura é confortável. Ainda bem!! Recomendação anotada!!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  5. Oie
    Apesar de ter achado a capa sem graça, a sinopse me agradou. Parece ser um romance bem bacana. O fato de ser clichê não me incomoda nem um pouco, já que o que mais importa pra mim, é a historia ser interessante.
    Vou anotar a dica.
    Parabéns pela resenha.
    Bjo

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    De primeira eu achei que era um gigante clichê! Mas parece que estava enganada, fiquei muito interessada pela premissa e o contexto que a história é inserida. Senti que é uma história envolvente e que não se consegue largar até o ultimo ponto!
    Dica mais que anotada!
    Beijos,Lari.
    Segredosdeumacerejeira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oie...
    Adorei sua resenha :)
    O livro até parece ser interessante para quem curte romances hot, porém, como não gosto de ler livros com cenas assim, prefiro passar a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá Helô!
    Tenho muita vontade de ler esse livro, mas ainda não tive oportunidade - chorando litros.
    Gostei de conhecer suas impressões e achei um ponto mega positivo você ter dito que o personagem masculino foi, claramente, criado para ser um Crush, adoro isso.
    Achei bacana a autora ter aproximado o livro da realidade e gostei muito da sua resenha.
    Espero ter a oportunidade de ler em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá,

    Essa deve ser a quarta resenha que leio do livro, confesso que estou bem atraído pela história e as resenhas que venho lendo, inclusive a sua, me animam bastante para fazer a leitura da obra. Essa pegada de despertar um sentimento antigo me instiga muito, adorei a sua resenha, ficou bem clara! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bom?
    Infelizmente a premissa do livro não chamou minha atenção. Ainda que seja um livro leve, fluido e que você recomenda, não gosto de cenas tão hots em livros e isso de personagens que ignoram uma situação até se depararem com ela de novo também não me agrada muito (foi o que aconteceu entre os dois no passado, pelo que você falou né?).
    Enfim! Apesar disso, curti saber que a autora aproximou o livro da realidade e que criou um personagem pra ser o crush da mulherada rs
    Ótima resenha!

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi Heloisa, como está?
    Essa deve ser a terceira ou quarta resenha que leio desse livro, que de certa forma me deixa curiosa embora livros Young Adult não sejam os meus preferidos. Talvez, quando eu estiver em ressaca literária, eu dê uma chance.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oie
    pela capa não me atraiu muito não, não curto capas desse estilo e o enredo em si parece meio fraco mas sua resenha está super bem escrita e curti sua sinceridade, parabéns

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Li algumas resenhas positivas deste livro. Confesso que não gostei muito da Amelia, por ela ter "abandonado" sem nem querer ouvir o lado do Justin.
    E outra coisa que não gostei, foi o modo como o Justin trata Amelia no início...
    Ainda não fui convencida a ler este livro. Irei esperar um pouco mais.

    ResponderExcluir
  14. Oiee...
    Gostei da premissa... Acho muito legal essas amizades de infância, que sempre acabam se transformando em amor... Mas sempre rola essa dificuldade em saber diferenciar amizade de amor, e até que ponto compensa se declarar né?
    Fiquei curiosa com o desfecho...
    Obrigda pela dica!
    Um beijo

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir