19 julho 2016

Luz, Câmera e Ação [21]



Paddington (voz de Ben Whishaw) foi criado na floresta do Peru pelos tios Pastuzo (voz de Michael Gambon) e Luzy (voz de Imelda Staunton), mas um terremoto acaba separando o trio. Diante disto, o pequeno urso é enviado pela tia para Londres, local onde mora um explorador que visitou o Peru décadas atrás. Paddington faz a viagem clandestinamente e, ao chegar, acaba indo para uma estação de trem. Lá ele conhece a família Brown, que decide ajudá-lo a encontrar o tal explorador. Só que a vida na civilização e entre humanos não é tão simples assim.

Título: As Aventuras de Paddington
Lançamento: 04 de dezembro de 2014 (1h 35min)
Dirigido por: Paul King
Com: Danilo Gentili, Hugh Bonneville, Sally Hawkins...
Gênero: Comédia, Família, Animação
Nota:




Em uma floresta peruana vive um pequeno urso com seus tios, Pastuzo e Lucy, batizados por um explorador humano com quem tiveram contato. Após um terremoto atingir a floresta, o pequeno urso é mandado para Londres em busca do explorador, em um barco que viaja clandestinamente. Chegando em Londres, ele fica perdido e sozinho, até que é resgatado pela família Brown que o batiza de Paddington. A Sra. Brown (Sally Hawkins) o acolhe sob os protestos do marido, Henry (Hugh Bonneville), mas com o apoio de seus dois filhos que logo de cara adoraram o Paddington.




Resenha - A melhor coisa que nunca aconteceu na minha vida




Todo mundo faz planos para o futuro. Mas será que a vida sempre leva aos caminhos desejados? Viajar pelo mundo, ter o emprego dos sonhos, um grande amor do passado. Cada um imagina que sua vida acontecerá de uma maneira diferente. Perto de completar trinta anos, Holly e Alex, que não se veem há onze anos, voltam a se encontrar por acaso. Como o reencontro vai afetar a vida desses velhos amigos de infância? Na adolescência a amizade escondia uma grande paixão não revelada. E que, mesmo com o passar dos anos, continuou na memória como lembrança ou arrependimento do que poderia ter sido. O que aconteceria se o destino reservasse a possibilidade de viver uma segunda chance, tanto na vida quanto no amor? A melhor coisa que nunca aconteceu na minha vida tem esse gostinho de primeiro amor. Com um enredo leve, romântico e engraçado, este casal de protagonistas te conquistará logo nas primeiras páginas.



Livro: A melhor coisa que nunca aconteceu na minha vida
356 páginas || Skoob || Editora Leya || OndeComprar





Resenha - Presos que Menstruam




Carandiru feminino. A brutal vida das mulheres tratadas como homens nas prisões brasileiras Grande reportagem sobre o cotidiano das prisões femininas no Brasil, um tabu neste país, Nana Queiroz alcança o que é esperado do futuro do jornalismo: ao ouvir e dar voz às presas (e às famílias delas), desde os episódios que as levaram à cadeia até o cotidiano no cárcere, a autora costura e ilumina o mais completo e ambicioso panorama da vida de uma presidiária brasileira. Um livro obrigatório à compreensão de que não se pode falar da miséria do sistema carcerário brasileiro sem incorporar e discutir sua porção invisível. Presos que menstruam, trabalho que inaugura mais um campo de investigação não idealizado sobre a feminilidade, é reportagem que cumpre o que promete desde a pancada do título: os nós da sociedade brasileira não deixarão de existir por simples ocultação – senão apenas com enfrentamento.

Livro: Presos que Menstruam
294 páginas || Skoob || Editora: Grupo Editorial Record || Onde comprar





Resenha - Insana




Uma jovem jornalista com uma carreira promissora em Nova York se vê aprisionada em sua própria insanidade com uma doença que nenhum médico consegue diagnosticar. A rotina no jornal onde ela trabalha é substituída por inexplicáveis alucinações, surtos e ataques de paranoia - os mesmos sinais atribuídos a casos de possessão. Poderia se tratar de um episódio de House, mas é a história de Susannah Cahalan, que escreve o período de terror em que se transforma em desconhecida para si mesma e seus familiares. Sem poder contar com a memória para escrever sua reportagem mais difícil, Susannah recorre aos próprios rascunhos do período em que esteve doente, além de relatos de médicos, familiares, namorado e documentos para construir um drama psicológico sobre os caminhos misteriosos e assustadores do nosso próprio cérebro.

Livro: Insana
300 páginas || Skoob || Cortesia: Editora Belas Letras || Onde comprar