28 maio 2016

Resenha - Herdeiro de Sevenwaters





O domínio de Sevenwaters é um lugar remoto, estranho, guardado e preservado por homens silenciosos e criaturas encantadas, além dos sábios druidas, que deslizam pelos bosques vestidos em seus longos mantos...
Os chefes do clã de Sevenwaters têm sido, geração após geração, os guardiões de um dos últimos refúgios dos Tuatha De Danann, os Seres da Floresta. É nesse cenário, rodeado pela floresta de Sevenwaters, que humanos e criaturas do Outro Mundo convivem ao mesmo tempo em harmonia e desconfiança. Quando Lady Aisling dá à luz um novo herdeiro de Sevenwaters, cabe à sua filha Clodagh a responsabilidade pela casa e pelo irmão. Porém, ele é raptado, e em seu lugar é deixado um ser que pouco lembra um bebê humano. Para recuperá-lo, Clodagh tem que se aventurar no Outro Mundo, acompanhada por um misterioso guerreiro, e enfrentar o poderoso príncipe que agora reina. E a recompensa pode ser maior do que ela imagina...





Livro: Herdeiro de Sevenwaters #4
496 páginas || Skoob || Cortesia: Editora Butterfly || OndeComprar



Resenhas Anteriores


Filha da Floresta Vl.1

Resenha - Mar de Areia



Além do cruel assassinato, isso era tudo o que Natália Brunaldi se lembrava quando acordou com calafrio e guardou a medalhinha do seu anjo da guarda dentro da blusa. Desta vez, algo nefasto a arrastava para o desconhecido.Ela, pouco a pouco, já percebia a verossimilhança dos seus sonhos com Lehahiah, quando a revelação de que fora adotada vira o seu mundo de cabeça para baixo e a coloca numa fantástica aventura em busca da verdade, sem saber os perigos a sua espreita. Juntamente com a descoberta de pequenas pistas sobre a morte de seus supostos pais argentinos, pessoas próximas a ela começaram a ser assassinadas, e atraída pela empresa na qual trabalha, inicia uma viagem de negócios a Buenos Aires onde fatos a conduzem para uma alucinante jornada. Quando já não sabe mais o que fazer, Natália Brunaldi, influenciada por seu anjo da guarda, encontra no amor desconhecido, o tênue equilíbrio onde o medo e a esperança se digladiam.


Livro: Mar de Areia
207 páginas || Skoob || Cortesia: Editora Pandorga || Onde Comprar





Resenha - O Amor nos Tempos do Ouro




"Sabes que nunca me apaixonei, maman, mas se porventura o tivesse feito, seria por alguém como ele?"
Cécile Lavigne perdeu todos os que amava e agora está sozinha no mundo. Ela, uma franco-portuguesa que ainda não completou vinte anos, está sendo trazida ao Brasil pelo único parente que lhe restou, o ambicioso tio Euzébio, para casar-se com o mais poderoso dono de terras de Minas Gerais, homem por quem Cécile sente profundo desprezo. Após desembarcar no Rio de Janeiro, Cécile ainda precisará fazer mais uma difícil viagem. O trajeto até Minas Gerais lhe reserva provações e surpresas que ela jamais imaginaria. O explorador Fernão, contratado por seu futuro marido para guiá-la na jornada, despertará nela sentimentos contraditórios de repulsa e de desejo. Antes de enfim consolidar o temido casamento, Cécile descobrirá todos os encantos e perigos que existem nessa nova terra, assim como os que habitam o coração de todos nós. Com o passar dos dias, crescerá dentro dela a coragem para confrontar todas as imposições da sociedade e também o seu próprio destino.

Título: O Amor nos Tempos do Ouro
328 páginas || Skoob || Editora: Globo Alt || Onde Comprar