17 dezembro 2016

TOP 10 - Melhores do Ano de 2016 / Amanda Marques


Oi pessoal!

2016 foi um ano de excelentes leituras. Dentre tantas, sempre existem aquelas que foram excepcionais e sempre terão um lugar especial na estante e no coração né? Então, neste TOP10 vou lhes mostrar as leituras que marcaram minha vida e que me trouxeram muitos ensinamentos em tantas histórias incriveis.







Eu, Christiane F. 13 anos, drogada e prostituída - Kai Hervann e Horst Rieck

"Quando, no início de 1978, encontramos Christiane F. — então com 15 anos —, ela depunha como testemunha num tribunal de Berlim. Pedimos-lhe uma entrevista que faria parte de uma pesquisa sobre os problemas da juventude. Tínhamos previsto duas horas para a entrevista, e elas se transformaram em dois meses. De entrevistadores, passamos a ouvintes apaixonados e profundamente emocionados. Este livro nasceu da gravação desse depoimento de Christiane F. É nossa opinião que esta história ensina mais do que o mais bem documentado relatório sobre a situação de uma grande parte da juventude. Christiane F. quis que este livro viesse a público. Como quase todos os viciados em drogas, desejava romper o silêncio opressivo que cerca a questão dos tóxicos entre os adolescentes. Todos os sobreviventes da “turma”, bem como seus pais, apoiaram nosso projeto e concordaram, para reforçar a autenticidade deste documento, com a publicação de nomes e fotografias. Das famílias, porém, não citamos os sobrenomes. Ao depoimento de Christiane F., juntamos declarações de sua mãe e de outras pessoas que dela se ocuparam, assim completando a análise com uma perspectiva diferente.”.

Esse livro, na verdade foi uma releitura. Desde que surgira minha paixão com a leitura, tenho uma forte ligação com esta historia. A leitura é muito emocionante e dolorosa, não nos trazendo somente a polêmica da droga e prostituição, mas narrando fielmente a vida de uma pessoa drogada com todas as suas consequências e efeitos para si e daqueles que a cercam.

Descrevo basicamente esta obra como uma forte lição de vida e a carrego comigo desde primeira leitura que fiz e cada vez que releio me emociono como se fosse a primeira vez!








Irmã - Rosamund Lupton
"Quando Beatrice recebe uma ligação informando que sua irmã mais nova, Tess está desaparecida, embarca no primeiro voo para Londres. Porém, ao descobrir as circunstâncias do sumiço, percebe que não conhece detalhes da vida de sua irmã e não está preparada para os fatos terríveis que precisa enfrentar. Enquanto a polícia, o próprio noivo e a mãe aceitam a perda de Tess, Beatrice se recusa a desistir e parte numa perigosa jornada para descobrir a verdade, sem se preocupar com as consequências."
Este foi um presente muito especial que ganhei. Irmã é uma forte e comovente história de suicídio (aparentemente), onde descobrimos segredos capazes de colocar a pessoa mais inocente como a principal culpada pela morte de uma pessoa.

A ligação entre as irmãs Tess e Beatrice é tão forte a ponto de quase terem o mesmo destino. Tess estava desaparecida e Beatrice, à sua procura. Um comovente enredo que mostra a relação de amor e ódio entre duas irmãs e chocantes descobertas que o futuro reservou!











Cartas de Amor aos Mortos - Avada Dellaira
"Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky.
Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era — encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um — é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.".

Cartas de Amor aos Mortos é uma das típicas histórias que comove até o ínfimo da alma. Com a perda de May, sua irmã mais velha, Laurel descobre um jeito de suprir sua falta: escrevendo cartas de amor aos mortos como forma de desabafo de tudo que acontecera e tudo que May ainda significava em sua vida, inclusive seus medos e segredos mais profundos.

Laurel me cativou de uma forma intensa e, em mais uma obra, fui enlaçada com a forte ligação que existe entre irmãs, assim como a próxima obra, Respire!







"Kacey Cleary não chora, não suporta o toque das pessoas e canaliza sua energia para treinos intensos de kickboxing. Tudo isso depois de um ano de reabilitação física e de mergulhar num mundo de drogas e álcool para tentar lidar com a perda dos pais, da melhor amiga e do namorado, num acidente de carro do qual ela foi a única sobrevivente. Protagonista de “Respire”, primeiro livro da série Ten Tiny Breaths, sucesso de K.A. Tucker que chega ao Brasil pelo selo Fábrica 231, Kacey chegou ao fundo do poço, mas resolve lutar para sair de lá por Livie, a irmã caçula. Depois de irem morar com uma tia religiosa fanática e seu marido alcoólatra, as duas fogem para Miami para tentar recomeçar, e Kacey terá que enfrentar seus fantasmas para derrubar o muro que ergueu ao seu redor. Às vezes, respirar torna-se uma missão quase impossível, mas K.A. Tucker mostra que é preciso neste romance sobre perdas, amizade, amor e superação.".

Kacey é completamente apaixonada, e responsável, por sua irmã caçula Livie. Com a morte de seus pais e vivenciando uma realidade muito difícil, com pessoas difíceis e em um ambiente no qual ela se sentia deslocada, resolveu arriscar tudo fugindo para Miami e levando sua caçula consigo.

O enlace que ambas possuem é o único bem restante para reconstruir uma vida toda em um lugar desconhecido. Uma história comovente de perdas e superação que nos mostra o tamanho da força que tem o amor entre irmãs!






O menino no alto da montanha - John Boyne
"Quando Pierrot fica órfão, precisa ir embora de sua casa em Paris para começar uma nova vida com sua tia Beatrix, governanta de um casarão no topo das montanhas alemãs. Mas essa não é uma época qualquer: estamos em 1935, e a Segunda Guerra Mundial se aproxima. E esse não é um casarão qualquer, mas a casa de Adolf Hitler. Logo Pierrot se torna um dos protegidos do Führer e se junta à Juventude Hitlerista. O novo mundo que se abre ao garoto é cada vez mais perigoso, repleto de medo, segredos e traição. E pode ser que Pierrot nunca consiga escapar.".

Esta obra não está completamente conclusa mas, O menino no alto da montanha fez por merecer estar entre os 10 melhores livros lidos em 2016. Tem uma narrativa forte e é contada sob a perspectiva de um indivíduo tão inocente que a guerra era seu único meio para viver e construir sua vida! Mesmo sem ter finalizado o livro, já estou completamente apaixonada e sensibilizada com Pierrot.








"Jack Peter é um garoto de 10 anos com síndrome de Asperger que quase se afogou no mar três anos antes. Desde então, ele só sai de casa para ir ao médico. Jack está convencido de que há de monstros embaixo de sua cama e à espreita em cada canto. Certo dia, acaba agredindo a mãe sem querer, ao achar que ela era um dos monstros que habitavam seus sonhos. Ela, por sua vez, sente cada vez mais medo do filho e tenta buscar ajuda, mas o marido acha que é só uma fase e que isso tudo vai passar. Não demora muito até que o pai de Jack também comece a ver coisas estranhas. Uma aparição que surge onde quer que ele olhe. Sua esposa passa a ouvir sons que vêm do oceano e parecem forçar a entrada de sua casa. Enquanto as pessoas ao redor de Jack são assombradas pelo que acham que estão vendo, os monstros que Jack desenha em seu caderno começam a se tornar reais e podem estar relacionados a grandes tragédias que ocorreram na região. Padres são chamados, histórias são contadas, janelas batem. E os monstros parecem se aproximar cada vez mais. Na superfície, O Menino que Desenhava Monstros é uma história sobre pais fazendo o melhor para criar um filho com certo grau de autismo, mas é também uma história sobre fantasmas, monstros, mistérios e um passado ainda mais assustador."

O menino que desenhava monstros, nos traz a triste história de Jack com seus desenhos monstruosos e acontecimentos inexplicáveis. Há, aqui, um mix entre realidade e ficção que infelizmente percebemos que o garotinho não consegue discernir, o que faz com que ele desencadeie inúmeras séries de transtornos. Keith Donohue conseguiu surpreender com sua obra. Em 256 páginas entrelaçou o ápice do suspense e a agonia do drama, perfeitamente e possibilitou um desfecho surpreendente e arrepiador, que só os fortes conseguirão desvendar.







"A Menina Submersa: Memórias é um verdadeiro conto de fadas, uma história de fantasmas habitada por sereias e licantropos. Mas antes de tudo uma grande história de amor construída como um quebra-cabeça pós-moderno, uma viagem através do labirinto de uma crescente doença mental. Um romance repleto de camadas, mitos e mistério, beleza e horror, em um fluxo de arquétipos que desafiam a primazia do “real” sobre o “verdadeiro” e resultam em uma das mais poderosas fantasias dark dos últimos anos. Considerado uma “obra-prima do terror” da nova geração, o romance é repleto de elementos de realismo mágico e foi indicado a mais de cinco prêmios de literatura fantástica, e vencedor do importante Bram Stoker Awards 2013. "

Em A Menina Submersa conhecemos Imp, uma garota que está constantemente submersa em pensamentos alucinantes, reflexivos e filosóficos sobre os temores humanos, não seguindo uma ordem linear de pensamentos. Temos, aqui, uma leitura extremamente psicológica que passa pela mente de uma esquizofrênica compulsiva. Imp dialoga consigo mesma, o que causa um estranhamento imenso no começo do livro, nos mostrando que não devemos confiar totalmente naquilo que estamos lendo.

É um livro muito complexo que talvez não agrade a todos. Mas é justamente esta complexidade que traz o ponto chave do livro e o faz ser tão único.






"Quando nasce a maldade? Nascemos todos inocentes e somos corrompidos pelo mundo à nossa volta? Ou será a maldade uma espécie de semente que carregamos dentro de nós, capaz de brotar mesmo na mais adorável das crianças? Há 62 anos, um livro de suspense psicológico faria com que milhões de leitoresdiscutissem apaixonadamente essa questão. Que livro era esse? Menina Má, mais um clássico que a DarkSide Books desenterra para os fãs do que há de melhor, e mais sombrio, na literatura mundial. Publicado originalmente em 1954, Menina Má se transformou quase imediatamente em um estrondoso sucesso. Polêmico, violento, assustador eram alguns adjetivoscomuns para descrever o último e mais conhecido romance de William March. Os críticos britânicos consideraram o livro “apavorantemente bom”. Ernest Hemingway se declarou um fã. Em menos de um ano, Menina Má ganharia uma montagem nos palcosda Broadway e, em 1956, uma adaptação ao cinema indicada a quatro prêmios Oscar, incluindo o de melhor atriz para a menina Patty McComarck, que interpretou Rhoda Penmark. Rhoda, a pequena malvada do título, é uma linda garotinha de 8 anos de idade. Mas quem vê a carinha de anjo, não suspeita do que ela é capaz. Seria ela a responsável pela morte de um coleguinha da escola? A indiferença da menina faz com que sua mãe, Christine, comece a investigar sobre crimes e psicopatas. Aos poucos, Christine consegue desvendar segredos terríveis sobre sua filha, e sobre o seu próprio passado também. Menina Má é um romance que influenciou não só a literatura como o cinema e a cultura pop. A crueldade escondida na inocência da pequena Rhoda Penmark serviria de inspiração para personagens clássicos do terror, como Damien, Chucky, Annabelle, Samara, de O Chamado, e o serial killer Dexter. O romance de William March, que chega as livrarias em 2016, é ainda uma excelente dica de leitura para os fãs da coleção Crime Scene, da DarkSide Books, que investiga casos reais de psicopatas. A ficção nunca antes foi tão assustadoramente real como em Menina Má."

A adorável e levada Rhoda nos mostra, em Menina Má, o que uma pessoa psicopata é capaz de fazer.
Com a doçura e inocência de uma criança ela manipula as pessoas e possui alguns comportamentos que até a própria mãe duvida estar vindo da filha!

É uma história chocante do começo ao fim da trama e uma leitura completamente profunda que trata de diversos assuntos que geram polêmica, afinal, a o indivíduo nasce mal ou a maldade lhe é aderida?






"Quando os restos mortais de uma criança são descobertos durante uma tempestade de inverno numa extensão da sombria costa da Inglaterra conhecida como “Loney”, Smith é obrigado a confrontar acontecimentos terríveis e misteriosos ocorridos quarenta anos antes, quando ainda era criança e visitou o lugar.
À época, a mãe de Smith arrastou a família para aquela região numa peregrinação de Páscoa com o padre Bernard, cujo antecessor, Wilfred, morrera pouco tempo antes. Cabia ao jovem sacerdote liderar a comunidade até um antigo santuário, onde a obstinada Sra. Smith crê que irá encontrar a cura para o filho mais velho, um garoto mudo e com problemas de aprendizagem.
O grupo se instala na Moorings, uma casa fria e antiga, repleta de segredos. O clima é hostil, os moradores do lugar, ameaçadores, e uma aura de mistério cerca os desconhecidos ocupantes de Coldbarrow, uma faixa de terra pouco acessível, diariamente alagada na alta da maré. A vida dos irmãos acaba se entrelaçando à dos excêntricos vizinhos com intensidade e complexidade tão imperativas quanto a fé que os levou ao “Loney”, e o que acontece a partir daí se torna um fardo que Smith carrega pelo resto da vida, a verdade que ele vai sustentar a qualquer preço.

Loney foi um dos meus primeiros livros que li para resenhar no blog.

No começo era tudo novo então logo de cara aceitei a indicação deste e realizei a leitura em e-book. A história foi tão apaixonante que não me aguentei de curiosidade para ver como a edição tinha chegado às lojas. Foi mais uma surpresa: também em capa dura e sobreposição, Loney me encantou novamente!

Uma história envolvente com o mais puro suspense que um vilarejo no meio do nada pode trazer para o leitor, que se intensifica ainda mais com a descoberta de restos mortais de uma criança!

Nota 10 para o enredo e nota 1000 para o capricho que a Intrínseca teve com a obra!






"Jacob Portman cresceu ouvindo as histórias fantásticas que o avô, Abe, contava. Na época da Segunda Guerra Mundial, Abe havia morado numa ilha remota, num casarão que funcionava como abrigo para crianças. Lá, ele convivera com uma menina que levitava, uma garota que produzia fogo com as mãos, um menino invisível… Entretanto, todas essas histórias foram perdendo o encanto à medida que Jacob crescia. Até que, aos dezesseis anos, tudo volta à tona para se provar real. Abalado com a morte misteriosa do avô, Jacob decide ir à tal ilha para tentar entender as últimas palavras de Abe: “Encontre a ave. Na fenda. Do outro lado do túmulo do velho.” Ele encontra o casarão em ruínas, mas, ao passar por um túnel subterrâneo, Jacob se vê em outra época, décadas atrás: em 3 setembro de 1940. Naquele lugar protegido no tempo, ele conhece crianças com habilidades peculiares e encontra as respostas para todas as suas perguntas. Mas o fascínio inicial logo se transforma em uma luta pela sobrevivência e para salvar a vida de seus novos amigos. Viagens no tempo, mulheres que se transformam em aves, crianças com dons inusitados e monstros à espreita. Bem-vindo ao “lar da srta. Peregrine para crianças peculiares”, um fascinante mundo novo pronto para ser descoberto.".

Não tenho nem palavras para expressar o tanto que esta série marcou minha vida. Quando comprei o primeiro livro, ainda lançado pela Leya e com o título de "O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares", não fazia ideia do que estava por vir. Este foi um típico livro comprado pela capa e com a pretensão de que um Terror me esperava.

Estava enganada. O livro relata um suspense e a emocionante história de Jacob e seus amigos peculiares. Repleto de aventurar e reviravoltas e agora, com um design incrível e edição de luxo, lançado pela Intrínseca, faz qualquer leitor morrer de amores pelo capricho que antecede a história!


Bom, esta foram as minhas melhores leituras, cujo trabalho árduo em escolher somente 10, deu um trabalhão, mas que foram escolhidas com muito carinho e eu faço uma indicação especial de cada uma delas caso tenha a oportunidade e curiosidade em lê-las!

19 comentários:

  1. Olá
    Tenho muita vontade de ler Eu, Cristiane F. Quero o livro pra poder ler o mais rápido possível. Fez boas leituras esse ano pelo visto. É tão bom né?
    Beijos

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  2. Oi Amanda
    Adorei o Top 10, estava procurando alguns comentários sobre o livro A Menina Submersa, e encontrei sem querer aqui ♥

    Gostei de saber que você gostou do livro Carta de Amor aos Mortos e Irmã. Pretendo ler O Lar da Srta. Peregrina, ano que vem :) estou curiosa para saber o que tanto os leitores amam nessa historia.

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  3. Olá!! :)

    Eu adorei conhecer as tuas escolhas para melhores do ano!! :) ahah Gosto bastante da maior parte dos géneros dos livros mas ainda não li nenhum! :)

    Tenho especial curiosidade em fazer a leitura de Mienina Ma, Loney, e o Lar da Srta Peregrine para Crianças Peculiares!! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Esse já é o segundo post sobre melhores leituras do ano que eu vi hoje kk. De sua lista eu quero muito ler Respeite e Cartas de Amor aos Mortos, pois são livros que tem sinopse bastante interessante é Cartas de Amor, está a tanto tempo nos meus desejados que eu preciso ler o quanto antes. De livros lidos esse ano compatíveis com o seu, teve apenas o Livro do John Boyne e eu achei super foda, melhor que o do Pijama Listrado. Até mais ver
    Bjk

    ResponderExcluir
  5. Olá!

    "O menino no alto da montanha" de John Boyne é um dos livros que quero ler em breve. Gostei muitos das lista! A maioria não li desse TOP 10.

    Dicas anotadas.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi Amanda,

    Desse eu apenas li Menina Submersa e realmente foi uma leitura incrível, mas li no ano passado, haha. Os outros livros tenho interesse, mas ficarão para ler no ano que vem, já que me dei férias agora no final de ano. Haha. Adorei seu TOP 10, são livros que eu tenho bastante vontade de ler. :D

    bjs

    ResponderExcluir
  7. Oie,

    Do seu top 10 eu não li nenhum, mas quero muitoo ler Cartas de Amor aos Mortos, Loney e Respire, esses livros tem uma sinopse muito interessante e as capas me chamaram a atenção.

    Beijos
    Bru, Cantinho da Bruna

    ResponderExcluir
  8. Olá Amanda,
    Que lista mais incrível. Os únicos que li foram Carta de Amor aos Mortos e Menina Má. Infelizmente, as leituras não foram tão incríveis assim.
    Tenho muita curiosidade de ler O Lar da Srta. Peregrine, Loney, O Menino no Alto da Montanha, Respire e Irmã e fiquei fascinada por ver eles aqui na sua listinha.
    Não pensei nos melhores do ano, pois torço para concluir alguns ainda essa semana haha
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  9. Olá, adorei os seus melhores do ano...mesmo que eu tenha lido somente 2 deles.

    'Eu, Chistiane F' eu li faz muito tempo...eu tava no 1º colegial (só 13 anos, kkk). O outro que li foi a sensação que foi adaptado esse ano, 'O Orfanato da Srta. Peregrine' e confesso que eu esperava mais.

    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Li Eu, Christiane F. 13 anos na época dá adolescência, e por conta a da idade parecida, o livro me marcou muito.
    Cartas de Amor aos Mortos também é ótimo. Os outros eu ainda não li.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Olá Amanda, tudo bem?
    Adorei poder conferir a sua lista das melhores leituras do ano, mas infelizmente ainda não conheci nenhuma das obras. Menina Má foi uma das minhas últimas aquisições e estou doida para devorar a história, a edição está muito perfeita e me apaixonei por ela. Também fiquei curiosa ao ler sua resenha sobre O menino que desenhava monstros, já que o menino não sabe discernir o que é fantasia e realidade. Espero ler esses dois em breve.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  12. Oii Amanda, tudo bom?? Adoreei sua listinha!!! Já estou pensando nas minhas escolhas. Desses eu já li Menina Má (que não gostei muito) e Cartas de Amor aos Mortos (que amei). Eu já assisti ao filme da Chistiane F. e foi bem impactante na época. Quero MUITO ler Loney e A Menina Submersa <3
    Beijoos

    ResponderExcluir
  13. Oi, realmente eu adoro ver os tops das pessoas e ver como elas conseguem separar apenas algumas obras... Eu mesma não conseguiria k Tem algumas aqui que já li e realmente concordo serem incríveis, outros como da DarkSide eu comprei e ainda não tive tempo de ler. Mas é sempre bom ter uma opinião e sentir aquela ansiedade e vontade de iniciar suas leituras, espero conseguir em breve e que eles sejam tão bons para mim assim como foram para você!
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  14. Realmente é dificil fazer um post sobre os melhores do ano, sendo que são tantas as leituras. Dessa sua lista concordei com O Menino Que Desenhava Monstros e Menina Má, os dois tem um enredo forte, e a diagramação foi muito bem feita, para variar a Dark Side fez um otimo trabalho.
    O restante não cheguei a ler, mais anoteis uns dois ou três para ler em 2017, aproveito para ir fazendo minha meta.

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem com você? Gostei bastante do seu top 10, não li nenhum da lista, mas quero ler boa parte. Principalmente O menino que desenha monstros, pois li e ouvi só coisas boas e quero conferir esse desfecho surpreendente aí. Loney também é um dos livros que está na minha lista, mas desisti de comprar ele ainda esse ano devido a algumas críticas a cerca dele, mas fiquei feliz de conferir a sua impressão e saber que foi uma boa experiência. Ótimo post, beijos.

    ResponderExcluir
  16. Oi. Tudo bem?
    Achei o seu top 10 muito bom. Tem alguns livros que ainda não li, como o livro do John Boyne, eu só li O Menino do Pijama listrado do autor, mas tenho vontade de ler outros, inclusive esse que você citou. Outro que quero muito ler é O Menino que desenhava Monstros. Eu gosto muito dos livro da DarkSide Books, mas ainda não tive a oportunidade de ler esse. Além disso, fiquei muito feliz de ver alguns livros nessa lista, pois também foram os meus favoritos. Por exemplo, o livro que mais gostei de ler este ano foi Menina Má, me encantei por esse livro. Outro que amei ler foi A Menina Submersa, livro difícil, mas encantador, fascinante. Agora, um livro que li e não gostei muito foi O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Tenho interesse de ler os outros livros da série, mas não foi uma história que me encantou, mas gostei. Enfim, sua lista é muito boa. Pretendo em breve ler aqueles livros que ainda não tive a oportunidade de ler.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  17. Nossa, eu não li nenhum dos livros do seu top 10, mas de todos, o único que não tenho interesse de ler é O menino no alto da montanha, quanto aos outros, todos estão na minha lista, principalmente os da DarkSide, sou muito fã da editora, então a maioria dos livros eu quero ler. Eu estou doida pra começar a ler Crianças Peculiares (preguiça de escrever o nome todo), já tenho o primeiro e o segundo livro e esse ano não tive tempo de ler por causa das parcerias e do trabalho, mas ano que vem pretendo ler. Adorei sua lista, ótimas leituras.
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  18. Não to crendo que de todos eu só li um, Cartas de Amor aos Mortos. De todos os citados, o único que não quero ler é O Menino no alto da Montanha. O restante está em minha lista, só esperando uma oportunidade comprá-los.
    Adorei a sua lista. Realmente foram ótimas leituras.
    Beijos, Mila

    http://a-viagem-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Oi Amanda, tudo bem?
    Menina eu adorei sua lista, os melhores livros para você estão espetaculares. Apesar de eu não ter lido nenhum deles, sei que são ótimos, só vejo comentários positivos. Percebi que a Darkside tem um espaço grande aí, os livros são maravilhosos. Desejo ótimas leituras para você no ano que vem!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir