01 dezembro 2016

Resenha - Quase um romance


Desde a perda dos pais e o fim de um relacionamento complicado, Rebecca tem levado uma vida solitária. No entanto, quando esbarra em Pizza – uma cachorrinha abandonada que parece precisar tanto de afeto quanto ela –, a jovem pressente que sua vida está prestes a mudar. Paul Stone é campeão de Moto GP, e pai de Lorena, uma menina encantadora que ele cria sozinho. Administrar a carreira e a família não é um trabalho fácil, ainda mais quando as mulheres em seu redor parecem interessadas apenas no piloto famoso, e não no homem real. Quando os dois se esbarram – com uma ajudinha de Pizza e Lorena –, Paul tem certeza de que encontrou o que vinha procurando há muito tempo. Já Rebecca não está assim tão disposta a abrir espaço em sua vida para uma nova relação, mas como resistir à amizade, aos sorrisos e aos olhares de Paul?






Livro: Quase um romance
232 páginas | Skoob | Editora: Suma de letras | Onde comprar











Rebeca é advogada e tem um chefe machista que sempre a trata mal por ser mulher. Por essa razão, ele sempre passou a ela os trabalhos mais simples enquanto as melhores oportunidades eram oferecidas ao outro advogado, Ricardo, que vivia saindo por aí para beber e fazia as coisas relacionadas ao trabalho de maneira desleixada. Porém, nem por ser diminuída pelo chefe que deixava de se esforçar para fazer o seu melhor, chegando até a levar trabalho para casa. Numa sexta-feira ao sair do trabalho, ela encontra uma cadelinha numa caixa de pizza e fica comovida com a sua situação e decide levá-la para a casa. Como já está tarde, é obrigada a cuidar da cachorrinha durante todo o fim de semana até segunda-feira para poder chamar o controle de animais.

Mas Rebeca é convencida a adotar a cachorrinha e isso é algo bom, afinal de contas, ela estava muito sozinha e merecia ser feliz e ter alguma companhia em casa. E é claro que ela não poderia pensar em um nome melhor para ela, o nome que simboliza o primeiro encontro das duas: Pizza! Só que Rebeca mal poderia imaginar que essa simples cachorrinha, quatro anos depois, iria mudar completamente a sua vida de forma positiva.

Um dia, ao entrar em uma loja para comprar uma jaqueta para seu irmão Kevin, que viaja muito e irá visitá-la em breve, Rebeca acaba perdendo a bela jaqueta para um homem desconhecido que, por azar, acabou pegando-a primeiro. Eles acabam tendo um leve desentendimento e ela desiste de consegui-la. Alguns dias depois, quando vai buscar seu irmão junto com a Pizza, uma menininha que estava por ali na estação acaba ficando bastante interessada na cadelinha e o pai dela aparece para ver o que a filha está aprontando. Só que ele é justamente o cara da jaqueta que Rebeca encontrou no outro dia! Eles se reconhecem e o cara diz que se chama Paul Stone e a sua filha, Lorena.

Os dois ficam atraídos um pelo outro, mas Rebeca acha melhor não se envolver, já que seu último relacionamento não deu muito certo. Além disso, apareceu uma excelente oportunidade no trabalho, seu chefe foi mandado para Barcelona e agora ela será responsável pela contratação de novos advogados e terá uma sala maior, o que significa que ela estará ainda mais ocupada. No entanto, não consegue parar de pensar em como Paul é tão bonito, carinhoso e atencioso com a sua filha. Paul, por outro lado, quer investir em Rebeca, já que desejava encontrar alguém que gostasse dele por ser quem ele é, não somente pelo trabalho que faz como piloto campeão de Moto GP.

“Paul cravou seu olhar inquietante nela. O que mais queria era conhecê-la a fundo e saber por que fugia dele. Algo nela indicava que deveria ir devagar, mais devagar que estava acostumado. Rebeca era diferente das mulheres vazias e interesseiras que haviam cruzado a vida dele até então.”

Mas é claro que a vida acabaria criando mais coincidências para unir os dois novamente. E à medida que Paul e Rebeca vão ficando amigos, vai se tornando cada vez mais inevitável a atração que sentem um pelo outro.

Devo afirmar que o título Quase um romance é bastante propício para esse livro, eu realmente não conseguiria pensar em outro mais adequado. Vemos sim, cenas de romance, mas não é esse gênero que predomina a história inteira. O drama e o suspense são mais trabalhados, visualizamos os relacionamentos de Rebeca com seus membros da família e o fato de ela estar sendo ameaçada por alguém do trabalho, o que a leva se preocupar constantemente com seus irmãos, com Paul e também com sua filha Lorena. E o pior é que Rebeca não sabe o que fazer, já que não pode contar a verdade a ninguém, com medo de colocar as pessoas que mais ama em perigo.

O relacionamento que surge entre Rebeca e Paul é incrível e eles têm uma boa química. Paul é um cara que apesar de ser pai, gosta do trabalho que faz como piloto, apesar de tantos perigos envolvidos. Já Rebeca é uma advogada bastante paciente, mesmo tendo um chefe que a tratava mal, não deixou de fazer tudo certo e fazer mais do que deveria, e foi recompensada no futuro por isso. O único defeito que notei foi que ambos são teimosos demais, está bem claro que gostam um do outro, mas insistem em manter as aparências e fingir que está tudo bem continuar a vida sem a outra pessoa. Achei esses conflitos e distanciamento desnecessários e um pouco infantis para a idade que eles possuem, mas entendi que isso foi necessário para a história acontecer.

"- Eu te amo Rebeca - disse Paul.- Não vou parar de repetir até que acredite nisso."

Eu amei os personagens secundários e a forma que eles têm tanto impacto na vida de Rebeca. Apesar de seus irmãos Donna e Kevin morarem longe, eles sempre arrumam alguma forma de se encontrarem e para mim foi bastante divertido ver essa união, os diálogos entre eles são bem divertidos. Outra personagem secundária que se destaca é a Lorena, filha de Paul. Ela é uma menina muito fofa, nunca dá trabalho demais e é apaixonada pela cachorrinha Pizza, está na idade em que vive perguntando tudo para as pessoas e gostei de ver como ela se apega a Rebeca tão rápido e facilmente.

A escrita da autora é bastante simples, mas fluída e envolvente. O fato do livro conter poucas páginas é outro fator que facilita que a leitura ocorra de forma incrivelmente rápida, é possível ler tudo em um ou dois dias. A história não contém grandes reviravoltas ou muita ação, é um desses livros para se ler em uma tarde para se distrair. O único ponto negativo é que o livro contém poucas páginas, o que fez com que alguns acontecimentos importantes se desenrolassem e fossem resolvidos rápidos. Porém, se tratando de um clichê, acredito que essa característica seja normal.

A diagramação está incrível, adorei a capa da Rebeca com a cachorrinha, ficou super fofa! Não tenho pontos negativos a ressaltar sobre a edição da obra, não há erros de revisão, tudo foi feito com bastante carinho, de forma que a realização da leitura seja bem agradável para qualquer leitor. Recomendo esse livro para aqueles que queiram conhecer uma história despretensiosa e bem leve!

25 comentários:

  1. Olá Amanda
    Eu tenho uma relação de amor e ódio com essa autora, preciso confessar. Mas quanto a esse livro, eu não o conhecia, mas fiquei curiosa sim. Fiquei intrigada quanto ao desenvolvimento, seja dos personages ou pela própria ambientação. Acho que essa autora sabe mesmo como surpreender. O relacionamento também me deixa com algumas dúvidas no ar.. espero poder ler também em breve;
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Amanda. Eu amo a escrita da Megan e sempre me apaixono por seus personagens. Teimosia é algo que ela sempre acrescenta em seus livro, então já estou acostumada. Estou louca para conhecer esta obra!
    Beijo, Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho uma relação de amor e ódio com livros curtos: Amo a praticidade de ler em uma noite mas odeio o fato o fato das histórias serem corridas demais hahaha eu gostaria de lê-lo um dia, adoro essas leituras curtas, boas pra ler no meio de caminho, na hora do almoço, vejo como pontes para livros maiores. Ah, estou encantada com a Pizza, dogs são de amolecer o coração <3

    ResponderExcluir
  4. Oi Amanda, como está? (Posso te chamar de Mandy? XD)
    A sinopse remete seriamente a um romance Young Adult, mas pela tua resenha, percebo que o furo é bem mais profundo e embaixo. Meu Deus, quantos fatos! É espantoso, falando a mais absoluta verdade. Com certeza uma resenha que me deixou curiosa pela leitura em questão.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Tentei ler um livro da Megan Maxwell e não funcionou para mim, mas acho que era porque o livor tinha uma pegada muito forte na sensualidade e isso me incomodou. Gostei deste enredo aqui e essa capa está pra lá de cativante. Gostei de saber que por ser um livro curto, a fluência de leitura é rápida. Acho que darei mais uma chance para a autora
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oie, tudo bom?
    Nunca li nada da autora, mas gostaria de começar a ler algo dela por este livro ele é 'mais' live se é que me entende.
    Adorei a sua resenha, e o livro tem tudo para que eu goste dele. Espero poder ler em breve.

    Bjux ;)
    entrelinhasalways.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi, Amanda!

    Que resenha linda, amei! Pela resenha já vi que parece ser um romance bem profundo, e eu, a louca dos romances, já anotei a dica, hahaha! Estava atrás de um livro nesse gênero mas que fosse curto, porque ultimamente tenho lido uns enormes e fiquei um pouco cansada. Mas encontrei! Realmente a capa tá uma graça, só me convidou ainda mais para a leitura. Obrigada pela dica!

    Sucesso com o blog sempre!
    Beijos, Belle.
    floraliteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Olá amore,
    Que capa maravilhosaaaa... já quero ler.
    Me interessei muito pelo fato de trazer um tema muito interessante – que é o machismo do chefe de Rebeca – e também curti muito a questão de trazer um cachorrinho na história, amooo.
    Dica anotada, ainda mais por você ter mencionado que o livro parece ter sido feito com muito carinho, é legal quando percebemos o carinho do autor e da editora para com seus leitores.
    Beijokas!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá, eu gosto da versatilidade da Megan, ela consegue sair de algo extremamente picante para um livro como esse e depois ir para um histórico e depois vir com algo completamente novo. Isso me encanta até porque a leitura dela é como você falou simples e fluída em qualquer um dos livros. Beijos

    ResponderExcluir
  10. Gosto da escrita da Megan, mas não tive o prazer de ler este ainda. Me parece um romance gostoso, que vai se desenvolvendo aos poucos e conquistando o leitor. Eu já estava mesmo interessada, agora só torço para ter oportunidade de ler.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  11. Oi!

    Eu não daria nada para esse livro se fosse só pela capa, mas me pareceu ser uma história bem instigante e contagiante. Adoro quando se misturam e trabalham bem o romance, drama e demais elementos do enredo. Parabéns pela resenha e dica anotada :)

    bjs!

    ResponderExcluir
  12. Uma capa fofa, poucas páginas, uma história despretensiosa e leve... Será possível que finalmente encontrei um livro da Megan Maxwell sem cenas hot? Você não tocou no assunto e vou pesquisar mais para ter certeza, mas se elas não estiverem presentes com certeza vou querer ler, ainda mais com a presença dessa garotinha, amo histórias com crianças. Tenho muita curiosidade de conhecer a escrita da autora, espero que tenha chegado a hora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ju!
      Quase não há cenas hot no livro, fique tranquila quanto a isso. Também não gosto quando encontro isso nos livros, mas é tão pouco que nem me incomodou.

      Excluir
  13. Olá,

    Já li algumas obras da autora e tive experiências muito positivas, por isso fiquei bem interessada neste livro. Gostei muito da premissa e de como o destino conspira para a protagonista acabar encontrando o homem da jaqueta, sem contar que adoro animais no enredo, então imagino que a cadelinha seja muito fofa. Este é um livro que vai entrar na minha lista e que pretendo ler ao curar uma ressaca literária. Obrigada pela dica.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  14. Realmente este titulo fala muito do enredo, gostei do romance não ser o foco e de um livro trazer mais cenas de suspense e personagens surpreendentes. Percebi o quanto foi tomado um cuidado com a vida dos personagens e como o destino interfere em cada decisão, fiquei louco para ler.

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia esse livro e só de ler que tem uma cachorrinha na história ja fiquei animada kkkk No entanto, confesso que a premissa em si não me deixou muito curiosa, sabe? Parece mais do mesmo, mas gostei dos seus comentários positivos sobre a obra e por isso vou marcar a dica para algum dia.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Conhecia a escrita da autora por outro gênero mas tenho que concordar com você que é super fluída. Esse livro não parece ser mesmo bem trabalhado, mas parece ser uma história muito legal e divertida de acompanhar, ainda mais por essa química tão grande entre os protagonistas. Adorei a sua resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Oi , Amanda ! Pela sua resenha parece que você gostou muito desse livro. Eu percebi uma história que engloba de tudo um pouco : amor , família, animais. .. Receita para uma história perfeita. Infelizmente, não sei porque eu não me empolguei com o livro. Dessa vez deixo a dica passar. Beijos

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bom?
    Curti muito a premissa desse livro e fiquei super tentada a lê-lo quando você disse que a escrita é super fluida. Fiquei bem curiosa para conferir o porque esse título é perfeito para obra, ainda que o romance não seja seu foco. Quero muito conhecer essa química entre o casal e claro, ver como a autora abordou essa questão da mulher no mercado de trabalho, temáticas envolvendo família, romance, animais de estimação. Enfim! Sugestão mais que anotada!

    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  19. Cara de chick-lit pela capa, mas pela resenha não parece ser isso. Como você disse, uma história clichê, sem grandes reviravoltas, uma leitura leve e rápida.
    Adoro leituras assim, principalmente para aqueles momentos de ressaca, em que nada flui. rsrs Vou anotar a dica. Eu nunca li nada dessa autora, mas sempre vejo falarem bem.

    Beijinhos!
    Jaqueline Silva - Meus Livros, Meu Mundo.

    ResponderExcluir
  20. Olá Amanda,
    Já ouvi muitos elogios para esse livro e estou extremamente curiosa para conhecer a obra. Achei muito legal saber que os mocinhos tem química, mas achei ruim que os personagens sejam teimosos, esse tipo de pessoa me incomoda.
    Entretanto, apesar desse ponto negativo, achei toda a história interessante e acho que posso relevar esse ponto.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  21. Oi AMANDAAA, Tudo Bem??? Eu acho que esse livro é mó fofo <3 Gostei dos personagens só de ler a tua resenha, acredita? E amei o nome da cadelinha, pizza! kkkkkkk Acho que, tem aquelapegada meio cliché, mas quem disse que todo cliché é ruim né verdade? Acho que é uma história leve, mas que faz a gente querer mais e por isso vou anotar e seguir tua dica sim! Bjosssss

    http://porredelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Oi Amanda!
    Tudo bem?
    Achei esse romance bem estilo clichê, mas achei interessante você dizer que ele não foca apenas no romance, o que explica bem mesmo o título.
    Eu adoro história onde tem animais e por isso acho que vou arriscar a leitura.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  23. Oi Amanda, tudo bem?
    Acredita que eu já tinha visto esse livro por aí mas até então não sabia do que se tratava? Achei bem bacana o enredo e curiosa mesmo. Ultimamente estou querendo ler romances para sair um pouco dos gêneros que tenho lido.
    Bjs

    ResponderExcluir
  24. Oi Amanda, tudo bem?
    Eu não conhecia esse livro e de cara já me interessei por ele, parece ser exatamente o tipo de romance que me agrada e que ficaria vidrada na leitura, gostei da personalidade do casal e do romance envolvido, bem contagiante. Ótima resenha!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir