21 junho 2016

Resenha - Sedução da seda





Talentosa e ambiciosa, a modista Marcelline Noirot é a mais velha das três irmãs proprietárias de um refinado ateliê londrino. E só mesmo seu requinte impecável pode salvar a dama mais malvestida da cidade: lady Clara Fairfax, futura noiva do duque de Clevedon.
Tornar-se a modista de lady Clara significa prestígio instantâneo. Mas, para alcançar esse objetivo, Marcelline primeiro deve convencer o próprio Clevedon, um homem cuja fama de imoralidade é quase tão grande quanto sua fortuna.
O duque se considera um especialista na arte da sedução, mas madame Noirot também tem suas cartas na manga e não hesitará em usá-las. Contudo, o que se inicia como um flerte por interesse pode se tornar uma paixão ardente. E Londres talvez seja pequena demais para conter essas chamas.
Primeiro livro da série As Modistas, Sedução da seda é como um vestido minuciosamente desenhado por Loretta Chase: de cores suaves e românticas em alguns trechos, mas adornado com os detalhes perfeitos para seduzir.

Livro: Sedução da Seda
288 páginas || Skoob || Cortesia: Editora Arqueiro || OndeComprar








Marcelline Noirot está longe de ser uma dama da aristocracia britânica, ela é modista junto de suas duas irmãs mais novas, tem muito orgulho de seu trabalho e da loja que construiu. O problema é que não é tão fácil conquistar as antiquadas damas da alta sociedade, mesmo quando seus vestidos são muito superiores aos de sua concorrente, e é por isso que ela cria um plano para conseguir vestir a futura duquesa de Clevedon. Para conseguir o prestígio de vestir uma duquesa, primeiro ela vai ter conquistar a atenção do famoso duque.

Quando a Sra. Noirot chega em Paris, tem um plano bem traçado em mente: analisar as novidades da moda e convencer o duque de que sua futura esposa deveria se vestir de uma nova maneira, nem que para isso tenha que se valer de alguns truques. O interesse entre os dois é imediato, mas são negócios para ela e uma nova aventura para ele, a última antes de se casar. A sedução começa como um jogo de interesses, mas chega a um ponto onde fica impossível definir até onde os sentimentos não passam de fingimento. Quando voltam para Londres, fica claro que algo está diferente, mas nenhum dos dois quer admitir que seus planos não deram tão certo...


Que eu sou fã de romances de época não é nenhuma novidade, então pensem em como fiquei feliz ao ver a capa incrível desse lançamento da Editora Arqueiro! Não pensei duas vezes antes de decidir que queria ler e não me arrependi nem um pouco.

"Que diferença faria se ele fingisse que nada o surpreendia quando tudo nela era uma surpresa? Ela era a mulher menos previsível que conhecera. E, naquele momento, sentia-se como um daqueles homens que haviam dado de cara com um poste."

O duque de Clevedon está comprometido há anos com a irmã mais nova de seu melhor amigo, uma jovem bonita e bem educada com quem tinha certeza de que encontraria o casamento perfeito. Mesmo assim, isso não o impediu de viajar para Paris, onde durante alguns anos conquista certa fama de libertino, até um ponto que o irmão da moça resolve que o casamento deve finalmente acontecer. Assim, Clevedon tem uma data marcada para voltar a Londres e rever lady Clara Fairfax, com quem só se comunicou por cartas durante um bom tempo.

Desde o início, senti certa diferença entre o duque de Clevedon e a maioria dos personagens de romances de época. Ele tem a fama de libertino, mas também está convencido de que vai se casar e de que ama, ou ao menos gosta muito, de sua noiva. Gostei bastante do personagem e da forma como ele não se importava muito com as convenções da aristocracia. Desde o início vemos que ele tem um mistério em seu passado e achei que a autora soube explorar esse ponto, que justificou algumas de suas atitudes.

Marcelline tem suas intenções bem definidas quando vai à Paris, ela faria praticamente qualquer coisa para conquistar uma cliente como a futura duquesa e conquistar a atenção do duque está longe de ser um desafio impossível. Só que ela nunca iria contar que também poderia ser conquistada por ele.

"Para admirar uma mulher, um homem deve olhar para cima, literal ou figurativamente, porque essa é a maneira correta de se adorar alguém. Não importa qual seja a altura dela. A senhorita é a jovem mais bonita de Londres..."

A jovem Sra. Noirot também tem certos mistérios no passado, principalmente envolvendo a vida que seus pais levaram e que influenciaram o caminho dela e de suas irmãs. Ela tem muito orgulho de onde chegou e ver uma personagem que não faz parte dos círculos da aristocracia me agradou bastante. Ela é bastante corajosa e obstinada, sem contar que conta com mais liberdade do que as mulheres da época por não ser considerada uma dama. A única coisa que me irritou sobre a personagem foi a forma como ela justificou atitudes, pelos antepassados que teve.

Posso afirmar que fui conquistada completamente por essa estória, o enredo me envolveu desde as primeiras páginas, que passaram tão rápido que eu nem vi o final do livro chegando (e olha que ler rápido no fim do semestre não é fácil...). Os personagens principais foram muito bem construídos e o mesmo aconteceu com os secundários, principalmente uma certa garotinha de quem não vou falar muito para não estragar a surpresa.

O enredo teve um toque especial por fugir um pouco da aristocracia e dar destaque a uma comerciante, classe que sofria de muito preconceito na época. Além disso, outro ponto que apareceu foi um triângulo amoroso, que não é muito comum em romances desse estilo. Ele foi bem trabalhado e o desfecho me surpreendeu pela criatividade da autora. As interações entre os protagonistas foram ótimas, com diálogos divertidos e uma teimosia, além da autoconfiança, que me conquistaram desde as primeiras páginas.



"A senhora vive para o trabalho. Vive e respira o que faz. Não é um trabalho. É uma vocação."

A narrativa é em terceira pessoa, acompanhando os protagonistas, o ritmo da leitura é muito bom, com capítulos médios, dezessete no total. A diagramação está impecável, a capa chama atenção pelo tom de azul do vestido e o tom do cabelo da modelo que corresponde à da personagem, além disso, o fato de não mostrar o rosto dela traz um ar de mistério. As páginas são amareladas, a fonte e espaçamento são confortáveis para a leitura. Um detalhe que eu gostei foi que no início de cada capítulo há um trecho de uma revista ou jornal da época sobre moda, mostrando a pesquisa da autora para entrar nesse universo de vestidos maravilhosos.

Só tenho elogios para “Sedução da seda” e recomendo a leitura para todos que gostam de romances de época. Agora é só aguardar o lançamento do segundo livro, “Escândalo de cetim”, que por sinal já me ganhou pelo trechinho que aparece no final desse primeiro livro!

"Viveremos com isso. A vida não é perfeita. Mas prefiro vive-la de forma imperfeita ao seu lado."


24 comentários:

  1. Oie eve, nossa, eu estou cada vez mais curiosa com esse livro principalmente porque gosto de obras que tragam como tema a moda. E também assim como você gostei da novidade de termos uma personagem que é comerciante ao invés de ser alguém da aristocracia, e parece que a marceline é uma mulher super independente. e gostei de saber uque a garotinha nos conquista, eu já sei quem ela é porque ja contaram em algumas resenhas, ahah, então estou curiosa para vê-la até porque pouco aparecem crianças nos romances de época.

    ResponderExcluir
  2. Eu estou completamente apaixonada por essa capa e é uma das minhas próximas leituras. Já conheço o estilo de escrita da autora por isso sei que não irei me decepcionar, ainda mais por gostar tanto de romances de época. Achei muito interessante dar destaque a uma classe que sofria preconceitos, é uma oportunidade para compreendermos melhor as ocorrências. Fiquei muito curiosa quanto ao desenvolvimento e especialmente a respeito dos personagens também.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  3. Concordo plenamente com você. Também fiz esta resenha hoje e adorei os personagens que para mim foram diferentes dos outros livros. Amei o estilo de Clevedon e o quanto ele tinha a certeza do que queria, mesmo que tivesse aproveitado antes porque naquela época as mulheres sabiam que os homens teriam amantes.... affff! mas amei mesmo.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.blogandolivros.com

    ResponderExcluir
  4. Essa cara realmente ficou bonita, gosto desse tom de azul.Mas os livros da Loretta não são pra mim, sabe? Não curto romance e anda cada vez mais chata com esse tipo de gênero literário, acho tudo muito clichê e não gosto das mensagens que eles acabam passando para os leitores. Enfim, quem sabe um dia eu leia, mas é mais certo que deixe de lado.

    Um Metro e Meio de Livros

    ResponderExcluir
  5. Gente que livro bacana. Gostei bastante.
    Romances de época sempre encantam!
    Já ouvi muitas coisas positivas sobre a autora. Espero ler em breve e voltar aqui pra dizer o que achei.

    Beijinhos...
    http://estantedalullys.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Tudo neste livro é sedutor: a capa, o título e pelo que entendi da sua resenha, a trama também prende do começo ao fim. Achei interessante esta abordagem da classe de comerciantes e fiquei curiosa como isso se dará no enredo. Quero ler o mais rápido possível.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá Eve,
    Eu também curto muito romances de época e, sempre que posso, leio algum.
    Gostei muito da premissa desse livro e o fato de a protagonista não ser um padrão. Ela trabalha duro para conseguir seu espaço e convencer as damas da sociedade que o merece. Obviamente, isso já me conquistou em todos os sentidos. Então, o fato de o protagonista ser diferente e crente que, apesar de libertino, ama a noiva me deixou bem curiosa.
    Anotei essa dica para ontem, minha flor!
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  8. Oi Eve
    Sua resenha demostrou o quanto você se envolveu com a obra. Particularmente não curto romances de época, mas fiquei feliz por você ter gostado tanto.
    Muito bom quando os personagens nos cativa. Termino sempre gostando mais da obra por causa disse. Só resta desejar que os próximos livros cheguem rapidamente as suas mãos.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Adorei sua resenha e suas considerações, só vejo opinião positiva sobre esse livro e estou cada vez com mais vontade de ler. Gostei muito do Duque, ele é o meu tipo de personagem hahaha e esses jogos de sedução nunca dão totalmente certo, não é? Alguém sempre sai mais caidinho hahaha
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Eu estou louca para ler esse livro. Também sou apaixonada por romances de época e esse parece ser um livro maravilhoso. Acho a capa linda também, esse tom de azul ficou muito bom. Gostei de ver a sua opinião sobre a obra e fiquei ainda mais curiosa para saber o que vou achar da história. Já quero ler toda a série.

    ResponderExcluir
  11. Oi Eve,

    Eu AMEI esse livro. Assim como você, achei muito legal e importante que a autora tenha trabalhado com uma personagem burguesa e não com uma nobre, aristocrata como estamos acostumados a ver em outros romances de época. Achei tão legal a construção da atmosfera desse livro, da dedicação de Marcelline com os vestidos e tudo mais. É algo realmente muito interessante e curioso de ler. Amei de mais essa história e também to indicando pra todos. :)


    beijo!

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Essa série é muito boa mesmo, principalmente por ter uma mulher forte e que não depende de homem pra nada em sua vida.
    Achei a escrita da autora brilhante e o fato de ter a moda como plano de fundo acabou ficando ainda mais perfeito

    ResponderExcluir
  13. Oie!
    Eu terminei esse livro ontem! Sério, fiquei até de madrugada para terminar a leitura. E gostei demais dessa mocinha! Que menina mais determinada e ambiciosa, que não poupa esforços para conseguir aquilo que quer. Gostei muito dessa história e não vejo a hora de ler a próxima.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  14. Oie linda tudo bem?
    Primeiramente, adorei a resenha! Estou louca para ler esse livro, até agora só conheço a escrita da autora através do livro O Príncipe dos Canalhas, que é um dos meus romances de época favoritos. Estou especialmente empolgada para conferir essa nova série, tenho certeza de que irei aprecia-la tanto quanto você.
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Eu amo histórias de época, mas não gosto de romances de época... vai entender... Eu gosto da ambientação, das roupas, do modo de agir da pessoas, mas não gosto de histórias de romance misturada com isso. Mas as capas sempre são um show à parte. outra coisa que faz com que evite esses livros, é que são sempre séries. Poderia ter pelo menos um standalone.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  16. Olá
    Essa capa meu deus é de dá até uma acelerada no coração,tem pouco tempo que estou na vibe de romance de época e vou te contar viu é maravilhoso esse livro está na minha listinha a um tempo, sua resenha me deixou querendo mais . Acho legal do romance de época que parece que você se teletransporta para seculos atrás com a narrativa da autora e os detalhes concedidos ao longo da história. Gostei muito da sua resenha falou tudo que poderia atiçar a curiosidade do leitor sem revelar de mais . Beijos♥

    ResponderExcluir
  17. Oi Eve, apesar de todos seus elogios e empolgação não é o tipo de livro que gosto de ler. Romances de época não me atraem sabe? Mas tenho certeza que para quem curte o gênero deve ser maravilhoso mesmo.
    Bj

    ResponderExcluir
  18. Olha, não gosto muito de romances de época, mas se tem algo que gosto menos ainda é de triângulos amorosos, então perdi o interesse na leitura principalmente pelo livro utilizar esse recurso, mesmo que diálogos divertidos e teimosia sejam coisas que chamem a minha atenção. E achei realmente bem legal isso de ter um trecho de revista ou jornal da época sobre moda no início dos capítulos! Espero que curta o segundo volume tanto quanto esse.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  19. olá...
    Ando vendo algumas resenhas desse livro que inicialmente não me chamou muita atenção... gosto muito de romances de época porem estava um pouco enjoada do clichê que eles sempre trazem porem ao ler sua resenha percebi que esse livro foge dos clichês comuns que o tema trás e isso e revigorante... ainda mais por ter personagens tão envolventes... com toda certeza vou levar essa dica a serio e ler esse livro...
    Beijocas...
    https://westfalllivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Oi Eve, eu também gosto muito de romances de época e não tive a oportunidade de ler esse livro também, mas sei que pela sua resenha eu já fiquei bem instigada a conhecer melhor ele, parece ter uma trama bem envolvente e linda, espero ter uma oportunidade de conhecer a série em breve. Ótima resenha!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  21. Meu objetivo é esse ano conhecer um livro de epoca, lê algum, quem sabe nao consiga meu objetivo agora na Bienal, e esse livro entrou na lista para adquirir. Gostei muito da premissa.

    Beijos

    Viviana

    ResponderExcluir
  22. Eu amo romances de época, mas estou fugindo de series no momento, a Arqueiro anda me tirando o sono, fico louca nesses romances, mas as series longas não posso comprar nem ler no momento, e não para de sair lançamentos. Vou me organizar para tentar comprar alguns na black Friday, só assim para dar conta. Esse vai estar na lista, gostei do enredo, dos personagens, sem falar que a capa está lindíssima. Adorei sua resenha.

    ResponderExcluir
  23. Olá, tudo bom?
    Também sou apaixonada por romances de época e encontrar mocinhos que não se deixam dominar pela aristocracia já me convencem! rs Gostei também de Marceline ser uma comerciante, e não pertencer a aristocracia, o que já inova um pouco esse romance! Acho que é o primeiro que vou ler que tem uma comerciante como mocinha, e não uma comerciante qualquer, uma modista! Isso já havia me convencido! Saber que a história flui bem, que você mal sentiu a leitura e com essa capa maravilhosa, bem, estou convencida! Próxima leitura! rs

    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  24. Oi!! Estou completamente apaixonada por esta história. Me encantei com a capa e depois que comecei a ler não parei mais! Foi mesmo um presente. Estou louca para ler os próximos livros.

    Sua resenha ficou bem legal! Parabéns!

    ResponderExcluir