10 março 2016

Resenha - Salve-me




A salvação de Sadie Hollowell e Vince Haven depende de muitos fatores. Ele voltou traumatizado da guerra ao terrorismo no Afeganistão e ela, aos 33 anos, acha ridículo ser convidada para ser dama de honra do casamento de uma prima no interior do Texas, onde nasceu. Ambos estão perdidos, à procura das raízes e de uma identidade que a vida foi esfacelando, e são atormentados por uma atração sexual violenta que demora muito a se transformar em amor e compromisso.
O que se oferece aos leitores é uma história tensa, em que preconceitos e hesitações lutam contra o amor, sem saber qual dos lados terá o triunfo final. Vale a pena ler e torcer por ele.

Livro: Salve-me
272 páginas || Skoob || Cortesia: Geração Editorial || Onde Comprar

 






Eu já vi inúmeras resenhas dos livros da Rachel, todas eram positivas e falavam bem da escrita da autora e da estória, e apesar de adorar todas as resenhas que li, eu nunca tive animo de pegar um livro dela para ler, então eis que surge a oportunidade de conhecer seu novo lançamento. Eu confesso que ao iniciar o livro, as minhas expectativas não eram altas e fiquei surpresa com a trama e os personagens que encontrei, e posso confirmar que a escrita da autora é arrebatadora.

Em ''Salve-me'' conhecemos a Sadie Hollowell, uma mulher de trinta e três anos que está voltando da sua cidade natal, depois de praticamente fugir da mesma aos dezoito. Ela foi convidada para ser dama de honra de uma prima, e para esse evento ela vai ter que usar um vestido verde que ela não gosta, e vai ter que sorrir e escutar as milhares de perguntas sobre como ela está e se finalmente arrumou um marido. Porém, quando está chegando na cidade ela encontra um homem com problemas no seu carro, e depois de se assegurar que ele não é um assassino, ela lhe da uma carona até um posto na cidade, e aproveita a oportunidade para perguntar se ele não gostaria de ser seu acompanhante na festa, e acaba recebendo uma desculpa esfarrapada. Mas o destino ainda tem planos para esses dois, só resta saber se eles vão cooperar.


''Todo mundo sabia que, se uma família fosse abençoada com um filho homem, naturalmente ele jogaria futebol. Garotas jogavam vôlei. Era uma regra. Tipo décimo primeiro mandamento: meninas devem jogar vôlei ou enfrentar o desprezo do Texas.''

Eu estou completamente apaixonada pelo livro, porque eu adorei os personagens, pois cada um tem uma característica marcante.

A mãe de Sadie morreu quando ela ainda era pequena, então acabou sendo criada pelo pai. Mas como a mãe dela foi uma miss muito importante na cidade, ela educou a Sadie para seguir o mesmo caminho, porém ela não nasceu para isso. Desde pequena ela era diferente, enquanto as garotas da sua idade usavam penteados volumosos para ir ao baile, ela optava por deixar o cabelo mais baixo e liso. Quando completou dezoito anos arrumou suas coisas e foi para uma faculdade distante, mas agora ela está de volta e vai ter que reviver um pouco do passado.

O Vince acabou de chegar na cidade, ele veio a pedido da sua tia, e logo recebe a proposta de comprar o posto que ela monitora. Podemos perceber que ele é um homem integro e honesto, e tem um passado complicado, e que mantém distância de mulheres que querem compromisso. Ele se sente muito atraído pela Sadie, mas ao mesmo tempo tem receio de tentar algo com ela, pelos motivos citados anteriormente.

Temos apenas algumas participações de personagens secundários, a maioria apenas aparece em algumas cenas, mas todos são incríveis. Eu percebi que alguns personagens dos livros anteriores dessa série, são citados no livro, e isso me deixou bem curiosa para poder conferir as edições anteriores.

''Enquanto as garotas iam para casa e praticavam suas lições de etiqueta, Sadie deixava de lado o vestido e saia correndo. Como resultado dessa educação mista, Sadie sabia dançar valsa, arrumar uma mesa e conversar com governadores. Também era capaz de dizer palavrões como um caubói e cuspir como um rancheiro.''

A leitura do livro foi maravilhosa, a autora escreve divinamente e as páginas foram passando com uma rapidez impressionante. A edição está bem caprichada, as páginas possuem um tom amarelado muito bonito, as letras estão de um tamanho grande, o que é bom pois não cansa os olhos, e diagramação está de acordo com a obra. Com certeza a Geração teve muito cuidado e eu vou guardar a obra muito bem guardada, pois ainda vou querer reler esse livro muitas vezes.

23 comentários:

  1. Olá Giovana, então, eu li esse livro recentemente e tem até sorteio valendo um exemplar dele no meu blog ;) Sou suspeita ao falar sobre a autora pois adoro seu estilo de escrita, acho que as cenas são muito bem elaboradas, e com a dose ideal para o romance e diversão. Esses personagens, em especial, se destacam ainda mais por suas características parecidas, mas que em algum momento demonstram suas diferenças e se complementam ainda mais. Também vou querer reler esse livro mais vezes. Adorei a sua resenha e fico feliz que tenha curtido a leitura. Até mais! Beijos, Fê.

    ResponderExcluir
  2. Ok, só de ler a sinopse eu já me interessei, e muito.
    Acho que livros que tratam de traumas e temas até pesados tem de ir um pouco com cuidado mas tratar bem.
    Gostei a resenha

    BEijos

    http://shadabooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Esses livros da Rachel causaram um frisson geral, tanto que estou querendo ler. Você deu cinco estrelas e sua resenha foi super positiva, o que me instiga ainda mais a querer conhecer a escrita da autora. Não sei se a premissa da história é tão interessante assim, mas quem sabe?

    beijos

    www.amoreselivros.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, li a sinopse do livro e a sua resenha e já fiquei com vontade de ler, e por ser um livro com uma escrita leve e rapida só faz com que eu queira ler ele ainda mais.
    bjus
    http://recantoliterarioeversos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu amo livros dessa gênero e esse parece ser maravilhoso. Ainda não li mas já pela capa ele me chama atenção. Gostei muito de saber que você começou a ler sem grandes expectativas e quando terminou está amando o livro. O fato de mostrar os personagens anteriores também me deixaria curiosa kkkk

    ResponderExcluir
  6. Não curto muito livros do gênero, não. É até legal ler quando você tá com a cabeça cheia de problemas pra dar uma desanuviada, mas prefiro aproveitar esse tipo de história em um bom filme. Em livros, prefiro histórias mais desafiantes, tensas e que fogem do clichê.

    Um Metro e Meio de Livros

    ResponderExcluir
  7. Na medida que fui lendo tinha certeza que vc iria mudar de ideia em relação ao livro, eu sou meio suspeita para falar, já que adoro a escrita os cenários e os personagens criados pela autora, eu li recentemente esse livro e estava com muita expectativa e graças a bom deus ela se superou ainda mais.

    ResponderExcluir
  8. Olá

    Confesso que nunca li os livros da autora unica e exclusivamente pela capa. Acho horrível elas, e sou bem do tipo que julga um livro pela capa, até porque elas revelam boa parte da essência da estória. Mas ai fico pensando que assim como você eu poderia muito bem gostar do livro. Sua resenha foi bem positiva e mesmo os personagens aparecendo poucas vezes deixaram suas marcas. Quem sabe não deixo de lado esse preconceito bobo e leio os livros.

    Everton Equipe Rillismo
    rillismo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oiie Giio,

    Eu nunca li nada também da autora, apesar de ter já visto algumas resenhas. Mas esse lançamento ainda não tinha visto. Gostei muita da história, e fiquei até com pena da Sadie, ter que usar um vestido verde, deve ser horroroso rs Mas, fiquei curiosa para saber o desenrolar da trama.

    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Fiquei sabendo desse livros a alguns dias atrás pela página da editora mas essa aqui é a primeira resenha que leio sobre ele, confesso que estou curiosos para saber o final dessa história que me chamou a atenção desde sua sinopse até o final de sua análise.

    Abraços,
    Frases, Trechos e Pensamentos

    ResponderExcluir
  11. Olá Giovana,
    Sempre vejo elogios para os livros da Rachel, mas não tenho a menor curiosidade em ler os livros dela.
    Acho que a premissa é bacana, mas, para me encantar falta algo, não sei dizer ao certo :(
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá, que resenha caprichada é essa sua. Ainda não li nenhum livro da autora, das obras dela o que mais me interessou foi Daisy está na cidade por se um chick-lit e engraçado. Esse livro eu não conhecia, mas confesso que fiquei curioso para ler pois gostei da história. Enfim, parabéns pela resenha.
    Bjos <3

    http://carpediemliterariobr.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi! Tudo bem?

    Então, Giovana, assim como você, sempre leio resenhas muito positivas sobre os livros da autora. Tinha até um que coloquei em minha Wishlist, mas acabei tirando, pois, pensando bem, sei que é algo que seria maçante eu ler.

    Mas, depois de ler essa resenha, até que deu vontade de ler de novo, sabe?! Fiquei curiosa, não pela premissa, mas por você dizer que a escrita de Gibson é arrebatadora e que cada personagem é único, com características bem definidas.

    Bom, quem sabe...

    Beijos,

    Juliana Garcez | Livros e Flores

    ResponderExcluir
  14. Oie Giovana , tudo bom???
    por coincidência eu resenhei esse livro no blog também.
    Eu amo a Rachel, eu sei exatamente o que esperar das historias dela, e nunca me decepciono. Esse livro foi o que mais gostei dos 3 da série.
    O livro tem bastante coisa, é um livro com certo conteúdo dramático, mas não deixa de ter essa pegada de chick lit, com as cenas da típica família texana que, confesso, eu queria ter uma também. Simplesmente adorei.

    ResponderExcluir
  15. Oi *---*

    Nunca li nada da autora e acho que iria gostar bastate por ser romance bem humorados. A premissa do livro chamou basante atenção, acho que poderia começar por ele já que você gostou tanto.

    Bjos
    rillismo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Eu já li alguns livros da autora e gostei, porque são romances bem descontraídos e leves, mas confesso que não é meu tipo favorito de romance, por isso não fiquei muito animada quando vi esse, mas lendo sua resenha fiquei até que um pouco curiosa com a premissa. Gostei de saber que os personagens te conquistaram e que a personalidade deles são marcantes.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem?
    Eu já li alguns livros da autora e gostei, porque são romances bem descontraídos e leves, mas confesso que não é meu tipo favorito de romance, por isso não fiquei muito animada quando vi esse, mas lendo sua resenha fiquei até que um pouco curiosa com a premissa. Gostei de saber que os personagens te conquistaram e que a personalidade deles são marcantes.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  18. Oi Giovanna, tudo bem?

    É ótimo quando nos surpreendemos com uma história, não é mesmo. Já ouvi bons comentários sobre os livros da autora, mas assim como você, nunca tive muita vontade de ler. Mas pelo que você disse a Sadie parece ser uma mulher independente e de personalidade forte, não seguiu o "padrão" imposto pelos habitantes da cidade e a sua mãe. Parece ser uma história leve e engraçada, mas bem desenvolvida... talvez eu confira em algum momento.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima || Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  19. Oi Gi!

    Morro de vontade de ler Gibson!
    Adoro livros que nos surpreendem e as personagens são maravilhosas e cativantes. Isso torna a leitura mais animada! Aliás, esse livro parece ter um pouco de tudo e na medida certa.
    Sua empolgação me contagiou e com certeza quero ler esse livro!
    Adorei a resenha. Talvez ela se repita, já que você quer reler tanto! kkkkkkkk
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  20. Olá!

    Minha leitura atual é outro livro da Rachel, o Loucamente Sua, e por já ter lido outro livro dela (Maluca por você), estou curiosa para Salve-me. Eu gosto da escrita da autora, mas por ser um chick-lit, eu esperava algo mais, sabe.
    Salve-me tem uma capa muito bonita, assim como os outros livros da autora. Ainda não decidi se farei ou não a leitura, esperarei ler outros comentários sobre para decidir.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oi. Gi.
    Eu tenho muita curiosidade para ler os livros da autora e conferir sua escrita tão elogiada, e fico feliz em saber que você curtiu e foi uma boa experiência.
    Acho bacana isso de personagens dos livros anteriores aparecerem em continuações, nem que seja somente para fazer participações rsrsrs, isso deixa uma certa curiosidade para conferir a série inteiraaaaaa quanto mais quando o livro tem uma leitura tão fluida.
    Eu realmente amei e espero ter a oportunidade de ler os livros da autora um dia.

    http://www.colecoes-literarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Eu não sou fã de romances e é muito difícil gostar de um. A premissa desse livro não me atraiu por começar com a personagem solteira que está preocupada com o que os familiares vão pensar na festa de casamento por ela ainda não ter encontrado um marido. Eu mandaria todo mundo as favas e ponto. Rsrs.
    Não gosto de personalidades fracas!
    A capa do livro é linda apesar de eu não ter curtido o enredo.
    Bj
    camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  23. Oi!
    Nossa, essa resenha é completamente o oposto do que eu imaginava do livro kkkkk
    Eu pensava que era mais um daqueles chick lit meio bobos, mas pelo jeito é um romance muito bom, do jeito que eu gosto.
    Adorei esse clima da personagem que está voltando pra casa depois de tantos anos, fico imaginando o porque q ela fugiu quando tinha 18.
    Gostei muito do livro e pretendo procurar a série pra ler, ainda mais sabendo que não preciso ler os anteriores pra ler esse.

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir