16 outubro 2015

Resenha - O Avião de Noé






Nos anos 1950, começando com uma explosão durante uma missa em louvor à Santa Rita dos Impossíveis. Uma fábrica de fogos pega fogo, mas todos acham que o barulho é devido às comemorações pela vitória do Brasil contra a seleção sueca. O responsável: o porco de um enfermeiro.
Um inventor improvisado acredita que, com os restos de sucatas que vai encontrando, poderá construir um helicóptero, o Águia de Todavia, e até marca o dia para seu lançamento. A geringonça voará?
Este e muitos outros relatos desfilam numa sucessão de acontecimentos vertiginosos na cidadezinha imaginária baiana criada pelo jornalista e romancista Fernando Vita, que compõe um mosaico debochado, escatológico e cheio de aventuras populares com tipos folclóricos neste seu segundo livro, depois de Cartas anônimas.

Livro:
O Avião de Noé
240 Páginas || Skoob || Cortesia: Geração Editorial || Onde Comprar



"... contudo, em Todavia, e até mesmo em alguns pequenos sítios dela tão próximos, todos os que sabiam ouvir com os ouvidos ouviram um estrondo da porra, vindo das margens plácidas do rio da Dona, na manhã daquele domingo, 13 de junho do ano da graça de 1958, não tão plácido esse domingo (...)"