28 dezembro 2015

Resenha - Homem-Formiga: Inimigo Natural / Filme




Conheça Scott Lang. Ex-vigarista, pai solteiro e Homem-Formiga nas horas vagas. Ao lado de sua lha, Cassie, Scott encara uma nova vida em Nova York e está determinado a fazer com que tudo dê certo: Cassie estuda numa boa escola, ele tem um emprego estável e, nalmente, sente-se pronto para engatar um novo relacionamento.
Apesar de ter as melhores intenções, Scott não consegue manter-se longe dos holofotes – ou das lentes de aumento –, e não vai demorar muito para que sua nova vida desmorone. Quando um antigo cúmplice da época de crimes vai a julgamento, pai e lha veem-se às voltas com guarda-costas enviados pelo governo a m de protegê-los. Scott acha isso desnecessário, mas ele desconsidera algo de fundamental importância: o fator adolescência. Quando a situação aperta para o lado de Cassie, Scott não hesita em trazer à tona o poderoso Homem-Formiga (sem ironia).
Mas o que esse vilão realmente deseja? Scott e Cassie talvez estejam lutando contra algo muito maior do que eles imaginam.
O premiado autor Jason Starr traz aos fãs uma história inédita, repleta de desespero, segredos e grandes aventuras de proporções microscópicas!


Livro: Homem-Formiga: Inimigo Natural
256 páginas || Skoob || Cortesia: Editora Novo Século || OndeComprar ||










Scott Lang acha que finalmente poderá recomeçar, ele deixou de lado o crime, está em um emprego estável, sua filha está estudando numa boa escola e ele até baixou o Tinder para conseguir alguns encontros - nada mais de namorar telepatas ou qualquer mutante -, mas ele não esperava que as mulheres fossem tão insensíveis com as formigas! Ou que os conflitos adolescentes fossem tão complicados! Ele até pode ser o Homem-Formiga nas horas vagas, mas até Tony Stark teria dificuldade em lidar com esses problemas.

Contudo a coisa fica séria mesmo quando um antigo comparsa, da época em que ele não estava exatamente do lado certo da lei aparece e vai a julgamento, a sua segurança e a de Cassie é posta em jogo, e assim agentes do governo aparecem para cuidar disso, não que ele ache necessário, porém uma ajudinha extra é sempre bom, principalmente quando você tenta não se revelar ao mundo por meio de lentes de aumento gigantes, mas as coisas nem sempre saem como planejado e Scott tem que escolher entre o anonimato e sua filha.

Seguindo um ritmo cômico de narração o livro segue sem maiores dramas como salvar o mundo e coisas assim que sempre vemos nos filmes da Marvel, o que me lembra que é válido dizer que aqui não temos uma reprodução dos filmes ou de seus acontecimentos, os livros dos heróis não estão necessariamente ligados à eles, na verdade os livros tratam de situações a parte, muitas vezes com uma liberdade criativa que os fãs conhecem bem dos HQ's.

No mundo Marvel, um mesmo herói pode viver inúmeras situações diferentes, pois as vezes existem linhas temporais diferentes, mas o principal sempre é mantido, tais como características físicas, personalidade e pessoas essenciais a trama.

E temos isso aqui, Scott continua sendo um vigarista que tem um senso único de ver o mundo e por vezes não só é meio doido como indelicado e que muitas vezes te faz rir por ser tão sem noção. Foi legal ver Jason Starr dar um ar mais cotidiano ao enredo e não espere grandes batalhas, não há nada disso, o vilão desse livro não pode ser considerado O vilão se é que me entendem, e as quatro estrelas com certeza vão para a leveza com que tudo foi tratado e as sacadas mestres do escritor, bem como para como ele humanizou e deu um tom de cotidiano ao protagonista, as melhores partes são as que ele interage com as pessoas do dia-a-dia e com sua filha.

Vemos muito da liberdade do universo Marvel aqui, Scott se comunica com o Homem de Ferro, já namorou uma mutante e sabe de tudo o que se passa por trás dos bastidores dos heróis, mas sem perder a ideia que por de baixo do traje ele é só um cara comum, que tem uma vida para tocar, que vive num mundo globalizado e conectado onde muitas coisas louca acontece e isso vai desde alienígenas à deuses nórdicos e mutantes capazes de ler mentes e controlar metais.

Resumindo para fãs de o Homem-Formiga o livro é uma boa pedida para rever um pouco mais do personagem e sentir seu temperamento. O trabalho da editora está impecável, um livro lindo para se ter na estante. O que me leva ao filme...


Como vocês sabem - eu pelo menos espero que saibam - o filme foi lançado ainda esse ano, introduzindo mais um personagem da Marvel ao mundo de Os Vingadores, tudo ali pensando nas próximas fases - eles pensam muito grande, sempre envolve anos no futuro... -, e assim conhecemos mais um de nossos amados heróis ou nem tanto assim.

Não tão diferente de alguns outros - pensem em Guardiões da Galáxia e vocês entenderam o que quero dizer - a Marvel apostou num protagonista que nem sempre andou do lado certo da linha, que na verdade sempre andou do lado errado e mesmo quando passou para o lado certo ainda estava meio errado, afinal ele só se tornou o Homem-Formiga pela sua incrível capacidade de entrar furtivamente em lugares onde mais ninguém entraria, o que cá entre nós não faz dele um cara mal.

Scott Lang acabou de sair da prisão por ter cometido o maior roubo contra um sistema de segurança aparentemente impenetrável e agora ele quer mudar para poder estar com sua filhinha e ser o herói que ela acredita que ele seja, mas o mundo é duro com presidiários e encontrar um trabalho honesto está bem difícil.

Assim ele mais uma vez acaba recorrendo ao furto e acaba por roubar a roupa do professor Pin, inconformado pelo trabalho que ele teve para roubar aquilo, Scott veste a roupa e antes que perceba ele está do tamanho de uma formiga, é uma experiência assustadora, mas agora já era e ele só tem duas alternativas: é preso novamente por roubar ou vestir aquela roupa maluca e ajudar o senhor que controla insetos. Ele pode ser lerdo, mas não é burro, ele vai ajudar o velhinho.

A missão é simples, invadir um dos prédios mais seguros do mundo, roubar uma roupa que vai ser usada para o mal e vendida para os piores vilões do mundo, evitando uma guerra sem precedentes e salvando o mundo. Fácil.

O filme tem o mesmo tom sarcástico do livro e Scott consegue ser sem noção e cômico o filme inteiro e até mesmo as cenas que deveriam ser levadas com mais seriedade não conseguem evitar o sorriso do expectador, e isso para mim não é algo ruim, deu certo em Guardiões da Galáxia, dá certo com Tony Stark e com certeza deu certo com o Lang.

Os efeitos estão ótimos - eu levo muito isso em consideração - e as referências aos outros heróis estão incríveis, não vemos nenhum dos principais vingadores aqui, mas o Falcão Negro não só aparece como tem contado direto com o Homem-Formiga e isso foi sensacional, é bom rever antigos personagens e dá um frio gostoso na barriga ver como tudo está conectado, a Marvel pensa grande e ela mostra muito bem isso em seus filmes.



Em suma, é um filme leve e mais que recomendado para fãs desse universo e para pessoas que só querem dar umas boas risadas, lembrando sempre que as trilhas sonoras são as melhores, as piadas sem noção e o Stan Lee é o melhor velhinho - com todo o respeito - que eu conheço - mentira, ele perde para meu avô -, não tem um filme da Marvel que não coloquem ele em alguma cena e eu acho isso a maior e melhor forma de homenagem possível! Obrigada Sr. Lee, é muito fofo te encontrar na tela e te ver interagindo com os atores que dão vida a sua criação.

25 comentários:

  1. Olá Agatha
    Sabe que nunca fui fã da Marvel, tirando X Men os outros heróis nunca me cativaram e para falar a verdade o ar comico que tanto te agrada é o que mais me irrita.
    Eu sou mais da turna dos mangás, mas gosto de umas coisas da DC.
    Estou gostando dessa onda das editoras de HQs estarem fazendo livros também.

    Beijos

    www.poyozodance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Simplesmente adorei a sua resenha! Vou ser bem sincera que fui bem preconceituosa em relação ao homem formiga!rs. Mas lendo essa resenha, tudo mudou.

    Adoro os filmes da Marvel, principalmente o Thor, primeiro por que a história é mto legal e segundo porque o Chris Hemsworth e o Tom Hiddleston são simplesmente sensacionais e gatos é claro!!!!

    Gostei de saber que é um livro com umas pitadas de piadas. Gosto de livros com um pouco de humor.

    Curti bastante a resenha!

    bjuxxx

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia a história do Homem-formiga. Meus heróis preferido são o Homem-aranha e o Homem de ferro :). Mas achei legal isso de ele não ser de todo bonzinho. E estou adorando essa nova onda da Marvel de publicar livros inspirados em personagens de Hq's, apesar de eu achar que eu sentiria falta das ilustrações incríveis que encontramos nas graphic novels ;)
    Beijos!
    http://caindonacultura.com

    ResponderExcluir
  4. Olá!!!
    Eu conheço um pouco a história do personagem por causa dos desenhos que assisti, mas nunca foi meu personagem preferido. Sua resenha mostra de maneira clara, objetiva e prática, parabéns.

    Carla Fernanda

    ResponderExcluir
  5. Oiee ^^
    Confesso que não fazia ideia da existência do Homem Formiga até ver que o filme ia ser lançado *-* quando se trata de super heróis eu prefiro ver os filmes e as séries, então acho que não leria o livro. Mas o filme eu quero ver.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br/2015/12/mar-da-tranquilidade.html

    ResponderExcluir
  6. Oi Agatha,
    Eu era muito fã da Marvel quando adolescente( isso já faz bom tempo), lia todas as revistinhas,(ainda chamava-se assim e não HQ) depois acabei esquecendo.
    Muito legal essa iniciativa da Marvel em lançar livros sobre os personagens, e com a sua resenha descobri que ainda amo o universo, e com certeza homem formiga vai para lista de desejados.
    Adorei,
    bjs
    Luana Lima
    www.blogmundodetinta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oiee..
    Não solicitei ease livro, pois não sou uma fã nata do homem formiga, por isso fiquei com receio de acabar se tornando uma leitura forçada..
    O filme eu até pretendo assistir, é mais facil de acompanhar mesmo não tendo tanta afinidade com o personagem..
    Parabéns pela resenha, achei essa capa incrivel..
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi Agatha, tudo bem?
    Apesar de adorar os vingadores e alguns heróis Marvel, confesso que quando vi o lançamento do filme Homem Formiga não fiquei interessada ou curiosa para conhecer essa história.
    Eu nem sabia que tinha lançado um livro, inclusive.
    Acho que quem gostou do filme o livro é uma boa pedida, mas eu não tenho interesse.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Nossa, nunca tinha lido um livro com as aventuras de heróis da Marvel :O Sempre fui meio relutante em ler quadrinhos, depois de ler mangás por anos acabei enjoando e nunca consigo ler comic books =/ Mas tendo a história em livro, ráá, agora sim :D
    Eu conheci o Homem Formiga no filme, também adorei a história e a forma como a Marvel entrelaça todas as histórias de heróis, acho absolutamente fantástico :DD
    Adorei a sua resenha tanto do livro quanto do filme, deu a ideia de que as histórias se completam e definitivamente fiquei curiosa pra conhecer mais do Scott E do homem formiga :)
    Beijos!
    http://addictionforbooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Agatha,
    Eu assisti esse filme e sinceramente, não gostei nem um pouco. Achei muito fraquinho, sim dá pra dar umas boas risas mas acredito que esse não deve ser o foco do filme.

    ResponderExcluir
  11. Olá Agatha!
    Eu não sou muito de acompanhar as histórias da Marvel, seja em filme ou em livro. Conheço algumas por que meus irmãos gostam de ver. Mas pelo que você disse O Homem Formiga é um história leve e cômica. Eu fiquei interessada em conhecer mais. Só fico com medo de não entender bem a história. Tipo fui ver os vingadores no cinema e não entendi nada, pois não tinha visto os outros filmes. Mas quem sabe eu dê uma chance ao livro né!
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. OI Agatha, sabe que eu gosto dos filmes da Marvel, Os Vingadores na verdade é o meu favorito, mas eu não curto nem um pouco o Homem - Formiga e as pessoas me falam tão bem dele. Mas eu acho estranho um herói assim. Achei engraçado ele baixar o Tinder. Quando saiu o filme eu nem sequer sabia que ele existia para você ter uma noção. Mas entre ler e assistir, eu prefiria assistir. O Stan Lee é demais!

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  13. Acho muito legal isso que a Marvel está fazendo de transformado Hq's em livros. Assim quem não gosta de história em quadrinhos mas gosta desse universo tem outra opção de leitura. No natal eu até dei para o meu noivo o livro Guerra Civil que pretendo ler também! Rsrs.
    Acho a história do homem formiga bem legal, apesar de ter visto somente o filme. Com certeza o livro deve ser bem mais completo e eu nem sabia que tinha o livro...e adorei essa dica pois será o próximo presente para o meu noivo.
    Sua resenha ficou muito legal e conforme eu ia lendo vinha flashs de cenas do filme na minha cabeça.
    Um beijo
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  14. Cheguei a dar uma olhada no livro da Guerra Civil e vi que não seria minha praia as histórias dos heróis em livros, pois é algo que é muito visual para mim sabe? Achei bem interessante as pequenas diferenças do livro em relação ao filme, mesmo o Homem Formiga tendo uma história interessante e bem diferente, ele não entrou entre os meus heróis favoritos, faltou um quê a mais para mim.

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi Agatha, muito bacana seu post falando do livro e do filme, eu tenho apenas o filme aqui em casa porque meu pai adora, mas não fui assistir ainda. Confesso que heróis da Marvel não chamam minha atenção, nunca fui muito desses filmes e dessas histórias, por isso nunca fui atrás do livro, mas quem sabe quando surgir um tempinho eu dou uma chance.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  16. Ooi,
    Eu vi o filme a algum tempo e adorei, achei leve, divertido e mesmo assim emocionante. Gosto bastante da Marvel e esse é mais um dos filmes que gostei demais.
    Vitória Zavattieri
    Corujas de Biblioteca

    ResponderExcluir
  17. Olá,
    Não conhecia essa HQ, mas adorei! Gosto muito dos vingadores e fiquei bem animada em saber que vem mais personagens por ai. Quando eu vi que lançaria o filme, fiquei super animada mas ainda não tive oportunidade de assistir. Espero fazer isso em breve e gostar da HQ como você gostou.
    Um grande beijo,
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir
  18. Oie!!!
    AMEI..AMEI o post, fui assistir o filme no cinema e gostei muitíssimo, não conhecia nada sobre o super herói em questão, mas por ter gostado do filme acho que leria sim a Hq. E tenho certeza de que iria gostar.
    bjs

    ResponderExcluir
  19. Oi Agatha, tudo bem?

    Não sou fã de filmes de super heroi, e nunca vi nada da Marvel... e sinceramente, não faz meu estilo. Mas que bom que você gosta tanto, e achei bem legal esse tom mais leve e descontraído tanto da HQ quanto do filme, o protagonista parece ser bem divertido, e as situações que ele se mete também.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima || Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  20. Realmente o protagonista foi bastante humanizado e ganhou um toque de cotidiano, ri muito aqui dele ter baixado o Tinder para conseguir alguns encontros! hahaha... Acho muito legais os livros do selo Marvel e muitas vezes eles tratam mesmo de situações à parte, meu único problema com eles é que são muito caros normalmente. Achei legal o filme ter o mesmo tom sarcástico do livro, mas não sei se vou assistir, pra falar a verdade o Homem-Formiga não me atrai muito.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  21. Olá! Nunca tive interesse nas publicações da Marvel, mas comecei acompanhar uma série baseada num HQ deles, talvez eu me interesse pelo filme.

    Patty

    ResponderExcluir
  22. Oi Agatha, sua linda, tudo bem
    Eu nunca li a história do homem formiga, então, estou curiosa para descobrir que Tinder é esse que ele baixou para conseguir namorar, risos... Acho que o que mais chamou a minha atenção e confesso que é isso que eu gosto também em todas as histórias, é o lado humano deles, é o conflito da vida pessoal com a missão de salvar o mundo. Acho que vou me diverti com as cenas em que a filha dele aparece. E não sabia do filme, vou procurar. Gostei muito da sua resenha. Um feliz 2016!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Oi Agatha, tudo bem?
    Eu gosto muito das histórias da Marvel mas ainda não sabia praticamente nada sobre o Homem Formiga. Contudo gostei muito de saber que o filme trás ainda outros personagens e que Scott consegue ser cômico o filme inteiro. Não tenho certeza se leria o livro mas com certeza quero assistir o filme.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  24. Ei Agatha!
    Eu fiquei a fim de ver o filme quando ele estreou, só que quando vi o trailer fiquei meio chocada com o tanto que parecia ser bobo... ai acabei não vendo kkkkk
    HQs há anos que não leio, acho que dessa vez não vou ter muita chance.. uma pena
    bjsss
    feliz ano novooo
    http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br/2015/12/natal-tem-todo-ano.html

    ResponderExcluir
  25. Olá... Aghata, tudo bem??
    Há eu li esse livro na prova ainda, uma cortesia da editora que me deixou muito feliz... eu não esperava por essa oportunidade e agarrei mesmo sem saber o que esperar, afinal nunca tinha lido um livro adaptado dos quadrinhos... e eu curti muito a leitura... achei a relação de pai e filha muito boa, mesmo com os atritos... hoje vou assistir o filme, porque fiquei com vontade desde que saiu no cinema e eu não pude assistir... xero!

    ResponderExcluir