16 outubro 2015

Resenha - O Avião de Noé






Nos anos 1950, começando com uma explosão durante uma missa em louvor à Santa Rita dos Impossíveis. Uma fábrica de fogos pega fogo, mas todos acham que o barulho é devido às comemorações pela vitória do Brasil contra a seleção sueca. O responsável: o porco de um enfermeiro.
Um inventor improvisado acredita que, com os restos de sucatas que vai encontrando, poderá construir um helicóptero, o Águia de Todavia, e até marca o dia para seu lançamento. A geringonça voará?
Este e muitos outros relatos desfilam numa sucessão de acontecimentos vertiginosos na cidadezinha imaginária baiana criada pelo jornalista e romancista Fernando Vita, que compõe um mosaico debochado, escatológico e cheio de aventuras populares com tipos folclóricos neste seu segundo livro, depois de Cartas anônimas.

Livro:
O Avião de Noé
240 Páginas || Skoob || Cortesia: Geração Editorial || Onde Comprar



"... contudo, em Todavia, e até mesmo em alguns pequenos sítios dela tão próximos, todos os que sabiam ouvir com os ouvidos ouviram um estrondo da porra, vindo das margens plácidas do rio da Dona, na manhã daquele domingo, 13 de junho do ano da graça de 1958, não tão plácido esse domingo (...)"






Através de uma narrativa singular e desafiadora, desembarcamos em Todavia, uma cidade do interior baiano criada por Fernando Vita, jornalista e autor de outros dois romances.

Todavia é um lugar fictício onde tudo que pode acontecer, acontece.

A narrativa tem início em 1958, no dia em que o Brasil vence o jogo contra a seleção sueca e o país vibra de emoção.

Acontece que uma vibração diferente abala Todavia. Uma grande explosão em uma fábrica de fogos faz a pequena cidade tremer.

O culpado por tamanha desgraça? O porco de um enfermeiro que por ali brincava... até cair em cima de uma granada e explodir tudo de uma só vez.

Com tantas mortes e tanto estrago, o padre resolve adiar a missa em louvor à Santa Rita dos Impossíveis em respeito aos enlutados pela tragédia que ocorreu mais cedo. Porém muita gente crucifica sua atitude aparentemente desrespeitosa. Além disso sua reputação já foi manchada tantas vezes quanto se pode contar.

E tem alguém que quer contar!

Naquele mesmo dia o inventor Noé constrói, no improviso, um helicóptero. Usando restos de sucata, sua inteligência e sua loucura, ele realmente tem fé que o troço funcione! E se funcionar?

De tão empolgado que estava com seu invento ele nem escutou o pipoco que se deu a poucos metros de distância.

Essas e outras histórias igualmente sem pé nem cabeça são contadas por um narrador/personagem imensamente descritivo e singular que não se identifica logo de cara, mas que vamos conhecendo e nos acostumando aos poucos.


Um ponto forte do livro é toda a apresentação dos personagens, que não poderiam ter sido mais estranhos e únicos. Acontece que esse ponto forte infelizmente foi ofuscado pela quantidade exagerada de descrições sem nenhuma importância significativa para o leitor, o que deixou a leitura lenta e cansativa em muitos momentos.

O enredo é pontuado com diversos altos e baixos, porém o autor consegue manter o estilo humorado e descontraído em sua grande parte.

"Ainda hoje não se precisam de forma exata a hora, nem os minutos, muito menos os segundos em que o pipoco se deu, até mesmo porque os todavianos nunca se ligaram muito em tais detalhes, sempre cagaram de andaram, solenemente, para essas coisas que os ponteiros dos relógios de marca os os dos roscofes mais pebas insistem em apontar em seus mostradores."

Por não ser uma narrativa de todo linear e sim uma série de relatos e fluxos de pensamento meio bagunçados que podem ou não se interligar durante a trama; sem contarmos com a singularidade dos personagens e histórias estranhas e imprevisíveis. Não é um livro para todos.

Passada a estranheza inicial eu consegui aproveitar a leitura, mas apenas em parte e não tanto quanto imaginei. Também não pude evitar a sensação de que deixei coisas importantes passar em despercebido.

O Avião de Noé não foi uma leitura fácil ou rápida, mas cumpre a premissa inicial e consegue entreter e arrancar algumas risadas em seu percurso, além de ter me tirado, sem aviso prévio, da minha zona de conforto e me apresentado a peculiar cidadezinha de Todavia. Foi um prazer conhecer seus habitantes.

Gostaria de ressaltar que não é um livro para todas as idades. Possui muitos palavrões e uma linguagem que, apesar de informal, possui alguns termos próprios e pouco convencionais.

Apesar de não ter funcionado tanto comigo, esse livro pode sim agradar outros leitores :)




A editora está de parabéns pois realmente caprichou na diagramação e revisão do livro. Eu achei a capa muito bonita, assim como a contracapa e a folha de rosto. As páginas são amarelas e o papel é mais espeço. No começo de cada capítulo temos diferentes imagens que remetem o ano em que a narrativa se passa. Tudo feito com bastante cuidado e delicadeza.





44 comentários:

  1. Oieee.
    Que pena que tu não gostou tanto do livro. Já ouvi ótimas criticas dele. Mesmo assim ainda quero ler ♥ Gosto da capa sabe :p

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tbm acho a capa super bonita, Helana! Mas infelizmente o livro não funcionou comigo, entende?
      Beijos!!

      Excluir
  2. Adorei a capa e o capricho da editora também!
    Mas o enredo não me chamou atenção.
    Achei meio sem pé e nem cabeça, como vc mesma disse, rs.
    Fiquei confusa, acho que tem informação demais!

    Beijos!
    Fabi Carvalhais
    pausaparapitacos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Geração arrasou na edição mesmo :D
      Realmente, o autor pecou no excesso de informação... Acho que faltou mais "história" no meio de tanta descrição, sabe?
      Beijos!

      Excluir
  3. Meu tipo de livro: desconectado.Não sou o tipo de pessoa que tem tanta paciência para as histórias sequenciais, por conta do meu pragmatismo.Eu só preciso me identificar com um texto, ou simplesmente botar na cabeça uma história rápida.Eu julgo livros pela capa e este me atraiu justamente por isso, quantos detalhes e cores!E o enunciado: inventores, escritores, impostores.No feminino eu diria que são minhas fases kkkk' gostei muito de conhecer esse livro, quando possível, terei prazer em ler a hilariante história de Fernando Vita.

    Beijos,
    Passa lá em casa | sorrysos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amooo um livro desconectado também, Carol! Mas depende muito do enredo e da escrita do autor. Geralmente costumo gostar bastante, mas com esse livro não funcionou muito bem para mim. Acabei não aproveitando a leitura como gostaria. Ainda quero reler para ver se mudo de ideia.
      Beijos!

      Excluir
  4. Olá, Gaby.
    Mesmo você tendo elogiado o livro, ele não me interessou. Admito que a capa é muito bonita, mas não teve assim uma coisa que me chamasse a atenção e me fizesse desejar ler o livro. Eu até leria se ganhasse, mas comprar acho que não vou. Parabéns pela resenha.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Nossa, aparentemente o começo é bastante trágico. Confesso que achei o nome bacana, quando vi de relance, mas a história em si não me agradou muito. Não curto livros que forcem nos palavrões e acredito que se eu lesse, teria a mesma impressão que você.
    Beijos
    Historiar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O título também me chamou bastante atenção.
      Pois é... infelizmente não funcionou :/
      Bjs

      Excluir
  6. Achei a premissa do livro um pouco confusa, acho legal esse negócio de não linearidade, mas, pela sua resenha, me pareceu mais uma longa piada sendo contada por um humoristas e que as vezes não conseguimos entender todos os trocadilhos , por enquanto eu não pegaria o livro, não estou na vibração certa, quem sabe no futuro.

    www.poyozodance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    A capa está bonita, mas não me interessei pelo livro. Justamente por essa parte estranha, em que tudo se confunde. Às vezes, humor demais estraga. Humor forçado nunca é bom. E, como você disse que muitas descrições cansam durante a leitura... esse livro não é pra mim.

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, Kamila!
      As descrições foram muitas, isso desanima bastante :/

      Excluir
  8. Já vi diversas críticas positivas sobre o livro, mas por alguma razão, ele não me conquistou, não consegui me sentir atraída pelas pré informações descritas.
    Bjim!

    Tammy
    Livreando | Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério, Tammy?
      Não tinha lido uma só resenha positiva antes de solicitar. O que me ganhou logo foi a capa e a sinopse, mas infelizmente o livro não funcionou comigo :/
      Beijos

      Excluir
  9. Olá! O enredo do livro não me interessou muito, mas gostei da sua resenha. O livro parece ser muito confuso, e como você mesmo disse, não é uma leitura para todos. Talvez um dia eu leia ele, quem sabe. Valeu pela dica. Beijos, Carol.

    eicarolleia.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou. É super confuso e meio desconexo, sim :/
      Beijos!

      Excluir
  10. Oi!
    Fiquei extremamente confusa com esse livro, e acho que eu não conseguiria aproveitar quase nada da leitura.
    A capa também é bem feinha, e não conseguiu me passar o entendimento sobre o que era o livro, o qual estou meio perdida até agora, mesmo lendo a resenha... rsrsr
    Vou passar a indicação por enquanto.

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei a capa bem bonita, foi o que chamou minha atenção inicialmente, heheh :)

      Excluir
  11. Oi
    A Geração, sempre arrasa nas edições dos livros. Sempre me apaixono por eles.
    Quanto a leitura da obra eu não sei se faria, mas como é bem confusa passarei longe, rs

    Beijos
    Amor Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a Geração vem caprichando bastante nos lançamentos <3
      Beijo

      Excluir
  12. Oi Gaby!
    Confesso que desconhecia a publicação desse livro, e vejo que não é um livro que vai me agradar. Sobre as descrições exageradas e também de a narrativa não ser linear, imagino que vou acabar me apegando a detalhes e não vou curtir totalmente a leitura. Gostei da edição da editora e pelas fotos, nota-se que está perfeita.
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  13. Só pela sinopse eu não leria, ainda mais depois que você disse que não é um livro para todos, eu sem dúvidas não iria gostar também!
    http://thaysmdelima.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oiii Gaby!

    Eu não li esse livro e não leria não. Já vi diversas resenhas que pontua a mesma coisa. A leitura é um pouco complicada no inicio e a forma como foi escrita atrapalha bastante. O lado bom é que você conseguiu ler bastante com o livro, é sempre bom quando uma obra faz isso conosco.. Mas passo a leitura :D


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  15. Oláá
    Imagino que não tenha sido uma leitura fácil ou divertida, não seria algo que me chamaria atenção para ler, que pena que para você não funcionou muito, mas sua resenha está ótima.

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. A premissa é meio doida, mas, só o fato de ser uma cidade imaginária com personagens fictícios estranhamente únicos, tornaram a leitura um amorzinho acredito eu.
    Parabéns pela resenha.
    Ah, não, não ti nesse momento atualmente, mas o livro pareceu realmente "só sabe quem lê" haha
    Bjs
    Tay

    ResponderExcluir
  17. Oi Gaby, amei a sua resenha. Apesar do livro não ter chamado minha atenção, achei bacana a trama dele, o conteúdo por ser diferente. Quem sabe um dia eu dê uma chance a ele, mas no momento não leria.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  18. Olá Gaby,
    Uma pena o livro não ter funcionado pra você, ele tem uma premissa bacana.
    Gostei da capa e da sinopse, mas não é um livro que eu gostaria de ler, sabe? Não sei explicar ao certo o motivo :/
    Beijos
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi Gaby, tudo bem?
    Não curti a premissa do livro e pelo que vi pela sua resenha não é uma história que me atraia. Achei um tanto confusa e meio sem noção, mas espero que quem curta aproveite bastante a leitura.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir
  20. Já não tinha ido muito com a cara do livro...
    Nada contra, a capa até que é legal, mas foi um sentimento de que eu não iria curtir.
    depois da sua resenha fiquei ainda mais certa de que não é um livro para mim...

    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  21. Oi Gaby!
    A primeira impressão que tive desse livro é de que iria gostar, mas agora lendo sua resenha já não tenho tanta certeza, rsrs. Achei estranha a narrativa e não gosto muito de livro cheio de palavrões, sou meio chatinha com isso,kkkkk

    B-jussss!
    http://www.quemlesabeporque.com/

    ResponderExcluir
  22. Oi,achei essa capa maravilhosa e o que li sobre a história e principalmente pelo título e pela construção de Noé, me lembrei da Arca e Noé na Bíblia. Não sei se leria esse livro e pelas duas estrelas me desanimei mais ainda.

    bjs

    ResponderExcluir
  23. Me encantei pela capa deste livro! Muito linda e curiosa! gosto de livros com histórias variadas =) Fiquei aqui na vontade de ler para conhecer um pouco mais!

    Parabéns pela resenha! Ficou muito bem escrita! Um abraço pra ti!
    Pensamentos Valem Ouro

    ResponderExcluir
  24. Oi, tudo bem ?

    A edição está bem bonita mesmo, mas logo de cara vi que o livro não era pra mim. Sua resenha ressaltou muito bem os pontos fortes e fracos do enredo; sinceridade é tudo. Já li livros nesse estilo e confesso que precisam ser muito bem trabalhados para darem certo para o leitor, esse não foi o caso para você e você conseguiu expor isso muito bem. Parabéns pela resenha.

    Fernanda Oliveira | Meraki

    ResponderExcluir
  25. Olá Gaby!!!
    Apesar da capa ser bem interessante não sei se leria, achei meio confuso apesar de curioso!!

    Gistei da resenha

    Beijokas

    ResponderExcluir
  26. Olá Gaby
    Gostei muito da sua sinceridade na resenha, o livro em si não me atraiu nem pela capa e nem pela sinopse, acredito que para mim não funcionaria também. Mas acredito que valeu a experiência né?

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  27. Oi Gaby!
    Primeiramente: eu adorei essa capa! A premissa do livro é super interessante, e é uma pena que o ponto positivo tenha sido ofuscado pela mesma coisa que faz ser o que é. Eu adoro detalhes, mas de coisas prolixas passo longe.
    Gostei da peculiaridade dos personagens e das suas histórias em si. Até mesmo do nome da cidade eu gostei. sdjfçasdk
    Beijos,
    www.entreleitores.com

    ResponderExcluir
  28. Olá Gaby
    Parabéns pela sinceridade na resenha, quando você ia nos apresentando o livro, mais com o.pé atrás ficava, achava a história sem pé nem cabeça, após suas considerações, definitivamente não vou ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Olá

    Não vou dizer que não leria, mas a princípio a premissa não chamou minha atenção, gostei da resenha adorei sua sinceridade, o trabalho de diagramação deu pra ver um pouco pelas fotos, realmente tá muito bom.

    Bjss

    ResponderExcluir
  30. Oii, tudo bem?
    Eu confesso que gostei muito da premissa do livro, eu ando procurando um livro para dar uma risadas e acho que essa seria um boa pedida. Porém eu fiquei meio receosa porque você disse que a narrativa é meio bagunçada. Eu não sou uma pessoa muito atenta, então quando a narrativa de um livro é assim eu acabo ficando perdida rsrs


    www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  31. Oi! Me identifiquei com você em metade dos aspectos: não acho que vou gostar muito da história (enquanto eu ia lendo a sinopse ia fazendo caretas) e não gostei da capa também! Eu particularmente não consigo chegar perto de livros que falam de futebol ou tem algo ligado a futebol na história então se eu for ler este, não vai ser num futuro próximo...

    Abraços, Miguel do Demasiadamente Lendo

    ResponderExcluir
  32. Oi Gabi!
    Que pena que o livro não te agradou. E lendo a sua resenha também não me senti atraída pela leitura então eu passo!

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir
  33. Oie, tudo bom?
    Conhecia o livro pela capa, mas achei a premissa bem confusa e a própria narrativa tem muitos elementos e não parece focar em um só tema. Não me interessei pelo livro.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir