25 agosto 2015

Resenha - O Mago de Camelot





O Mago de Camelot - De uma infância pobre e sofrida à irresistível ascensão aos salões dos grandes reis; de um começo sem esperanças ao despertar de um poder inigualável e temido, Merlin vem a se tornar o homem mais influente da Idade das Trevas. Confidente supremo do rei Artur e maior conselheiro da corte de Camelot. Misterioso e enigmático. Amado e odiado. Druida, monge e mago. Na Britânia do Século V da Era Cristã – abandonada pela queda do Império Romano à barbárie dos invasores saxões –, Merlin surge para impor um novo tipo de rei a um povo abatido e desesperado, alterando, para sempre, não apenas o destino dos britânicos, mas de toda a humanidade. A saga de um homem determinado a erigir uma civilização de paz e justiça numa terra devastada pelo caos e pela guerra irrompe em uma aventura épica e brutal que equilibra realismo duro com doses amargas de magia."O druida, então, abriu um sorriso malévolo aos soldados saxões. Hengist gritava às suas tropas para se manterem firmes, mas sua vanguarda ruía à medida que um resoluto Merlin avançava, a passos largos, na sua direção. A defesa saxônica se fragmentava perante o pavor supersticioso imposto pela figura aterrorizante do druida. Face à derrota iminente, Hengist se desesperou, girando seu machado e galopando para Merlin. O druida estancou diante do ataque rápido e brutal do rei saxão. Sem tempo para conjurar um feitiço protetor, Merlin percebeu, tardiamente, a estupidez de seu erro. Em sua soberba e imaturidade, ambicionara vencer sozinho a batalha. Agora, contudo, sua queda restauraria o ânimo dos saxões, desgraçando o contingente britânico. Merlin experimentou o fragor das narinas do cavalo e o tremor do solo sob seus cascos potentes. O machado de Hengist se projetou para lhe separar a cabeça dos ombros".

Livro:
O Mago de Camelot 
151 Páginas || Skoob || Autor Parceiro: Marcelo Hipólito || Editora: Novo Século || Onde Comprar



“Normalmente, levava décadas para que o iniciado dominasse o significado oculto por trás de cada soneto, cada palavra. Merlin, porém, gastou menos da metade do tempo esperado e, aos vinte e cinco anos, já assimilara a maioria das lições de Blaise, despertando sentimentos conflituosos em seu mestre.”







Este livro é separado em duas partes. Uma antes e outra depois de Arthur começar a ser treinado para ser rei e se tornar um. A obra fala do avô e do pai do rei Arthur, Constantino e Uther e de como tudo começou. E também de como Merlin surgiu como um poderoso Mago, escapando da morte certa quando o druída Blaise observou a vontade da natureza nele.

Após isso, ele é treinado para ser um druída e avança rápido demais. Vi várias pessoas falando que Merlin está diferente nesse livro em especial, por ser bem ganancioso. A verdade é que nem posso esmiuçar muito a história para não soltar spoilers.


A história mostra Arthur tirando a famosa Espada Excalibur da pedra, fala sobre a Távola Redonda criada pelo rei, do surgimento de Camelot e de como Avalon sumiu.

“Sua partida marcou o fim da presença de Avalon no mundo mortal, pois a ilha se fechou, para sempre, em sua névoa, desaparecendo no mar.”

Vou “explanar” para vocês a visão de alguém que nunca havia lido nenhum romance Arthuriano. E foi um ótima experiência. Marcelo Hipólito conseguiu compactar uma história complexa em 151 páginas e sem perder o fôlego. Ação, batalhas, traição, e muito mais. Ah, você pode precisar de um dicionário nessa leitura (ou uma pesquisa no google). Por tratar de uma história mais antiga, ele é cheio de palavras rebuscadas. De vez em quando eu dava uma pesquisada em certas expressões.

Meu personagem favorito com certeza foi o Rei Arthur. Acho que foi o único de todo o texto que se manteve fiel aos seus princípios apesar dos apesares. E no final (não posso contar), provou isso mais ainda.

Ah, a capa é bem diagramada e tem um relevo no título e no dragão na contra-capa que dá uma aparência mais interessante. As páginas são amareladas e a fonte legível. E também tem um mapa no início para nos localizarmos ao decorrer da história, já que passamos por diferentes locais (com nomes difíceis). Dou cinco estrelas, pois tudo foi muito bem coordenado e todos os fatos estão interligados. Um livro muito bem escrito. Para os fãs de Arthur, é a leitura perfeita. E se você não está acostumando a ler livros assim, aconselho a tentarem. Foi uma novidade maravilhosa para mim.


*****




Marcelo Hipólito é um escritor brasileiro, nascido em São Paulo. É autor dos romances Lúcifer: o primeiro anjo (2006) e Osíris: Deus do Egito (2009).
Hipólito participa das antologias Fiat Voluntas Tua (2009) e Metamorfose: a fúria dos lobisomens (2009). Além disso, é autor do e-book Dullahan: Os cavaleiros sem cabeça (2013) e coautor de diversos contos publicados em língua inglesa, nos Estados Unidos, Reino Unido e Espanha, dentre os quais se destaca Eternal Grief, indicado para melhor conto de terror nos Estados Unidos, em 2003, pelo Preditors & Editors Readers Poll. Hipólito é também diretor de três filmes de curta-metragem de ficção, roteirista de cinema e produtor de teatro.

Site / FanPage  / Twitter



Escrita pela colaboradora: Carolina Lopes  ( já não faz mais parte da Equipe )

26 comentários:

  1. Oi Carolina, tudo bem?
    Já ouvi falar do livro mas não me interessei muito, algo sobre história mais antiga, fiquei apaixonada pela capa que a história parece ser outra hahaha *-*
    Beijos
    www.doceliterario.com

    ResponderExcluir
  2. Oii! Tudo bem?
    Sempre vejo esse livro por aí e acho bem interessante! É totalmente meu estilo de leitura.

    beijos
    mundoemcartas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Ola Carol confesso que a premissa do livro não me chamou atenção, mesmo com todos seus pontos positivos na resenha, deve ser por eu estar em um momento de romance. Dica anotada para ler em outro momento. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  4. pelo que li no inico a historia é comum como tantas outras mas o que li no finalzinho faz eu repensar no que eu disse leria com certeza esse livro!

    ResponderExcluir
  5. Oi Carolina, tudo bem?
    Sou fascinada pela história do Rei Arthur e acho muito bacana a forma como a História de Merlin é contada e recontada. Nunca é demais hahah Costumo acompanhar livros e séries e não conhecia ainda esse, mas pretendo procurar saber mais depois da sua resenha <3
    Beijos,
    Juliana Skwara
    www.julianaskwara.com

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Esse livro parece bem legal, principalmente pra quem gosta de histórias sobre o Rei Arthur.
    Me pareceu um livro com muitos detalhes e bem construído.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Adoro obras Arthurianas e tudo ligado à época medieval e à magia. Tenho muita vontade de ler esse livro, acho que ele tem todos os elementos que agradam.
    Ótima resenha!
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  8. Oi oi!
    Assim como você antes de "O Mago de Camelot", eu nunca li nenhuma obra arthuriana, mas tenho muita vontade.
    Conhecia o livro mas não sabia que era tão curto, achava que tinha mais páginas e fiquei bem curiosa sem saber como o autor compactou essa história.
    Anotei na wishlist e espero poder ler em breve!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Amo livros que se baseiam na história do Rei Arthur, então esse é mais um que irá para a minha lista de desejados!
    Não o conhecia, mas já anotei a dica!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Já li algumas obras Arthurianas, e acho que estou um pouco saturada delas, talvez por ser um autor nacional eu leia mais pela curiosidade da pesquisa dele do que por outro motivo.
    O autor parece ser muito bom, vou procurar mais livros dele.

    ResponderExcluir
  11. Oi, flor!
    Eu gostei muito da obra e só não a classifiquei como excelente porque achei que o autor procurou apresentar o mito de Merlin e não usou como poderia da liberdade que tinha para criar outros cenários, contextos e situações. Se você já assistiu ao filme Merlin, entenderá o que estou dizendo.
    Mas gostei muito do modo como o autor escreveu! Li a obra em um dia e me vi completamente envolvida com a história. Com certeza, é um excelente livro.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. O máximo que sei da vida de Merlin é o que as histórias da Disney me passaram. Me interesso em saber mais ou seja me interessei pelo livro.
    Bjos

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Já vi alguns filmes relacionados ao rei Arthur, interessei-me pela história original uma vez, mas me falaram que não existia, tinha somente a lenda, então deixei passar e perdi o interesse. Já vi algumas histórias sobre o Merlim também, mas não me interesso muito pelo teor fantástico ser maior, mesmo o livro me parecendo legal.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Nossa, adorei o livro! Já tinha ouvido falar sobre ele e sobre o autor, mas sua resenha está impecável, parabéns! Sou apaixonada por histórias que se baseiam na lenda do Rei Arthur, e sempre procuro alguma coisa relacionada ao tema. Muito interessante.

    Beijos
    albumdeleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Já tinha lido algumas resenhas sobre o livro e tinha me interessado bastante, por conta delas serem, em sua maioria, positivas.
    Eu gosto muito das histórias quem envolvem a idade média, principalmente a do Rei Arthur. Acredito que O Mago de Camelot é uma leitura indispensável para mim. Tantarei ler assim que possível.

    Abraços,
    http://claqueteliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oiee ^^
    Apesar desse livro ser pequeno, achei a leitura dele um pouco arrastada *-* Acho que não gostei muito por causa do tema dele, da história e dos personagens... Não sou muito fã de livros que se passam em épocas muuito antigas *-*
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Olá... Carolina, tudo bem??
    Eu não curto muito a leitura dessa temática e para ser bem sincera, nunca me interessei pela leitura da obra.... eu curto muitos livros nacionais, mas não são todos que chamam a minha atenção... sempre leio resenhas positivas do livro, mas nada me chamou atenção em particular, para falar a verdade pra mim seria uma leitura bem cansativa... já tentei me arriscar mais nesse tipo de leitura e não curti tanto... mas de qualquer maneira fico feliz por você ter gostado tanto... Xero!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Oii!

    Amei a capa! Não conhecia o livro, mas adorei a história então já anotei a dica ^^ Amei a sua resenha!

    Beijos, Amanda
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  19. Ola Carol,
    A hostoria de Arthur e Merlim é muito famosa, existen varias obras sobre a história, mas nunca tive a oportunidade de ler, acredito que por esse ser hm livro curto dê pra dar uma bisbilhotada.
    Há algum tempo atrás comecei a assistir o seriado de Merlim, mas por fim não consegui dar continuidade.

    Beijokas

    ResponderExcluir
  20. Oii, tudo bem?
    Eu gostei muito da resenha, eu ainda não conhecia o livro mas com certeza está na minha lista de desejados.

    www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Oi Carol, tudo bom?
    Eu também já li O mago de Camelot e achei bom, uma boa primeira experiência tanto com o autor quanto com a história de Merlin e Arthur. Todavia, achei um pouco massante e certos fatos passaram corridos demais, talvez por, como tu mesma disseste, o autor ter colocado uma história tão complexa em apenas 151 páginas.
    Adorei a resenha!
    Beijos,
    http://www.entreleitores.com/

    ResponderExcluir
  22. Achei bem interessante esse livro contar a história de Merlin e arthur, fiquei bem curiosa pra ler o livro, ainda mais quando você citou que em apensas 151 páginas o autor nos dá todas as doses de um bom livro. Só fiquei um pouco com o pé atras por precisar de um dicionário para traduzir as palavras, acho que poderia ter umas notas no rodapé com o significado delas.

    ResponderExcluir
  23. Olá, tudo bem?

    Não conhecia o autor, menos ainda o livro. Mas gostei bastante da premissa, é bem interessante para mim que curto esse gênero. E a visão um pouco diferente do grande Mago me chamou a atenção. Fiquei com vontade de ler, um pouco inseguro, pela intensidade que parece ter em tão poucas páginas, mas com vontade de ler.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  24. Ei, tudo bem?
    Já tinha visto esse livro, mas não tinha dado muita atenção a ele. Gosto muito da lenda de Rei Arthur, e até já li uma releitura dele. Fiquei bem curiosa para ver como a lenda foi retratado aqui.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir
  25. Já vi esse livro por ai e a capa é bem linda. Mas eu ainda não me animei em comprá-lo, acho que irei gostar da história pelo que vi em sua resenha. Vou dar uma chance a ele.

    LETRAS COM CAFEÍNA

    ResponderExcluir
  26. Oi Carolina, eu não conhecia o livro ainda, mas confesso que não fiquei curiosa com ele, talvez por ser de um gênero que não estou acostumada a ler, mas no momento eu não leria ele, quem sabe mais para frente :D

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir