12 agosto 2015

Reflexão/Contos [23]



Além de mim






De repente cansa ficar sentada na mesa fingindo um sorriso que não quero lhe dar. Cansa ouvir suas desculpas que não estou nem aí para entender. Já sabemos que são mentiras embaladas em verdades prontas, mas de conteúdo insosso.

Desculpa se tapo os ouvidos quando ouço sua voz, para mim nada mais são que apenas sussurros bobos que me chegam aos ouvidos. Não consigo olhar mais em sua direção, porque além dela há um caminho mais interessante. Não bloqueie minha vista, dê um passo ao lado, por favor.

Hoje não quero ir de metrô, quero que meus pés me guiem para onde eu tiver de ir. Estou com pressa e sem tempo para esperar. Não há necessidade de despedidas, elas aconteceram todos os dias quando já não mais olhávamos nos olhos, a TV era o melhor programa e sua presença se tornou comum e confortável. Ambos sabemos que minha zona de conforto sempre foi o incomum, que o estável me incomoda. Preciso ver o mundo em movimento, brincar de pequena deusa, para me sentir viva dentro dele.

Já te ouvi demais, já te amei demais, já falei demais, já chorei demais, já sorri demais. Me cansa, tudo me cansa. Limites me são como pequenas fronteiras que me tentam a atravessar, eu nunca vou me conformar com “e se”, porque para mim tudo pode ser. Não gosto de ver portas fechadas, eu sempre vou empurrá-las para ver o que há por detrás de cada uma. E a sua acaba de se fechar agora atrás de mim.

Não tenho paciência para entender, sei o suficiente, e o que sinto me basta para impulsionar-me a seguir em frente. Teu choro não me convence mais, tuas súplicas me são como pequenos murmúrios, e meu mundo vai além do que traçaste para mim. Sou além do que um dia me julgou ser, sou além daquilo que sou agora, e por isso levanto-me e passo a caminhar, buscando encontrar o meu além de mim.


22 comentários:

  1. Oi Daiane,
    Que lindo!
    Me identifiquei com o texto, essa história de "pequena deusa" é muito eu, se não for assim me sinto sufocada rs.

    Coração leitor

    ResponderExcluir
  2. Amei o texto *-*
    Quando cansamos parece que o que nos satisfazia não tem mais importância,ninguém pode traçar linhas a nossa frente nos impedindo de passar.
    Bjnhs

    http://karoline-o-meu-melhor.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. OI Daiane, que texto mais maravilhoso, super reflexivo e lindo. Parabéns!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Lindo texto!
    Me identifiquei muito com algumas partes.
    Parabéns pela sensibilidade com que escreve!
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  5. Excelente texto! Menina, consegui sentir muitas das minhas angústias e com diferentes "amores" que tive: amizades que não perduraram, colegas que me faziam mal, parentes com os quais não consigo ter uma relação honesta, porque não se importaram em construí-la. Um relacionamento, seja amoroso ou não, só encontra alicerces firmes nos gestos que cada uma das partes lhe dedica. Seu texto, flor, é poético, mas de um jeito que dói. Ao mesmo tempo, traz uma dose de esperança. Uma dose de coragem para seguir em frente. Parabéns! Vou compartilhar.

    Beijos!
    http://myqueenside.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Belo texto!
    Apesar de amar o outro, sempre nos cansamos com promessas não compridas, palavras ao vento e por aí... Esse seu texto me lembrou um livro que acabei de ler e tinha isso tudo.
    Abraços Mika
    Pensamentos Viajantes

    ResponderExcluir
  7. Oi, Daiane, tudo bem?
    Que texto cheio de ousadia, hein?! Gostei bastant! Acredito que todo mundo tem esses pensamentos algumas vezes.

    Abraços,
    http://claqueteliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Daiane, tudo bem?
    Quanta gente finge sentimentos, esconde a tristeza com um sorriso, né? Mas uma hora isso cansa. Tudo cansa.
    Não suporto gente que se faz, ou 8 ou 80. Ou quem sabe nem 8 e nem 80.
    Excelente texto!
    Beijos,
    http://www.entreleitores.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi, Daiane! Como vai?
    Gen-te, esse texto me resume nessa vida. Adorei!!! Nossa... ADOREI. Nada menos do que isso. Está fantástico!!! Meus parabéns. Você escreve muito bem e sabe expressar seus sentimentos de uma forma muito bela. "Sou além do que um dia me julgou ser, sou além daquilo que sou agora, e por isso levanto-me e passo a caminhar, buscando encontrar o meu além de mim." CLAP, CLAP, CLAP, CLAP, CLAP, CLAP, CLAP... Muito bom. Fora a parte do "Me cansa, tudo me cansa". Estou me sentindo assim há algum tempo. O pior é que ninguém entende. Às vezes eu só quero me ver livre até de mim mesma, e ninguém entende. Bem, você parece entender ♥
    Beijinhos,
    Karol.
    www.heykarol.com

    ResponderExcluir
  10. Olá... tudo bem??
    Que texto mais intenso e profundo... são poucas linhas traçadas, mas que te leva para várias lembranças que você não consegue extinguir qual é a mais profunda.. sabe que me sinto assim as vezes... sempre buscando algo novo, querendo coisas novas... depois me sinto estancada como se fosse uma rocha enorme presa na beira do mar... Mas uma coisa é certa... não curto palavras fracas, vazias e que não me levam a lugar algum... quero poder correr e não me sentir cansada... quero poder olhar nos olhos e sentir, apenas sentir e nada mais... poder sentir pra mim significar estar viva e pronta para qualquer situação... seu texto foi reflexivo, foi profundo e ao mesmo tempo simples... parabéns. Xero!

    ResponderExcluir
  11. Realmente chega certo momento que cansamos de certas coisas. Cansamos de esperar o que não virá, de viver em vão, enfim. Adorei o texto, muito bom. ;)

    Bjokas

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Uau. É a única palavra que consigo dizer após ler o texto, uau.
    O seu texto é cheio de emoções e descreve o sentimento que estava sentindo um tempo atrás. Parabéns!

    http://loucurasaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Gostei do texto, é profundo... mas ainda não sei se achei a atitude corajosa ou triste, já que não entendi bem as motivações.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  14. Nossa gostei muito do texto. Um pouco triste... Talvez a personagem devesse ser mais humilde porque afinal ninguém sabe tudo, e se dito em um momento de raiva devemos sempre perdoar. Enfim, o texto é lindo, mas a personagem me parece ainda triste e irritada com alguma coisa... rs
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá, tudo bem?

    Gostei de sua escrita, um conto de duas faces que pode lhe levar a reflexões e ponderações. Parabéns pelo texto, bacana!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Adorei o texto.
    Chega um tempo que não dá mais e devemos seguir em frente. ficar pensando em como poderia ter sido é a coisa mais dolorosa do mundo. Me identifiquei bastante com o texto.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oiee ^^
    Estou apaixonada pela última frase: "sou além daquilo que sou agora, e por isso levanto-me e passo a caminhar, buscando encontrar o meu além de mim." ♥ ADOREI! Achei o seu texto incrível, de verdade ♥
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oii Daiane!

    Amei o texto! Me identifiquei em algumas partes :)
    Você escreve muiiitooo beem! Tem muito talento ^^

    Beijos, Amanda
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  19. Oii, tudo bem?
    Eu adorei o texto! Com certeza me identifiquei em varias partes mas meu paragrafo favorito foi esse aqui:

    "Já te ouvi demais, já te amei demais, já falei demais, já chorei demais, já sorri demais. Me cansa, tudo me cansa. Limites me são como pequenas fronteiras que me tentam a atravessar, eu nunca vou me conformar com “e se”, porque para mim tudo pode ser. Não gosto de ver portas fechadas, eu sempre vou empurrá-las para ver o que há por detrás de cada uma. E a sua acaba de se fechar agora atrás de mim."


    www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Oiee.

    Lindo esse texto. Sabe essa parte que a Giovana colocou no comentário dela diz muito a respeito do que tenho pensando nos últimos dias. Sempre amamos demais uma pessoa e ela nos despreza e quando você deixa de gostar dela, ai o trem resolve te querer, mas no fim é tarde mais, pois já amamos e choramos o suficiente

    Biejos

    ResponderExcluir
  21. Olá! Ótimo texto =) Às vezes é preciso dar um basta e pensar mais em si mesmo, buscar se reencontrar. É fundamental. Beijo!

    ResponderExcluir
  22. Olá! Tudo bem?

    AMEI o seu texto, ele está maravilhoso e me identifiquei muito com ele. Estou muito assim ultimamente.

    Quero muito ler outros textos seus! <3

    Beijos e até!

    www.dreamsandbooks.com

    ResponderExcluir