25 abril 2015

Reflexão/Contos [20]



Olá galera!

Tudo bem? Hoje mais um texto meu escolhido a dedo aqui para vocês!! Ele foi originalmente publicado em meu blog No Universo da Literatura, então se você já o leu por lá, vem e lê de novo aqui no blog da Sil. Espero que gostem ;)



Poesias cúmplices





São apenas poesias em pedaços de papel, como uma chuva branca eu as espalho pelo meu quarto. Vejo ali escritos todas as palavras confessadas a tinta, e silenciosamente elas me sussurram as minhas próprias loucuras.

A música soa alta em meus fones e sinto que estou me perdendo em meu próprio mundo ouvindo meus próprios murmúrios. Tenho essa mania de me traduzir em poemas, criar minhas metáforas para tudo que não consigo mais explicar. Preciso dos meus exageros, dos meus erros, para conseguir expressar aquilo que parte de mim insiste em ser.

Deixo cada folha voar livre pela imensidão silenciosa que aqui se formou, pequenos pássaros brancos que já não estão mais presos, libero para o mundo todos os meus delírios. Você se lembra de quando eu escondia todas elas em gavetas? Liberta-as, você disse. Liberte-se, eu ouvi.

Derrubo a taça de vinho e vejo sua vermelhidão se espalhar pelo tapete, borrando as palavras de um amor passado estampado em um poema esquecido, rio da ironia ao ver todas aqueles desejos agora afogados em lágrimas vermelhas.

Dentro de minha própria loucura nunca me vi tão sóbria. Cubro-me de sonhos em dias que a realidade se torna a um passo do insuportável, e quando me lembro de ti, faço das minhas memórias a matéria-prima para alguma arte.

Olho para todas essas palavras que me cercam, é como se elas me encarassem de volta acusando-me daquilo que um dia fui, e que talvez ainda insista em ser. Uso-as a meu bel prazer, e vejo ali refletido tudo o que minha alma deseja dizer.

Adormeço sobre nuvens brancas, embriagada pelo meu próprio lirismo dito em momentos em que a razão me deixa sem chão. E assim afasto a solidão mergulhando em letras, pois enquanto eu tiver minha escrita sei que serei compreendida por pedaços de papéis em brancos, que me ouvem sem reação.

--

Gostou? Vem cá para eu te contar uma coisa, reuni algumas crônicas minhas que já publiquei aqui e lá no meu blog, mais alguns rascunhos hiper secretos guardados na gaveta, e publiquei no Wattpad temporariamente (Clique aqui para ler). Então se gosta de minhas crônicas e quer ter a chance de ler muitas outras que já escrevi, leia Sussurros, uma pequena coletânea que eu mesma criei, em breve ela sairá do ar! Vem ler enquanto da tempo e também não deixe de me dizer o que achou! Obrigada pessoal, e até a próxima!

10 comentários:

  1. Adoreiiiiii.
    Daia super talentosa heim? Amei de verdade.
    Eu era mais fã de contos e poesias, hoje eu leio menos, mas vou conferi mais do seu trabalho no wattpad com certeza.
    Parabéns.
    (Dentro de minha própria loucura nunca me vi tão sóbria) adorei

    http://colecoes-literarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Amiga olha eu quero te dar os parabéns por seu texto mais uma vez, porque a cada dia que passa eu me surpreendo com o seu lindo trabalho e com certeza irei dar uma olhada no seu wattpad para poder ler, porque adoro crônicas. Espero que você ainda venha colocar muitos textos lindos como esse por aqui. Tu merece ser reconhecida amiga, até porque você escreve muito bem. Mas não me abandone quando ficar famosa ok ?? (risos)

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Adorei o conto, a escrita é algo espetacular mesmo, às vezes é o que me salva, me completa. Esses dias li Sobre a Escrita e percebi como ela é capaz de mudar a vida de uma pessoa.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    não gosto muito de crônicas ou contos. Mas gostei deste que você citou e já estou correndo para o wattpad para ler o seu. Beijos,
    http://www.entreleitores.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Daiane...
    Você escreve lindamente, gostei muito deste texto em especial.
    Muito lindo mesmooo!
    Vou dar uma passadinha no Wattpad viu, e dar uma olhadinha lá.
    Parabéns pelo lindo conto, você tem muito talento.

    Bom domingo
    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oiii :)
    Adorei o conto e o modo como você escreve!!
    Não sou muito fã de contos, mas vou dar uma conferida lá no Wattpad ♥

    Beeeeijos!
    Cupcake de Letras

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Adorei o conto!
    A escrita é algo maravilhoso, não? O poder que as palavras exercem sobre nós, o dom que tem de aliviar ou piorar uma situação...
    Com certeza irei conferir sua seleção de contos!
    Beijos.

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. OI Daiane!!
    Adorei seu texto, muito gostosinho de ler e com toda a certeza vou lá dar uma olhadinha nos outros no Wattpad, adoro o watt e tem muita coisa boa por la!
    Beijos

    LuMartinho

    ResponderExcluir
  9. Ai Daine mais um lindo texto! *-* Em algumas partes eu pude me ver sendo descrita!
    Vou querer conferir a suas crônicas publicadas no Wattpad. Sucesso! *-*

    Beijos e até logo! *-*
    https://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Daiane! Parabéns pela sua crônica… Achei muito sensível o modo como descreveu os sentimentos do personagem. Seu sofrimento chegou a ser palpável. :)

    Desejo sucesso com a sua publicação no Wattpad!

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir